Brasília-DF,
18/DEZ/2017

'Victoria e Abdul - O confidente da rainha' mostra relação de amizade

Para desespero da família real, Victoria e Abdul estreitam laços e a rainha passa a tê-lo como conselheiro

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:17/11/2017 06:00Atualização:17/11/2017 10:31
Relação entre a rainha Victoria e o plebeu Abdul passa a ser de confiança  (Reprodução/Internet)
Relação entre a rainha Victoria e o plebeu Abdul passa a ser de confiança

  
Não é de hoje que a realeza britânica serve como inspiração para o cineasta Stephen Frears, diretor de A rainha (2006), com o qual Helen Mirren levou o Oscar de melhor atriz ao viver Elizabeth II. Agora, em Victoria e Abdul — O confidente da rainha, o trono é ocupado por outra grande atriz. Judi Dench vive a rainha Victoria.
 
O pano de fundo para o diretor é a amizade entre Victoria e o indiano Abdul Karim (Ali Fazal). O jovem empregado conheceu a rainha quando foi designado para levar até ela uma moeda do país dele em comemoração ao Jubileu de Ouro de Victoria. A empatia entre os dois foi instantânea e acabou gerando uma grande amizade e uma relação na qual ele passa a ser conselheiro dela, para desespero da família real britânica.
 
 
A confiança entre a rainha e o indiano se dá no momento em que ele e o colega Mohammed (Adeel Akhtar) vão entregar o presente a ela. Abdul se confunde com as rígidas regras britânicas e encara a rainha. A gafe poderia soar como uma ofensa grave, mas é tida por Victoria como um sinal de ousadia apreciado por ela, que pede para conhecê-lo melhor.
 
Como não poderia deixar de ser, Judi Dench, dona de um Oscar e de outras seis indicações ao prêmio máximo do cinema, vem sendo apontada pela crítica internacional como o grande destaque de Victoria e Abdul — O confidente da rainha.
 
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES