Brasília-DF,
18/OUT/2018

Cinema »

Margot Robbie encanta ao viver patinadora em 'Eu, Tonya'

Baseado em fatos, a 'Eu, Tonya' dá a Margot Robbie a primeira indicação ao Oscar

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:16/02/2018 06:00Atualização:15/02/2018 18:16
Eu, Tonya usa como base a vida da patinadora Tonya Harding (Internet/Reprodução)
Eu, Tonya usa como base a vida da patinadora Tonya Harding

A vida, às vezes, parece coisa de cinema. É o caso da história da patinadora Tonya Harding. Reviravoltas e polêmicas marcaram a trajetória da atleta e foram a base para o elogiado Eu, Tonya (indicado em três categorias ao Oscar), do diretor Craig Gillespie.

A história de Tonya é uma obsessão americana, tanto pelas nuances dramáticas quanto pelos desfechos surpreendentes. A atleta até ficou marcada nos anos 1990 pela técnica muito apurada, mas foram os fatores externos à sua atuação no gelo que chocaram e provocaram, de fato, curiosidade.
 
Confira aqui as sessões do filme 

Harding foi protagonista de um escândalo grandioso no esporte americano no período. Ela foi acusada de planejar, ao lado do marido, um ataque a uma colega da categoria, que sofreu reiterados golpes na perna, para afastá-la de competições.

Margot Robbie (a Arlequina de Esquadrão suicida) dá vida à atleta nas telonas, no longa que mostra diversas fases da vida de Tonya. A atuação como protagonista rendeu à atriz, além de diversos elogios, a indicação ao Oscar, primeira da carreira de Margot.
 
Tags: oscar cinema

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES