Brasília-DF,
20/SET/2021

Restaurante no Núcleo Bandeirante homenageia pioneiros da cidade

Inaugurado há quase três anos pelo filho de pioneiros Wellington Oliveira, o Cidade Livre coleciona prêmios de melhor atendimento e melhor petisco

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira - Especial para o Correio Rebeca Oliveira Vinicius Nader Publicação:11/10/2013 06:09

Rosemberg Araújo mostra o chiclete de camarão: petisco já conquistou um prêmio para o restaurante Cidade Livre (Carlos Vieira/CB/D.A Press)
Rosemberg Araújo mostra o chiclete de camarão: petisco já conquistou um prêmio para o restaurante Cidade Livre

Nas paredes do restaurante Cidade Livre, há uma homenagem ao início do Núcleo Bandeirante. Fotos de pioneiros e um poema de Magdalena Léa lembram a década de 1960.


Inaugurado há quase três anos pelo filho de pioneiros Wellington Oliveira, o Cidade Livre se orgulha de conquistas como os prêmios Roda de Boteco de melhor bar e segundo melhor atendimento em 2012, e de melhor petisco em 2010 e 2012. Os dois quitutes campeões continuam no cardápio e são até hoje os mais pedidos da casa. “Tem gente que vem aqui atrás deles”, afirma o premiado garçom Rosemberg Araújo, referindo-se à costelinha porco rei (R$ 20) e ao chiclete de camarão (R$ 49,90).

 

O primeiro é uma costelinha suína com arroz cremoso, cuscuz e alho gratinado. No segundo, entra em cena um camarão ao molho de queijo com arroz branco que serve duas pessoas.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK