Brasília-DF,
19/SET/2017

Escondidinho ganha adaptações com legumes, cogumelos, carnes e frutos do mar

A casa Fulô do sertão, tipicamente nordestina, apresenta algumas versões da iguaria

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira - Especial para o Correio Publicação:29/11/2013 06:11Atualização:28/11/2013 11:38

Apenas cinco ingredientes são necessários para o escondidinho (Antonio Cunha/Esp. CB/D.A Press)
Apenas cinco ingredientes são necessários para o escondidinho

Na Região Nordeste do Brasil, não há quem não tenha alguma receita própria do famoso escondidinho. O prato, que consiste em uma carne coberta por purê ou creme, ganha adaptações que levam desde legumes e cogumelos até carnes sofisticadas e frutos do mar.

A versão original, porém, é bem mais simples. “O bom escondidinho leva poucos ingredientes e é feito com a carne seca”, conta George Duarte de Lima, cozinheiro do restaurante Fulô do Sertão. A casa tipicamente nordestina apresenta algumas versões da iguaria. “Para os vegetarianos, temos com queijo coalho no recheio, além de frango”, diz. Outra opção é substituir a mandioca por abóbora, trocando também o leite por leite de coco.

Ingredientes

300g de carne seca
1 colher de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de manteiga de garrafa
400g de mandioca amarela cozida
500ml de leite integral
50g de queijo coalho ralado
Sal e pimenta a gosto
Cheiro verde para decorar

 

Modo de preparo

O prato com charque, especialidade do Fulô do Sertão (Antonio Cunha/Esp. CB/D.A Press)
O prato com charque, especialidade do Fulô do Sertão


Dessalgue, de um dia para o outro, a carne seca. Desfie as fibras e refogue numa frigideira com uma colher de manteiga de garrafa. Reserve. No liquidificador, bater a mandioca com o leite até formar um purê. Levar essa mistura ao fogo com as duas manteigas. Em um refratário, colocar a carne seca, o purê e por último o queijo coalho ralado. Levar ao fogo para gratinar. Sirva com arroz
e cheiro verde.

DICAS


Usar mandioca amarela, que é mais macia para o purê. Na hora de comprar, evitar os tubérculos com as pontas escuras.

Desfiar na mão a carne seca.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK