Brasília-DF,
17/NOV/2019

'A árvore dos frutos selvagens' traz os dilemas da vida profissional

No filme, Sinan, o jovem escritor, põe a carreira em jogo, ao voltar ao ninho familiar

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:05/07/2019 06:01Atualização:04/07/2019 17:56
A árvore dos frutos selvagens: beleza e longa duração no filme turco (FenixFilmes/Divulgacao)
A árvore dos frutos selvagens: beleza e longa duração no filme turco


Formado há pouco tempo, o protagonista de A árvore dos frutos selvagens pretende acumular alguma renda para a publicação do primeiro livro de sua autoria. Assim começa o oitavo filme assinado pelo turco Nuri Bilge Ceylan, interessado em tratar de temas como maioridade, filosofia e religião. Junto a tudo isso, ele — que já assinou roteiro, direção de fotografia, produção e edição de muitos filmes — pretende destacar a paternidade como elemento forte no longa que tem duração de mais de três horas.

Além de forte apuro visual, o filme tem marcante discussão que cerca a liberdade criativa, os entraves financeiros e os limites para confrontos entre distintas gerações. No filme, Sinan (Dogu Demirkol), o jovem escritor, põe a carreira em jogo, ao voltar ao ninho familiar.

Confira as sessões do filme.

A indisposição com o meio rural encontra parelha com os conflitos com o pai, em nada respeitável, aos olhos da sociedade em que convive. O filme de Bilge Ceylan, a exemplo de Sono de inverno (que, em 2014, faturou a Palma de Ouro em Cannes) foi integrado à seleção do importante festival francês.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES