Brasília-DF,
18/SET/2021

Comércio de Brasília incentiva cultura do tradicional café da manhã nas padarias

Padaria Delícia oferece misto quente com café para aqueles que não abrem mão de tomar seu café da manhã nos estabelecimentos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Renata Rios Rebeca Oliveira Publicação:06/11/2015 06:00Atualização:05/11/2015 10:34

A combinação tradicional da Delícia garante a qualidade com ingredientes selecionados e frescos (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
A combinação tradicional da Delícia garante a qualidade com ingredientes selecionados e frescos
 

Esqueça espumas, esferas e outras técnicas mirabolantes da cozinha moderna. Esta semana, o Divirta-se Mais comprova que preparos simples também podem surpreender

De olho na crise, o Divirta-se Mais sugere restaurantes onde se cozinha com menos pompa e se serve com menos cerimônia — mas se come com igual prazer.

São receitas que passam longe da comida ultraprocessada e têm ótima relação entre custo e benefício. Economizar é bom, mas sem abrir mão de pequenos deleites.

Por isso, o lema da vez é “desgourmetizar”, como sugere a escritora e apresentadora Rita Lobo, no livro Cozinha prática, lançado em outubro. Editora do site e do selo Panelinha, a autora acredita na importância desse chacoalhão aos glutões de plantão.

Em vez de focar na gastronomia de vanguarda em ingredientes exóticos, como têm feito muitos chefs moderninhos de Brasília, ela sugere que o público local se atente a receitas aparentemente simples, mas que guardam segredos capazes de deixar qualquer profissional surpreso.
“Muita gente sabe fazer um excelente risoto, mas erra o ponto de um arroz branco e soltinho”, conta Rita.

Na Confeitaria Lalé, a sócia Alessandra Lazzarini bem que tenta convencer os clientes a provar doces com influência internacional, principalmente franceses, italianos e portugueses.
Mas a maioria procurar o tradicional brigadeiro de colher. “Até tenho doces gourmets e elitizados; no entanto, os mais vendidos são os mais simples”, conta a confeiteira.

Comércio de Brasília incentiva cultura do tradicional café da manhã nas padarias

Um misto quente acompanhado de um bom café. Para quem deseja um suco, a aposta é algo simples: um suco de laranja, fresco e, de preferência, sem açúcar. Esse café da manhã básico — que se encaixa como um lanche, a qualquer hora do dia —, mas extremamente apetitoso é servido dezenas de vezes por dia na Padaria Delícia.

O misto quente (R$ 5,50) leva presunto e é o cliente quem manda se o embutido vem com a capa de gordura ou sem. O queijo pode ser muçarela ou prato, da mesma forma que comemos em casa. O diferencial é o pão fresquinho. “Nosso pão é maravilhoso; servido no misto quente, ele dá um algo mais ao preparo”, gaba-se Ronaldo de Sousa, proprietário do local.

No quesito café (R$ 3,50), a padaria se rende e aposta em máquinas. “Para garantir um bom café, usamos produto de qualidade, que dão um sabor muito bom”, explica. Já no suco de laranja (R$ 4,50) o frescor é um chamariz. As laranjas são espremidas na hora, na frente do cliente e servidas imediatamente.

Claro que opções mais sofisticadas também fazem parte do cardápio. Na padaria, sanduíches com ingredientes mais elaborados também são disponibilizados, como o de peito de peru (R$ 13,90) com tomate seco, muçarela de búfala e pesto; ou o de presunto defumado (R$ 14,90) com creme de maçã e queijo brie.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK