Brasília-DF,
18/DEZ/2017

'Corpo elétrico' é a estreia de Marcelo Caetano na direção

O filme brasileiro tem Hilton Lacerda, de 'Tatuagem', como corroteirista

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:18/08/2017 06:00Atualização:17/08/2017 17:27
'Corpo elétrico' marca a estreia de Marcelo Caetano na direção, com Kelner Macêdo como protagonista
 (Vitrine Filmes/Divulgacao)
'Corpo elétrico' marca a estreia de Marcelo Caetano na direção, com Kelner Macêdo como protagonista
 
 
As descobertas da juventude habitam Elias (Kelner Macêdo, muito significativo em cena), o protagonista do longa Corpo elétrico, estreia de Marcelo Caetano na direção. Entre a diversão descompromissada e a dedicação ferrenha ao trabalho, Elias segue tateando um percurso de vida, solto e alheio ao tradicional núcleo familiar.
 
 
Em parte, sem muitos conflitos, Corpo elétrico traz um recorte, um registro de laços afetivos em formação. Movido por ideias de comunhão, Elias aposta em amizades e sexo que transcendem problemáticas. Pulsa daí o hedonismo que lembra o longa Tatuagem (não ao acaso criado por Hilton Lacerda, corroteirista de Corpo elétrico).
 
 
 
Assistente de direção de filmes assinados por Anna Muylaert e Gabriel Mascaro, Marcelo Caetano se mostra ótimo diretor de atores, muitos deles surpreendentes como Lucas Andrade (à frente do assanhado Wellington). Com um quê do colega Jesuíta Barbosa, na energia em cena, o protagonista Kelner Macêdo transita livremente num cenário de subúrbio.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES