Brasília-DF,
12/NOV/2018

DNA Natural, grife de fast food, desembarca em Brasília

Ao contrário do que geralmente oferece a categoria de restaurante natural, a nova casa serve, sim, carne vermelha

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Liana Sabo Publicação:26/07/2013 06:12Atualização:25/07/2013 16:04

O wrap especial pode ser de salmão e de camarão, mas o mais pedido é o de filé mignon com cebolas molho barbecue, queijo cheddar e tomates (DNA Natural/Divulgação)
O wrap especial pode ser de salmão e de camarão, mas o mais pedido é o de filé mignon com cebolas molho barbecue, queijo cheddar e tomates

Mais uma grife de fast food aterrissa em Brasília. É a DNA Natural, que não tem muito a ver com o nome, a não ser o conceito de “fazer as coisas naturalmente”, explica o nicaraguense Luis Fletes, consultor da franquia, cuja primeira loja surgiu em 2007, na inauguração do Shopping Iguatemi de Florianópolis. Depois de concluir curso de cozinha no Senac, a catarinense Jeane Moura convocou o professor Fletes, ex-sandinista refugiado no Brasil, para montar a primeira lanchonete, totalmente idealizada por ela, com o nome de DNA, que significa dicas naturais de alimentação.

Ao contrário do que geralmente oferece a categoria de restaurante natural, a nova casa serve, sim, carne vermelha. O filé mignon tanto pode vir grelhado em porção de 200g, por R$ 23,90, como dentro do wrap especial, cortado em tiras com cebolas grelhadas em molho barbecue, queijo cheddar e tomates. Acompanhado de batata chips, o prato (R$ 21,90) é o mais pedido em toda a rede, que tem 19 lojas funcionando no país e mais quatro por abrir: em São Paulo, Rio, Alagoas e Pará.

Quem trouxe a marca para cá foi o casal Raissa Sampaio e Thiago Silva, que a conheceu na feira de franquias de Belo Horizonte, em 2011. Eles alugaram loja no Bloco B da comercial da 104 Sul, onde funcionou o Felini Caffè. Depois de uma reforma completa no imóvel, a lanchonete iniciou atividades na terça-feira, oferecendo desde um desjejum, a partir das 9h, até pratos quentes, às 23h, inclusive aos domingos.

Sucos premiados


Para o franqueado, o grande diferencial da grife em relação a outros fast foods são a massa especial do wrap (vem pronta de Santa Catarina), “sem lactose e sem adição de gordura”, e os sucos premium, que foram até premiados no Sul, como limão, maçã e gengibre; laranja, morango e abacaxi e manga, linhaça e água de coco. Feitos da própria fruta, eles vêm congelados — aliás, lá tudo é terceirizado, a minúscula cozinha é usada como linha de montagem. Nesse item, ainda há vitaminas, sucos terapêuticos e smoothies.


Outra vertente forte são os sanduíches exclusivos, chamados pressata, como o Marguerita, de muçarela derretida com tomates temperados, por R$ 9,90, o mais pedido da categoria. Além da ave desfiada, o pressata frango vem com cream cheese, milho e muçarela derretida (R$ 13,90), e o mais caro é o de filé grelhado com queijo cheddar (R$ 14,90).

Sopas, risotos, saladas (de camarão servido com folhas numa cestinha de massa wrap crocante) e sobremesas (tigela de açaí com morango) integram o cardápio, que reservou quatro pratos para crianças. Os pequenos têm até um espaço exclusivo para desenhar, enquanto os pais “viajam” pelo extenso menu, no qual, em breve, serão incluídos vinhos, promete o consultor Luis Fletes, que veio treinar a equipe de 13 pessoas. Telefone: 3297-0592.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
wedson Assis 26 de Julho às 10:35

Já que tiveram a preocupação de "importar" uma massa de wrap sem lactose os queijos utilizados no preparo dos pratos também não deveriam ter pois é muito dificil encontrar opções de lanches saborosos sem lactose em Brasília. Fica a sugestão para os proprietários!

[Denunciar]

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK