Brasília-DF,
15/JUL/2018

'Todo o dinheiro do mundo' convence com atuação inesperada de Christopher Plummer

Novo longa de Ridley Scott chamou atenção por regravar cenas de Kevin Spacey depois de denúncias de assédio sexual

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:02/02/2018 06:03Atualização:01/02/2018 15:40
Christopher Plummer vive um avô bilionário que se recusa a pagar o resgate do neto (Reproducao)
Christopher Plummer vive um avô bilionário que se recusa a pagar o resgate do neto
 
Um caso famoso de sequestro na Itália de 1973 serve como inspiração para Todo o dinheiro do mundo, novo filme do diretor Ridley Scott. O roteiro leva às telonas o rapto de John Paul Getty III (Charlie Plummer), neto preferido do magnata do petróleo J. Paul Getty (Christopher Plummer, indicado ao Oscar de ator coadjuvante pelo papel).
 
Desesperada, a mãe do menino, Gail Harris (Michelle Williams), tenta convencer o ex-sogro a pagar o milionário resgate pedido pelos sequestradores. J. Paul Getty se recusa a desembolsar a alta quantia e contrata o ex-espião Fletcher Chase (Mark Wahlberg) para salvar a vítima. O bilionário só acredita nas ameaças dos bandidos quando uma orelha do neto é enviada à redação de um grande jornal.
 
A tarefa de adaptar para o cinema uma história de suspense com o final conhecido — afinal, os fatos já aconteceram na vida real — não é das mais gratas. A crítica internacional aplaudiu o esforço de Scott (indicado ao Globo de Ouro de melhor diretor e ignorado no Oscar) em tentar levar o suspense ao que já sabíamos.
 
As interpretações de Christopher Plummer e Michelle Williams ajudaram bastante. É interessante notar o embate entre o frio e apegado à fortuna Paul Getty e a mãe, que acha que a vida do filho vale mais do que qualquer milhão. A difícil relação entre os dois é resgatada também por meio de flashbacks.
 
 
 
 

Escalado em cima da hora 

 
Mais do que no roteiro, Todo o dinheiro do mundo teve uma reviravolta nos bastidores. Isso porque o filme estava praticamente finalizado quando estouraram as denúncias de assédio sexual que abalaram Hollywood recentemente. O papel de Christopher Plummer era, originalmente, interpretado por Kevin Spacey, um dos acusados de assédio. O diretor teve que regravar boa parte do filme. O resultado foi uma indicação ao Oscar para Plummer, vencedor da estatueta em 2010 por Toda forma de amor.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES