Brasília-DF,
14/NOV/2018

Crítica: 'Crô' tenta reacender o sucesso que o personagem fez na tevê

'Crô em família' evidencia a dificuldade de transpor nos cinemas o sucesso de personagem em 'Fina estampa'

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:07/09/2018 06:00Atualização:06/09/2018 17:21
 (Eny Miranda/Divulgação )
 
Croadoldo Valério, vivido por Marcelo Serrado, teve seus dias de glória em 2011, na novela Fina estampa, de Aguinaldo Silva. Na época, Crô roubou a cena e se tornou em um dos personagens mais queridos do público. O problema é que o personagem não conseguiu o mesmo feito nos cinemas.
 
Apesar de ter arrecadado R$ 4 milhões com Crô — O filme em 2013, um número altíssimo para o cinema nacional, o primeiro longa-metragem do ex-mordomo não convenceu. A premissa era boa, mas a história não fazia sentido. Em Crô em família, que agora tem direção de Cininha de Paula, as coisas não melhoram muito.
 
No segundo filme, que ignora todos os acontecimentos do primeiro (por motivos óbvios) e inclui uma série de novos personagens, Crô precisa lidar com a chegada de uma família que diz ser a biológica dele e é encabeçada por Marinalva (Arlette Sales) e Orlando (Tonico Pereira). Tudo isso acontece ao mesmo tempo em que ele se separa do segundo marido, Zarolho (Raphael Viana), é perseguido pela jornalista de fofoca Carlota Valdez (Monique Alfradique) e conta apenas com a ajuda das suas escudeiras, a assistente Geni (Jefferson Schroeder) e a governanta Almerinda (Rosi Campos).
 
 
 
Em comparação com o primeiro filme, que é bem fraco, a sequência tem uma evolução, com um enredo que até faz sentido; algumas cenas interessantes — a maioria delas com Geni ou quando mostra o “chá das bichas”, que reúne outros personagens clássicos, como Ferdinando (Marcus Majella) e Seu Peru (Marcos Caruso), dando conselhos a Crô —; e um final com uma mensagem universal, a família. Porém, isso não chega a ser suficiente para colocar o personagem de volta ao destaque da época da novela. Crô em família mostra que uma produção derivada nem sempre obtém o sucesso da original.
 
Confira as sessões disponíveis nos cinemas da capital.  
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES