Brasília-DF,
22/OUT/2017

'O fantasma de Sicília' conta o sumiço de um adolescente pela máfia italiana

O filme dos diretores italianos Fabio Grassadonia e Antonio Piazza conta como Luna deseja encontrar o melhor amigo Giuseppe que desapareceu

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:29/09/2017 06:00Atualização:28/09/2017 18:45
Luna não se conforma com o sumiço do melhor amigo no italiano 'O fantasma da Sicília' (Reprodução/Internet)
Luna não se conforma com o sumiço do melhor amigo no italiano 'O fantasma da Sicília'
 
A visão de crianças para horrores de guerras - sejam elas civis, sejam militares - e de outras questões assustadoras geralmente rende obras líricas no cinema. É o que pretendem os diretores italianos Fabio Grassadonia, Antonio Piazza com O fantasma da Sicília.
 
Agora, a mesma dupla de Salvo se depara sobre a verdadeira guerra civil instaurada pela máfia italiana. O pré-adolescente Giuseppe (Gaetano Fernandez), filho de um traficante, desaparece numa floresta misteriosa da qual os moradores da vila procuram ficar sempre longe. O menino é dado como sequestrado e morto pela polícia e pelos familiares, que avaliam o crime como um acerto de contas entre facções inimigas, pois o pai de Giuseppe havia feito uma delação recentemente.
 
 
A única que se preocupa em tentar desvendar o mistério do sumiço do menino é Luna (Julia Jedlikowska), a melhor amiga dele. É nela o foco de O fantasma da Sicília - a menina amadurece na marra com a perda do amigo e, ao mesmo tempo, encontra forças para entender e denunciar o que está acontecendo na Itália naquele momento.
 
O roteiro de O fantasma da Sicília é baseado livremente no livro Non saremo confusi per sempre, de Marco Mancassola, no filme Conta comigo e na fábula infantil Chapeuzinho vermelho.


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES