Brasília-DF,
25/AGO/2019

8 1/2 Festa do Cinema Italiano chega ao CasaPark neste fim de semana

O evento reúne um pacote de cenários e personagens para a programação

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:09/08/2019 06:00Atualização:08/08/2019 18:51
Sílvio e os outros traz a esdrúxula trajetória do ex-primeiro ministro Berlusconi, pelas lentes de Paolo Sorrentino (Gianni Fiorito/Divulgação)
Sílvio e os outros traz a esdrúxula trajetória do ex-primeiro ministro Berlusconi, pelas lentes de Paolo Sorrentino


Um alpinista social, um imigrante trabalhador, as benfeitorias de uma moça com Síndrome de Down integrada à sociedade e os bastidores do agitado mundo da chamada sétima arte. Todo esse pacote de cenários e de galeria de personagens pode ser visto na programação da 8 1/2 Festa do Cinema Italiano, em cartaz até dia 14 de agosto, no Espaço Itaú de Cinema (CasaPark).

Nesta sexta (9), às 21h, a programação traz Noite mágica, drama cômico que marca a mais recente incursão do cineasta Paolo Virzì (do sucesso Ella e John) num enredo com quê de realidade. Fellini é visto de refilão, neste filme que sonda o destino de uma indústria que concentra altos investimentos. 

Sábado (10) às 21h, o destaque será Sílvio e os outros, a mais recente colaboração entre o diretor Paolo Sorrentino e o eterno astro de seus filmes, Toni Servillo. Depois de Juventude, A grande beleza e The young Pope, na mesma trilha estilosa que combina imagens esteticamente provocantes e músicas que convidam a coreografias cênicas, Sorrentino é implacável, ao cercar a tosca vida de Silvio Berlusconi, ex-primeiro ministro italiano. Prostituição, compra de senadores, infantilidades e sexismo ao cubo dão ideia da paulada reservada. Riccardo Scamarcio vive um cafetão enquanto Elena Sofia Ricci e Euridice Axen interpretam mulheres de dignidade ferida.

Sábado (10), às 14h, o longa Dafne (de Federico Bondi) amortiza o peso da programação: em cena a atriz Carolina Raspanti desfila invejável talento ao abraçar o papel de uma jovem que, com atitude, dá apoio ao pai (Antonio Piovanelli) na superação da morte da mãe. Domingo, às 18h40, Bangla expõe o cotidiano chinfrim, mas muito engraçado e palpável, do suburbano Phaim (Phaim Bhuiyan, também diretor), imigrante que dribla armadilhas e limitações do seu primeiro amor.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES