Brasília-DF,
21/OUT/2017

Conheça quatro lugares onde a música é aliada à boa gastronomia

Produtores de festas tradicionais da capital apostam em estabelecimentos gastronômicos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:03/02/2017 06:00Atualização:02/02/2017 19:08
Rainbow Shots servido no 5uinto bar  (Felipe Bastos/Colmeia)
Rainbow Shots servido no 5uinto bar

Cada vez mais é possível ver os produtores de tradicionais festas da capital, como é o caso do 5uinto e da Criolina, apostando em seus próprios estabelecimentos na área da alimentação. Os pontos não deixam a qualidade, já conhecida nas festas, cair e apostam em driques inusitados e saborosos, além de petiscos que fogem do tradicional frango a passarinho ou filé no palito. Vale a pena conferir essas casas, que cada vez mais se consolidam e fundem a diversão à gastronomia.

5uinto bar
 

Como o nome já indica, a casa tem um envolvimento estreito com a tradicional festa 5uinto. Mas, se o dia não é de balada, poucas coisas superam a diversão que é a experiência do Rainbow shot servido no 5uinto bar (102 Norte Bl. A lj. 56; 3081-0183). A mágica da bebida está na hora de servir. Os copinhos vêm à mesa e a bebida é colocada, mas cada copo se apresenta de uma cor. A bebida pode ser feita com tequila ou vodca e a sequência sai por R$ 26. Para acompanhar, a sugestão é a isca de surubim com molho de pimenta biquinho, que custa R$ 35,90. A casa também serve menu executivo, como filé a parmegiana (R$ 19,90). Para quem se interessou, o funcionamento na segunda é das 11h às 15h; de terça a sábado, das 11h à 1h; e domingo, das 18h à 1h.
 
Porção com frios, harmonizados com drink da casa do Restaurante Canteiro Central (Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press)
Porção com frios, harmonizados com drink da casa do Restaurante Canteiro Central

 

Canteiro Central

 
Com o sonho de abrir o próprio local de eventos, produtores reuniram-se e criaram o Canteiro Central (SCS Bl. A, lj. 202, Ed. Paranoá; 3226-3255). Inaugurado oficialmente na última quarta-feira, o ambiente é destinado exclusivamente à boa música e à comida de qualidade, como conta o produtor, cantor e sócio do local, Tyayro Pimenta. Uma das opções do cardápio é o espetinho de frios (foto), composto por queijo gouda, muçarela especial, azeitona recheada e salaminho, por R$ 10. O espetinho também é vendido nas versões de carne e vegetariano. Tyayro conta que o local é uma casa de show, e o espetinho é a solução perfeita para comer em pé. “Prezamos pela praticidade e qualidade. A comida é servida sempre em porções pequenas”, conta o produtor. Para acompanhar o espetinho, Tyaro recomenda o drinque autoral Canteiro Tropical (R$ 15), que leva conhaque, licor de mel e caju em sua composição. O local é aberto diariamente, a partir das 22h.
 
Cerveja Criolipa, a primeira criada pela cervejaria Criolina (Reprodução/Instagram)
Cerveja Criolipa, a primeira criada pela cervejaria Criolina

Cervejaria Criolina

 
Donos da marca conhecida por grandes festas em Brasília, os produtores da Criolina decidiram inovar e se aventurar no ramo gastronômico. Assim, surgiu a Cervejaria Criolina (SOF Sul, Q. 1, Cj. B, Lt. 6, Guará), um ambiente criativo que une escritório, estúdio musical e bar em um galpão no Guará. A primeira cerveja artesanal da marca foi criada na cozinha da casa de Flávio, mestre cervejeiro que é um dos seis sócios da casa. Depois de diversos testes, nasceu a Criolipa (foto), vendida a R$ 24, a garrafa de 600ml, e R$ 12, o chope de 300ml. O produtor e sócio do local, o DJ Tiago Pezão, revelou o segredo da fórmula da cerveja definida como puro malte forte e encorpada: “Queríamos uma cerveja com sabor tropical, refrescante e que tivesse a ver com as músicas que tocamos e com o  nosso público baladeiro”.
 
Cervejas do Bar Santuário da 214 Norte (Carlos Vieira/CB/D.A Press)
Cervejas do Bar Santuário da 214 Norte
 

Santuário

 
No Santuário (214 Norte, Bl.C, lj. 27; 3039-5667), a proposta é aliar uma robusta diversão à boa gastronomia de bar — regada, é claro, a boas cervejas. Para comer, os comensais podem escolher entre o veronus (R$ 29), porção de salsichas de calabresa com provolone, temperadas com pimenta calabresa e escoltadas por mostarda clara e escura,  ou pelo cachorro de Santo Agostinho (R$ 8), salsicha coberta com molho de tomate caseiro, muçarela e parmesão, envolta em massa de empanadas. Já para beber, as alternativas são muitas, como o chope Schornstein ipa (R$ 16, com 300ml) ou o Fuller’s London Pride (R$ 34, com 500ml), chope do estilo english pale ale. Para quem quer conferir, o funcionamento é segunda, das 14h à 0h; terça e quarta, das 12h à 0h; e de quinta a sábado, das 12h às 2h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK