Brasília-DF,
18/DEZ/2018

'Uma noite de 12 anos' mostra o cárcere do presidente

Assinada por Alvaro Brechner, a coprodução entre Uruguai, Espanha e Argentina chega ao Brasil.

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:28/09/2018 06:02Atualização:27/09/2018 22:27

A ditadura uruguaia é quase um personagem de 'Uma noite de 12 anos' (Reprodução/Internet)
A ditadura uruguaia é quase um personagem de 'Uma noite de 12 anos'

 

Membros do Movimento de Nacional Libertação Tupamaros, José Mujica (Antonio de la Torre), Mauricio Rosencof (Chino Darín) e Eleuterio Fernández Huidobro (Alfonso Tort) são capturados pelos militares. Ali, passam por torturas físicas e psicológicas durante quase 4.500 dias. 

 

É interessante notar que o roteiro coloca os torturadores e vigias do cárcere onde o trio está desde o início de Uma noite de 12 anos como a personificação da violência, abrangendo o modo de falar, de vestir e, claro, as sessões de espancamento. Do outro lado estão três jovens doces que não reagem e têm que aprender a lidar com o medo e com a solidão, algumas vezes imposta a eles. 

 

O roteiro ainda contempla o sofrimento das famílias de Mujica, Rosencof e Huidobro e a repercussão nacional trazida pelo caso.

 

Sessões do longa Uma noite de 12 anos 

 

Veja o trailer

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES