Brasília-DF,
21/SET/2018

Erasmo Carlos, Hermila Guedes e Humberto Carrão estrelam filme musical

Monique Gardenberg volta à direção de cinema, com o longa Paraíso perdido

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:01/06/2018 06:03Atualização:31/05/2018 18:09
Paraíso perdido mescla comédia, drama e musical (Reprodução/ Internet)
Paraíso perdido mescla comédia, drama e musical

 
Afastada da direção de longas-metragens desde 2007, quando assinou a comédia Ó paí, ó, Monique Gardenberg está de volta com Paraíso perdido, filme que chama a atenção por ter nuances de musical, drama e comédia. O elenco, numeroso e eclético, tem Erasmo Carlos, Lee Taylor, Jaloo, Marjorie Estiano, Hermila Guedes, Malu Galli Julio Andrade e Humberto Carrão, entre outros.


 
Boa parte da ação do filme se passa na boate batizada com o mesmo nome do filme. Ali, o gerente José (Erasmo Carlos) promove shows dos filhos e parentes. O filho dele,  Angelo (Júlio Andrade) e o neto, Ímã (Jaloo), são presenças constantes, sendo que Ímã se apresenta travestido de mulher. Alvo do preconceito do público, a drag queen precisa da proteção constante do segurança Odair (Lee Taylor).

Clique aqui e confira as sessões
 
Paraísos perdidos gira em torno da complicada família de José, que ainda inclui a filha dele, a ex-presidiária Eva (Hermila Guedes); e a mãe dele, Nádia (Malu Galli), vítima de violência doméstica que a deixou surda. A trilha sonora de Paraísos perdidos é um capítulo à parte e tem de Odair José (Minhas coisas) a uma versão de Jaloo para Amor marginal
 
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES