Brasília-DF,
21/ABR/2018

Roda Gigante: longa é o 47º filme do cineasta Woody Allen

O longa conta com Justin Timberlake e Kate Winslet

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:29/12/2017 14:56Atualização:29/12/2017 15:09
Kate Winslet é a musa de Woody Allen em 'Roda gigante' (Imagem Filmes/Divulgação)
Kate Winslet é a musa de Woody Allen em 'Roda gigante'
 
No mais recente filme, o 47º da carreira, o cineasta Woody Allen assumidamente buscava uma atmosfera vital, a fim de movimentar a trama de ciranda amorosa. Com a ajuda de computação gráfica e do mestre da direção de fotografia Vittorio Storaro (ganhador de Oscar por Apocalypse Now), Allen chegou ao explosivo cenário de Roda gigante: a Coney Island de uma Nova York nostálgica que, pelo que conta Woody Allen, teve o auge antes mesmo do nascimento dele — Allen, vale lembrar, tem 82 anos de idade.
 
O apogeu de Coney Island — dotada, à época, de três movimentados parques de diversões — se deu entre o fim do século 19 e o período imbricado na Segunda Guerra. “É um presente trabalhar com alguém como Vitorio Storaro: ele faz monumentais acréscimos na carga teatral impressa em cada projeto que integra”, observou, para a imprensa internacional, Allen, que viu a estreia de Roda gigante no encerramento do New York Film Festival (em meados de outubro).
 
Inspirado pelo pintor e ilustrador Norman Rockwell, um papa na captação do cotidiano até meados dos anos de 1950, Storaro deu brilho à equipe do primeiro longa de Allen para o Amazon Studios, investidor recente de premiadas obras como O apartamento e Manchester à beira-mar.
Na primeira parceria entre o cineasta e a atriz britânica Kate Winslet (Titanic), o papel da garçonete Ginny foi escrito especialmente para o desempenho da eterna estrela de Titanic.
 
 
O diretor comentou que queria, numa tacada apenas, excelência e profundidade. Por isso, Kate Winslet. Num paralelo com o baseball, no qual Allen opina que, ainda que atingido por um lançador, “um verdadeiro batedor vai repudiar o sofrimento”, o diretor alarga os horizontes, assumindo a eterna atração por problemas femininos. “Ao longo de séculos, os homens tendem a, prontamente, demonstrar menos o sofrimento. Há um código masculino de não transparecer sofrimento”, comentou no material de divulgação do filme.
 
Movida pela ilusão despertada pelo aparecimento do personagem Mickey (Justin Tiberlake), um bem torneado salva-vidas, Ginny (Winslet) vai fazer valer a disposição às emoções canalizadas pelas mulheres. 
 
Envolvido com a elaboração de arte, Mickey, ao nutrir o sonho impossível de Ginny, vai indispor a quarentona com o marido Humpty (Jim Belushi), funcionário de um parque de diversões, e Carolina (Juno Temple), a enteada dela. Comparado a Clark Gable e Humphrey Bogart, Timberlake só captou elogios do diretor de Noivo neurótico, noiva nervosa: “Justin tem tudo: é capaz de iluminar qualquer cena, assim que a câmera é ligada”.
 
Veja o trailer:
 
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES