Brasília-DF,
23/JUL/2019

Romance e horror marcam o filme 'Lizzie'

Longa é baseado nas mortes do pai e da madrasta de Lizzie Borden

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:04/01/2019 06:05
Os problemas na casa Borden aproximam Lizzie (Chloë Sevigny) e Bridget (Kristen Stewart) (Eliza Morse/Divulgação)
Os problemas na casa Borden aproximam Lizzie (Chloë Sevigny) e Bridget (Kristen Stewart)
 
Exibido pela primeira vez no Festival de Sundance de 2018, o longa-metragem Lizzie, de Craig William Macneill (The boy, 2015), é inspirado num crime ocorrido em 1892 em Massachussets, quando os Borden, Andrew e a mulher Abby, foram assassinados a machadadas. Em uma das teorias mais populares do duplo homicídio, a responsável teria sido a filha do casal, Lizzie Borden.

É a partir dessa premissa que o filme Lizzie constrói sua história. Na narrativa, a protagonista Lizzie, vivida pela atriz Chloë Sevigny, é uma mulher à frente do seu tempo e, por isso, tem vários conflitos com o pai, interpretado pelo ator Jamey Sheridan, um homem bastante rígido.
 
 
A trama se passa seis meses antes do assassinato do casal e vai mostrando as possíveis motivações de Lizzie para cometer o crime brutal, além de explorar o relacionamento dela com Bridget Sullivan (Kristen Stewart), uma jovem criada que vai trabalhar na casa da família.

As duas personagens vão se aproximando devido às inúmeras violências que sofrem dentro da casa Borden. Isso faz com que o filme misture suspense e romance até chegar ao horror biográfico, como tem sido classificado pela crítica internacional.
 
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES