Brasília-DF,
13/DEZ/2019

Adaptação de 'As panteras' chega aos cinemas

Não tem pra ninguém: fortes e disciplinadas, 'As Panteras' voltam às telonas em mais um capítulo da franquia

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:15/11/2019 06:00Atualização:14/11/2019 21:19
'As Panteras' é uma das promessas de sucesso de bilheteria deste ano (SonyPictures/Divulgacao)
'As Panteras' é uma das promessas de sucesso de bilheteria deste ano
 
Bondade, garra e cumplicidade são as características de cada uma das integrantes do trio que estrela a nova adaptação de As Panteras para os cinemas. Saída de um sucesso da tevê, a promessa de bilheteria bebe da centelha inicial do empoderamento feminino, na observação da diretora do novo filme, a também atriz Elizabeth Banks. “Tratamos de mulheres reais fazendo coisas extraordinárias. Há mulheres incríveis ao meu redor, todos os dias: no filme, transparece o heroísmo cotidiano de mulheres que confiam umas nas outras”, conta a diretora, no material de divulgação do filme.

A quebra de confiança — no terreno profissional — é elemento que leva a uma revolução na vida de Elena Houghlin (Naomi Scott), uma engenheira dedicada e que, ao acaso, interfere na reunião das panteras. Supervisionando uma fonte de energia sustentável, ela acusa possível falha no sistema, tema de inquietação para seus corruptos chefes. Em busca de apoio, vai recorrer à Agência Townsend.
 

A ideia de apenas um mentor para as missões a serem protagonizadas por Elena, ao lado das parceiras Sabina (Kristen Stewart) e Jane (Ella Balinska), se dissolve em As Panteras, ainda que, em cena, desponte o famoso John Bosley (papel reservado a Patrick Stewart, de X-Men). Revigorada, a corporação de espiãs — que formata a espécie de irmandade das panteras — ganha escala global, havendo a multiplicação de Bosleys, daí a entrada de Elizabeth Banks em cena (para além da direção): ela é uma das mulheres no comando do grupo.

Entre as peculiaridades de cada uma das integrantes de As Panteras, a personagem Sabina tem como meta o pertencimento em qualquer grupo. “Além dos amigos, tudo o que ela quer é uma família”, explicou, no exterior, a atriz que a interpreta, Kristen Stewart, famosa pela participação na franquia Crepúsculo. Disciplina e desempenho físico trazem características específicas para Jane, que, segundo a intérprete Ella Balinska é “conservadora, determinada, focada”. A luta por justiça, define muito Elena, um personagem que, pelo que adianta a atriz Naomi Scott, demonstra que “qualquer pessoa tem em si a possibilidade de ser uma pantera”.
 
 

 
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES