Brasília-DF,
19/SET/2017

Canjiquinha igual à da vovó é especialidade de Pedro Coe, chef do Doca

Inspiração para a criações dos pratos veio das reuniões em família

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Renata Rios Publicação:05/06/2015 08:01Atualização:04/06/2015 15:23
As reuniões na casa da avó na infância do chef Pedro Coe, do Doca, serviram de inspiração para que ele criasse um prato servido na casa neste fim de semana, especialmente. É a canjiquinha mineira com costela suína defumada, pimenta dedo-de-moça e ervas frescas (R$ 59). “Cozinho a canjiquinha no caldo da costela, na panela de barro”, revela Pedro.

Pedro Coe, do Doca, aposta em canjiquinha com costelinha suína (Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
Pedro Coe, do Doca, aposta em canjiquinha com costelinha suína


"O milho é o carboidrato da receita, enquanto a costelinha traz a proteína. É um prato que eu considero bem forte", complementa o chef.
Pedro lembra que essa receita fazia sucesso com a família. “Quando era pequeno, minha avó materna fazia esse prato para os netos, e nós adorávamos”, ele relembra. “Na hora de pensar em um prato para esta época, ele foi o primeiro que me veio à cabeça.”

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK