Brasília-DF,
21/NOV/2017

Leandra Leal estreia carreira de diretora com 'Divinas divas'

O longa é um documentário sobre a primeira geração brasileira de artistas travestis

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:23/06/2017 06:00Atualização:22/06/2017 16:45
Rogéria é uma das retratadas pelas lentes de Leandra Leal em Divinas divas
 (Reprodução/Internet)
Rogéria é uma das retratadas pelas lentes de Leandra Leal em Divinas divas

Nos anos 1970, o ambiente da Cinelândia, no Rio de Janeiro, era purpurinado. Envoltas em plumas e paetês, artistas como Rogéria, Valéria, Jane Di Castro, Camille K, Fujika de Holliday, Eloína dos Leopardos, Marquesa e Brigitte de Búzios lotavam as casas de show do local.

São elas as estrelas de Divinas divas, documentário de estreia de Leandra Leal na direção de um longa. As memórias e histórias das artistas são trazidas à tona no reencontro para a montagem de um espetáculo em 2014, no Teatro Rival. Mais do que esbanjar talento, as divas revolucionaram o comportamento sexual e moral de uma geração.

Veja as sessões do filme.

Com graça, são desfilados nas telas assuntos como homossexualidade, representatividade, casamento gay e preconceito.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES