Brasília-DF,
16/AGO/2018

Documentário 'Ex-pajé' aborda a tradição moderna dos índios

O filme de Luiz Bolognesi fala das fronteiras entre a tradição e a modernidade no povo indígena

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:27/04/2018 06:05Atualização:26/04/2018 18:43

Os índios mostrados em 'Ex-pajé' estão entre a tradição e a modernidade  (Reprodução/Internet)
Os índios mostrados em 'Ex-pajé' estão entre a tradição e a modernidade

 

Coragem, desafios, inimigos, espíritos e medos são palavras constantes no documentário Ex-pajé, de Luiz Bolognesi. Muito do drama reside na inatividade do Perpera que, pela intrusão do branco, vê a aldeia tê-lo por uma espécie de reminiscência (algo derrotada) de contato com a secular tradição dos índios. A ação de evangelizadores mutilou parte da conveniente tensão outrora mantida com os espíritos da floresta.

 

 

 

Vencedor do prêmio da crítica no Festival É Tudo Verdade e no segmento Panorama do Festival de Berlim, destacado com prêmio especial, Ex-pajé expõe os desafios de frear o etnocídio, por década, em andamento. Da intrusão de meios digitais (há até joguinhos de caça, entre as crianças) à ação dos madeireiros, à dependência de carros e comidas de branco, o filme registra os bens reconfortantes da natureza, o uso de flautas de cura (da tolhida pajelança), o poder do fogo e do jejum (como valores culturais) e a serenidade de um ancião quase vencido, mas ainda vivo.

 

Confira as sessões do filme aqui.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES