Brasília-DF,
28/MAI/2017

Amor, morte e relação de mãe e filha são foco de 'A ´última lição'

Aos 92 anos, Madeleine decide escolher o dia de sua morte e levanta discussões e críticas na família

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:23/12/2016 06:45
A última lição trata do amor e de eutanásia (Internet/Reprodução)
A última lição trata do amor e de eutanásia

Madeleine está completando 92 anos como queria: com uma festa na qual estão os filhos Diane e Pierre, o neto e a empregada que já está há tanto tempo na família que já é uma amiga. A nonagenária pede a palavra e anuncia que marcou a data da morte dela. Assim é o início de A última lição.
 
Ao informar aos parentes que já sabe quando morrer, embora não sofra de nenhuma doença grave, Madeleine quer apenas prepará-los para a despedida, mas desperta reações diferentes em cada membro da família. Apenas Diane a apoia, mostrando uma cumplicidade tocante entre mãe e filha. Aos outros personagens fica a tarefa de condenar a atitude de Madeleine, ora por egoísmo, ora por amor, ora por necessidades financeiras.
 
Veja os horários do filme. 
 
 
 
Além de revelar uma parceria emocionante entre Diane e Madeleine, A última lição toca num tema caro à sociedade ocidental: a eutanásia. Mesmo que de leve e de uma forma indireta, a discussão sobre decidir a hora da morte está lá.


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES