Brasília-DF,
21/SET/2021

Mel de eucalipto é mais nutritivo que o silvestre, afirma apicultor de Brasilia

O bancário Donizete Lopes Estrela explica a diferença

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira Publicação:18/04/2014 06:03Atualização:17/04/2014 14:55
Donizete Estrela ensina que quanto mais escuro for o mel, mais rico em sais minerais ele será ( Lula Lopes/Esp. CB/D.A Press)
Donizete Estrela ensina que quanto mais escuro for o mel, mais rico em sais minerais ele será

A produção de mel apareceu como passatempo na vida de Donizete Lopes Estrela. O bancário, que começou com a apicultura no interior de Goiás, há 9 anos, transferiu a produção e a empresa Mel do Cerrado para os arredores do Distrito Federal.

“Quanto mais seca a região, melhor porque o mel é produzido com menos umidade. Assim, ele dura mais e tem uma qualidade melhor”, explica. Em sua banca, montada no galpão da Ceasa todos os sábados pela manhã, ele vende mel, própolis e outros derivados.

O mel de eucalipto, mais comum por aqui, varia entre R$ 8 (280ml) e R$ 25 (1 litro). “A melhor época para o mel da região é entre maio e outubro”, ensina Donizete.

O mel silvestre também é bastante consumido, embora seja menos nutritivo. “Quanto mais escuro o mel, mais sais minerais ele concentra”, comenta o produtor. O mais procurado, no entanto, é o mel claro, extraído do cipó-uva (R$ 28, o litro). A retirada se dá uma única vez ao ano, e o sabor se destaca pela suavidade.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK