Brasília-DF,
20/JUL/2018

Chef da La Boulangerie cria pães com mel e castanha de baru

O pão do cerrado à francesa é inovação na casa

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira Publicação:18/04/2014 06:01Atualização:17/04/2014 14:55
O mel serve como cobertura para o pão do Planalto Central, na La Boulangerie (	Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
O mel serve como cobertura para o pão do Planalto Central, na La Boulangerie

O pão mais comum no Brasil é chamado de francês, possivelmente porque, na Corte portuguesa que veio para cá com D.João VI, em 1808, havia um padeiro da França. Ele preparava pães pequenos, que se tornaram incrivelmente populares. Pelo menos essa foi a história que Guillaume Petitgas, padeiro à frente da La Boulangerie, descobriu nas suas pesquisas.

Para o aniversário da capital, ele desenvolveu o pão do Planalto Central. No estilo foccaccia, com massa de leite, araticum e cobertura de mel e castanhas de baru (R$ 40, o quilo), a iguaria ficará à venda até o fim de maio. A escolha de ingredientes típicos do cerrado faz parte da filosofia do padeiro. “Trabalho com o que tem na época e compro de fornecedores locais”, diz.

Segundo ele, o preço acaba sendo acima do mercado, mas é o que torna a operação sustentável. “Dessa forma, os produtores pequenos conseguem viver da própria renda”, considera. Na cidade há sete anos, Guillaume teve a primeira impressão de Brasília como sendo “organizada, fácil de andar. Para um estrangeiro, um sistema de números para as ruas ajuda muito”, brinca.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK