Brasília-DF,
21/OUT/2017

Confira as sugestões de comidas saudáveis para começar bem em 2017

Nada daquela dieta sofrida de comidas sem gosto, confira sugestões deliciosas para uma alimentação mais saudável!

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Renata Rios Publicação:06/01/2017 06:27Atualização:06/01/2017 15:51

A comida árabe oferece preparos saborosos e com pouquíssima gordura para quem começou a dieta
A comida árabe oferece preparos saborosos e com pouquíssima gordura para quem começou a dieta


Entre as metas prometidas para 2017, a dieta está entre as principais na listinha de projetos. A ideia de mudar a alimentação, seja para perder peso ou para melhorar a saúde e a qualidade de vida, apesar de muito atraente, nem sempre vem fácil. Fica difícil resistir a uma bela porção de batatas fritas ou a um tentador sorvete e optar por aquela comidinha leve, especialmente quando se vai comer na rua.


A nutricionista Tâmara Rolim, proprietária do Nutrichef, afirma que uma forma simples de começar bem o ano é procurar beber bastante líquido. “Cada pessoa tem uma quantidade ideal de água por dia, mas em média falamos dois litros. Outro ponto que deve ser observado é se a água ingerida é alcalina ou ácida, a preferência é pela alcalina”, explica a nutricionista. Segundo ela, para saber se a água ingerida é ideal, basta ver no rótulo.


Outro ponto que a especialista levanta e alerta os comensais é para passarem longe das comidas industrializadas. “Os alimentos industrializados têm muitos conservantes, corantes, aromatizantes. Nada disso é bom para o corpo”, explica.


Claro que Tâmara não descarta as alimentações fora de casa. Devido à correria e às demandas do dia a dia, é cada vez mais comum que as refeições não sejam feitas em casa: “Por mais que você não tenha condições de preparar seu próprio alimento, devemos nos preocupar com a saúde, por isso o ideal é procurar restaurantes que tenham as características mais saudáveis possível”.


Para facilitar essa luta diária por uma alimentação saudável, o Divirta-se Mais  selecionou locais que, entre as alternativas de seus cardápios, encontram espaço para uma comida leve, fresca e balanceada. Claro que tudo isso vem à mesa repleto de sabores deliciosos e aromas encantadores que não deixam nem saudade dos tempos de fritura!

Regado ao azeite


Na Dolce Far Niente, os preparos não se resumem às pizzas, já famosas no cardápio. Os comensais que vão à casa se deparam com um cardápio de massa generoso, que traz muito da culinária mediterrânea para a mesa do cliente. “A culinária mediterrânea é rica em vegetais, azeite e tem pratos mais leves, que levam vários ingredientes frescos que resultam em uma composição bem bacana no prato”, explica a chef e proprietária da casa, Lídia Nasser.

Entre as alternativas do menu, uma, como o nome indica, é representante fiel dessa culinária, o Talharim mediterrâneo (R$ 38)é uma combinação feita com talharim artesanal, feito na casa, tomate-cereja, azeitona, aspargos, manjericão e azeite. “O talharim mediterrâneo foi criado para termos uma massa leve. Na receita ele leva ingredientes frescos e o azeite, sem molho, o que faz o preparo ficar mais leve”, promete a chef.

Lídia destaca ainda a importância dos ingredientes frescos, não só na cozinha mediterrânea. “Quando o ingrediente é fresco, sem dúvida o resultado são pratos com sabores melhores e mais marcantes, leves e saudáveis”, finaliza. Todos os pratos são servidos no almoço e jantar, tanto na unidade da Asa Sul, como na de Águas Claras.


Guacamole e refrigerante de gengibre artesanal são opções saudáveis para um lanchinho (Carlos Vieira/CB/D.A Press - 20/8/15)
Guacamole e refrigerante de gengibre artesanal são opções saudáveis para um lanchinho

 

Tradicional, saudável e deliciosa


A culinária árabe é, em boa parte dos seus preparos, uma ótima maneira de comer pratos saudáveis, sem tornar a missão um sacrifício. Repleta de comidinhas que seduzem os olhos e alegram a barriga, ingredientes como o tahine, feito a base de gergelim, lentilha e até do grão-de-bico enriquecem o valor nutricional dessa gastronomia, tornando-a uma ótima saída para quem virou o ano apostando em melhorar a alimentação.


Na hora de dar sugestões saudáveis, para quem vai se aventurar por essa culinária milenar, a proprietária do Lagash Mediterranée, Maria de Fátima Hamu, sugere as pastinhas — ótimas para serem apreciadas com o tradicional pão sírio (R$ 1,20). Entre as ofertadas na casa, destaque para o húmus (R$ 5,80, 100g), uma pasta a base de tahine e grão-de-bico, que além de deliciosa é extremamente saudável. Outras alternativas que Fátima sugere são o babaganush (R$ 5,80, 100g) e a coalhada (R$ 5,80, 100g). Ela destaca com orgulho: “É tudo feito aqui, não gosto de usar produtos industrializados na casa, perde a qualidade”.


Outra opção que a proprietária destaca é a lentilha, que vem no formato de uma sopa de lentilhas (R$ 5,80, 100g), vendida congelada, leva em sua receita frango ou carneiro, acompanhados de tomate e cenoura ralada. Outra alternativa, já familiar para os brasilienses, é o mijadra (R$ 5,80, 100g), arroz feito com lentilha, temperos e cebolas caramelizadas.

O molho de laranja é um preparo leve, que dá um toque adocicado ao peixe (Arquivo pessoal )
O molho de laranja é um preparo leve, que dá um toque adocicado ao peixe


Versão própria


Quem disse que um lanchinho não pode ser uma aposta saudável? Quando o cliente pisa no Oyá Cozinha Vegana, ele tem a possibilidade de optar por diversas opções saudáveis de comidinhas, algumas até populares pela capital. “Usamos muita fruta e verdura na cozinha, o que acaba agregando mais valor nutricional. Trabalhamos com o mínimo de industrializados e o máximo de orgânicos que conseguimos, o que também é bom para a saúde”, explica Luciane Santos, proprietária do local.


A sugestão do cardápio, para quem tem um pezinho na comida latina, é a guacamole (R$ 17,90). A receita segue a linha tradicional, com abacate, limão, cebola, tomate, pimenta-do-reino e salsa — o diferencial aparece nos nachos escolhidos. “São nachos de gergelim, fritos no óleo de girassol e sem nenhum conservante”, afirma a proprietária Luciane. Ela ainda destaca: “Gosto muito de saber de onde vem os ingredientes que usamos aqui na loja, conheço a chácara do meu fornecedor orgânico, por exemplo. Temos o cuidado de saber a origem do alimento e produzir a maioria das coisas que fazemos”.


Outro produto que ela chama a atenção é para o refrigerante artesanal (R$ 5,60), feito no próprio estabelecimento. Essa é uma das bebidas que mais sai na casa e a proprietária é rápida em elogiar o produto oferecido: “Para quem procura alguma coisa diferente para beber, minha sugestão é o refrigerante artesanal”. Na bebida, gengibre, açúcar mascavo e limão se misturam a água com gás, dando um resultado refrescante para quem consome.

DICAS


Aprenda a fazer seu próprio refrigerante artesanal

 

Ingredientes
Açúcar mascavo
Limão
Gengibre
Modo de fazer
Em uma panela derreta o açúcar mascavo com o gengibre e deixe cozinhar por alguns minutos com um pouco de água e a casca do limão, retire os pedaços de gengibre e a casca do preparo e guarde na geladeira. Para servir, em um copo com gelo, coloque o xarope e o suco de limão, cerca de uma colher de sopa de cada, e misture com água com gás.

 

O molho de laranja é um preparo leve, que dá um toque adocicado ao peixe (Arquivo pessoal )
O molho de laranja é um preparo leve, que dá um toque adocicado ao peixe

 

Para sua comodidade

No Peixe na rede, a praticidade vem em diversas frentes, a casa trabalha, além das lojas físicas, com congelados e delivery, que prometem ser uma mão na roda de quem não acha aquele tempo para cozinhar. A proprietária da franquia, Maria Luiza da Mata, se orgulha dos produtos oferecidos na casa: “Aqui, seguimos a proposta de ser o mais saudável possível. A gente usa frutas frescas, compradas todos os dias, e não utilizamos industrializados nos preparos”, explica.


Entre as diversas alternativas preparadas com a tilápia, Maria Luiza aposta em uma combinação para quem está procurando uma alimentação mais saudável: a tilápia grelhada com molho de laranja e amêndoas, guarnecida com legumes no vapor e arroz com brócolis (R$ 35). Esse é um prato leve, o molho tem um sabor suave e adocicado de laranja, é bem leve. As amêndoas dão textura para o prato, deixando aqueles pedacinhos crocantes”, descreve.


Para quem busca algo congelado, a proprietária avisa: “Claro que a qualidade da comida feita na hora será superior, mas nossos congelados são muito bons, além de práticos”, pondera. Uma das alternativas que promete uma refeição leve é a tilápia grelhada com ervas finas, arroz integral e legumes no vapor (R$ 23,80).

Promoção


Até o fim de fevereiro, a casa está trabalhando com um prato promocional, a tilápia empanada com massa de farinha, cerveja e gergelim é acompanhada por arroz e batata frita ou salada, além de um suco, de 300ml, de laranja ou limão, tudo por R$ 18,90.

 

Sopa de legumes com frango feita pela NutriVitae (Sérgio Apolonio/Divulgação
)
Sopa de legumes com frango feita pela NutriVitae

 

No silêncio da noite


se o seu problema na hora de ser saudável é tempo, a NutriVitae dá uma ajudinha para quem sofre esse dilema. O local criado pelas nutricionistas Laura Ferreira e Vanderléa Fátima Cremonini tem justamente o objetivo de ser uma alternativa prática e acessível para quem quer comer uma comida saudável, mas não tem tempo para fazê-la. “Entregamos em todo o DF e preparamos kits, que atendem às necessidades do cliente”, garante Laura.

 

Entre as alternativas, as sopas são uma ótima pedida para quem trabalha até tarde e acaba jantando em um horário avançado. “A dieta líquida proporciona uma digestão mais rápida, além das sopas terem uma ingestão calórica menor”, explica a nutricionista. Segundo Laura, outro cuidado que o estabelecimento tem é na quantidade de sódio dos preparos: “Usamos ervas finas, cebola e alho para temperar, nada de temperos prontos e industrializados, isso resulta em menos sódio no preparo”.


São 16 sabores oferecidos pela casa, entre eles, a sopa de legumes com frango, com cenoura, batata, mandioca e frango triturado; a sopa de abóbora com carne moída, ou ainda a sopa de grão-de-bico, com cenoura, batata e espinafre. Cada sopa vem com 250 ml e sai por R$ 6,50. Caso o cliente prefira, ele pode optar por um kit com sete unidades por R$ 43,20.

Para filhos e pais


É cada vez mais comum a preocupação coma saúde das crianças. Nos deparamos com essas pessoinhas, apresentando doenças como diabetes, ou uma taxa exorbitante de colesterol. “A alimentação da casa acaba refletindo na da criança, que muitas vezes é seduzida pelos alimentos industrializados”, explica a proprietária do Empório da Papinha, Adriana Lannes.


Pensando nisso, a casa criou a linha de refeições combinadas para os pequenos, mas, apesar de voltada para essa faixa etária, é comum encontrar adultos que buscam por uma comida levíssima. “Aqui usamos tudo orgânico”, destaca. “Tentamos usar o mínimo de sal, privilegiando temperos como alho, cebola, salsinha e caldo de legumes feito na casa.”


Entre as opções, o cliente encontra o Samuca, frango com legumes, purê de abóbora e arroz com cenoura, laranja e queijo; o Tião, frango em cubos com legumes, arroz com espinafre e misturinha de legumes (batata-baroa, abobrinha, cenoura e chuchu); e o Tom, frango desfiado com creme de milho e arroz com beterraba. No total, a linha oferece 15 preparos, todos pelo valor de R$ 21,90. O local também trabalha com combos, que dão descontos no valor final de 5% a 8%.

Seninha

Há cerca de dois meses, o estabelecimento firmou uma parceria com o Instituto Ayrton Senna. São sete pratos da linha de refeições combinadas, por R$ 21,90, que têm parte de seu valor destinado para investimento em projetos ligados à educação de crianças.

 

Bolo de mandioca é uma das alternativas feitas sem glúten, lactose e com menos óleo e açúcar (Andre Violatti/Esp. CB/D.A Press - 15/6/16)
Bolo de mandioca é uma das alternativas feitas sem glúten, lactose e com menos óleo e açúcar
 

 

E bolo, pode?


Começar o dia ou terminar uma refeição com uma fatia de bolo é uma alternativa deliciosa. No Fica, vai ter bolo, é uma pedida saudável. O local oferece bolos sem glúten e sem lactose. Outro ponto que a casa se diferencia é na quantidade de óleo e açúcar colocados na massa, que ficam abaixo das receitas tradicionais. “Nossa ideia é oferecer um bolo caseiro, mas com a praticidade de ser comprado pronto, em uma loja”, explica Sarah Ribeiro, proprietária da casa.

Entre as alternativas oferecidas, os bolos tradicionais estão à disposição, como o de mandioca, que vem em duas versões, normal (R$ 16) ou com goiabada (R$ 18). “O bolo sem farinha de trigo tende a ser um bolo mais leve, de mais fácil digestão”, explica Sarah. Ela ainda informa que, se o cliente desejar, a casa faz, sob encomenda, bolos com óleos especiais, como o de coco, por exemplo.

Já a estrela do cardápio, para quem procura um bolo saudável, é o bolo de aveia com banana ou de aveia com maçã (R$ 16). “Esse é um bolo sem açúcar, sem farinha e sem leite”, explica a proprietária. Segundo ela, a alternativa, assim como os outros produtos da loja, não leva nenhum conservante, corante ou aromatizante. “A ideia da loja é ser uma coisa caseira, você encontra aqui um produto mais natural, o que acaba tornando ele mais saudável. É o mais próximo do que você teria em casa”, finaliza.

 

No Smoothy o cliente pode escolher entre as combinações prontas ou montar a própria bebida (Rafael Lobo/Zoltar Design

)
No Smoothy o cliente pode escolher entre as combinações prontas ou montar a própria bebida
 

 

Cremoso e refrescante


Em uma viagem pela Costa Rica, o casal Monique Faustino e Djalma Ferreira, se deparou com uma ideia ousada de negócio. A dupla implementou um modelo, ainda pouco conhecido, nas terras tupiniquins, o Smoothy. Trata-se de um quiosque com uma proposta simples, mas extremamente atraente para quem pretende seguir uma alimentação mais saudável, o cliente escolhe as frutas; e a base da bebida, que pode ser desde água a açaí. Depois é só bater tudo junto.


As frutas que a casa trabalha incluem uma diversidade considerável, como kiwí, banana, morango, amora, pera, manga e ameixa. Vale destacar que a medida é o copo, o cliente pode misturar a combinação que desejar, até completar o copo.


“As pessoas podem escolher quantas frutas desejarem, são 80ml do ingrediente escolhido, como iogurte sem lactose, açaí, suco de laranja ou de limão”, explica a proprietária.


Entre os sabores montados na casa, o destaque é Smoothie love (R$ 14,90, com 400ml, e R$ 15,90, com 500ml), feito com iogurte sem lactose, uva, morango e amora. “Todas as nossas bebidas ficam bastante cremosas, devido à grande quantidade de frutas que cada uma contém”, garante. Para quem se interessa por personalizar a bebida, as misturas custam R$ 14,90, com 400 ml; e R$ 15,90, com 500ml. Caso o cliente escolha bater as frutas com água, o preço passa para R$ 13,90, com 400ml, e R$ 14,90, com 500ml.


ONDE COMER


Boutique do suco
(EQN 406/7, Bl. A, ao lado da Smart Fit), aberto de segunda a sábado, das 8h às 20h; ou (Gilberto Salomão, em frente a Pepe Tintas), aberto de segunda a sábado, das 9h30 às 18h30; ou central de vendas/delivery (99688-2006 ou 3554-8889), aberto de segunda a sexta, das 9h às 18h; sábado, das 9h à 12h.

 

Dolce far niente
(215 Sul, Bl. A, lj 9; 3345-4267),
aberto de terça a domingo, das 11h30 às 16h e das 18h à 0h; ou (Av. Castanheiras 1060, Ed. Vila Mall, Águas Claras; 3254-2263), aberto de terça a quinta, das 18h à 0h; de sexta a domingo, das 11h às 15h e das 18h à 0h.

 

Empório da papinha
(303 Norte, Bl. A, lj 16; 3526-6875), aberto de segunda a sexta, das 9h às 19h; sábado, das 9h às 17h.

 

Fica, vai ter bolo
(213 Sul, Bl. C, lj 21; 3703-4700), aberto de segunda a sexta, das 7h às 19h; sábado, das 8h às 14h.

 

Lagash Mediterranée
(112 Norte, Bl. C, lj 6; 3273-0098), aberto de segunda a sexta, das 10h às 20h; e sábado, das 10h às 15h.

 

NutriVitae
(CLSW 300A, lj 79, Ed. Belas Artes; 3036-4911), aberto de segunda a sexta, das 9h às 19h e sábado, das 9h às 13h.

 

Oyá Cozinha Vegana
(307 Norte, Bl. A, lj 10; 98180-7455), aberto

 

Peixe na rede
(309 Norte, Bl. B, lj 36; 3340-6937), aberto terça e quarta, das 12h às 23h; quinta a sábado, das 12h à 0h; domingo, das 12h às 17h; ou (CLSW 102, bl B, lj 58, Sudoeste; 3344-9498), aberto de terça a sábado, das 12h às 23h15; domingo, das 12h às 17h. Confira outros endereços em www.peixenarede.com.br

 

Smoothy
(Conjunto Nacional, Térreo, Quiosque QT09, ao lado da Novo Mundo), aberto de segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 14h às 20h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK