Brasília-DF,
23/AGO/2017

Restaurant week: 17ª edição do evento valoriza ingredientes regionais

Com o tema Temperos do quintal, os chefs têm o desafio de valorizar os ingredientes que vêm da terra

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Publicação:28/07/2017 06:00Atualização:27/07/2017 12:08
 Eduardo Haddad: de cliente a participante do festival (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Eduardo Haddad: de cliente a participante do festival

Realizado há uma década, o Restaurant Week propôs um desafio novo aos chefs da 17ª edição, que começa hoje e vai até 20 de agosto na capital federal. Com a temática escolhida, Temperos do quintal, o maior evento gastronômico do país propõe um olhar cuidadoso para ingredientes regionais ou que remetem ao que vem da terra.
 
São matérias-primas que, em alguns casos, chegam fresquinhas da horta. Em outros casos, os cozinheiros nos colocam em contato com reminiscências da infância. Quase sem querer, o tema esbarrou em questões como a valorização da agricultura brasileira e, no extremo oposto, ao uso de insumos que surgem de todas as partes do mundo. 
 
O preço continua convidativo, regra máxima que norteia o festival. O menu em três etapas (entrada, prato principal e sobremesa) custa R$ 43,90 no almoço e R$ 54,90 no jantar. Vigora também o menu plus: por R$ 55 o almoço e R$ 68 o jantar. Na última categoria entram pratos com ingredientes raros ou com alto valor agregado. Em qualquer um dos casos, a quantia simbólica de R$ 1 pode ser acrescida à conta. O valor será doado à instituição de caridade Amigos da Vida.
 
A lista com todas as casas participantes está disponível no site do Divirta-se Mais. Nas próximas páginas, elencamos alguns destaques: começamos com estabelecimentos que participam pela primeira vez (caso do novíssimo Árabe Gourmet). 
 
As opções seguem com locais fora do Plano Piloto, aos moldes do Sauz, no Guará 2. E a seleção se encerra em lugares em que o preço mais em conta compensa a visita, como a Trattoria da Rosario. O almoço no restaurante no Lago Sul poderia facilmente ultrapassar os três dígitos. Com menu do evento, cai para R$ 55. “É uma forma de convidar novos públicos a conhecer o restaurante”, explica o chef Rosário Tessier, que aderiu ao menu plus. 

Sabores da Síria 


Depois de participar de incontáveis edições do Restaurant Week como cliente, chegou a vez de Eduardo Haddad trocar de lado do balcão. Agora, ele curte o evento de outra maneira: aparece como administrador do Árabe Gourmet, aberto há quatro meses no Distrito Federal.
 
“O evento vai servir como um lançamento para a casa. Servimos uma comida de mãe, de família”, afirma Haddad. Por mais que a cozinha árabe seja popular na capital, Eduardo faz questão de importar temperos de outro quintal. As pimentas, por exemplo, vêm da Síria. “Existem certos detalhes e formalidades da nossa cozinha que guardo com muito carinho. Não sirvo quibe com queijo por conta da cultura”, afirma.
 
Esses sabores genuínos estão presentes nas pastas e antepastos, opção de entrada no evento gastronômico. O Árabe Gourmet optou pelo menu convencional, no qual o cliente opta entre quibe cru, coalhada seca artesanal, homus, baba ganoush, abobrinha com especiarias libanesas, salada de berinjela ou tabule, todas servidas com pães sírios.
 
Durante o dia, sai da cozinha a kafta escoltada por arroz com lentilhas, homus e tabule, ou arroz de cordeiro com homus e fatouche. À noite, o cliente é recebido com filé e especiarias árabes acompanhado de arroz e batata sauté. A sobremesa é a mesma nos dois períodos. Trata-se da ataief, nome dado à panqueca de queijo com raspas de pistache e calda de rosas.
 
Dani Goulart: personal chef criou cardápio regional criativo para o Ziriguidum (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Dani Goulart: personal chef criou cardápio regional criativo para o Ziriguidum
 

Nordeste fora do óbvio


O cearense Flávio Lenz viu no Ziriguidum a oportunidade de trazer à memória os encantos da terra natal e da região de onde veio. Desde o princípio, o empresário —  que também comanda o Victrola, na Asa Norte —  fugiu de clichês. 
A ideia era servir um menu com perfume regional, mas com combinações diferentes da velha dupla carne de sol com macaxeira.
 
A personal chef Dani Goulart assumiu a missão e montou um cardápio interessante em que camadas regionais se sobrepõem a técnicas moderninhas. Inclusive para o Restaurant Week.
 
Para o almoço, o menu tem no tartar de abacate, (pedaços de abacate manteiga com tomate, coentro, pimentões, cebola e limão com azeite) o pontapé. Logo depois, uma das alternativas é a bisteca de porco ao molho de seriguela acompanhada de macaxeira rosti. “A carne suína passa por três cocções. Eu grelho o corte, depois asso, e ao final ela é braseada”, ensina a chef.
 
Onipresente nas caçarolas nordestinas, a tapioca surge de visual repaginado. Uma das sobremesas do Ziriguidum tem pudim do ingrediente mais calda quente de caramelo e sorvete de creme.
 
À noite, pode-se repetir a entrada, prato principal e sobremesa. Ou, então, aproveitar a visita para degustar o filé de peixe grelhado acompanhado de cevadinha ao molho de amora, outra sugestão de Dani Goulart.
 
Leandro Pompeu, do Otro: festival servirá como boas-vindas a quem ainda não conhece o estabelecimento, antigo 348 Corrientes
 (70 mil Comunicação / Divulgação)
Leandro Pompeu, do Otro: festival servirá como boas-vindas a quem ainda não conhece o estabelecimento, antigo 348 Corrientes
 

Maior brasa! 


Nas contas de leandro pompeu, um dos sócios do Otro, os clientes que optarem pelas sugestões do maior festival gastronômico do país terão uma economia de, pelo menos, 50%.
 
O menu, exclusivo para o jantar, está fincado nos pilares da casa, inspirada em restaurantes da Argentina e do Uruguai. A refeição começa com empanada de queijo com alho-poró ou de carne bovina com uvas-passas ou steak tartare, receita que vem com fritas, lâminas de tomate e ovo de codorna.
 
Entre os principais, a dúvida: escolher entre o suculento arroz de polvo, receita em que a tentáculos de polvo somam-se pimentões, cebolas picadas, ervilha torta, páprica doce e picante ao vinho tinto, ou bife de chorizo, clássico assado na parrilla guarnecido por arroz parrillero, com linguiça picante, ovo e batata palha ou arroz com brócolis. Ao final, opta-se por panqueca recheada com doce de leite gratinada ou petit gatêau de chocolate.
 
“Desde que lançamos a nova marca, fizemos uma série de pratos novos e, com exceção do chorizo, os trouxemos para o cardápio do RW. Em breve, teremos um lounge no espaço superior. Será uma ótima forma de aproveitar o restaurante, ainda mais nesse período de fim de férias”, argumenta Leandro.
 
Moqueca de tilápia é uma das alternativas no Sauz (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Moqueca de tilápia é uma das alternativas no Sauz
 

Sinta o ritmo 


Aberto há pouco mais de um mês no Guará, o Sauz Restaurante e Terraço ocupa o mesmo endereço onde funcionava uma academia de dança de salão, filial de uma das maiores do mundo no segmento. Não se trata de uma substituição, mas de uma soma. A academia mudou de nome e migrou para o andar de cima, enquanto, no térreo, o dançarino profissional e agora chef Mauricio Valim comanda a cozinha com um ritmo particular.
 
Gastrólogo recém-formado, parte das criações tem ligações com viagens e lugares por onde passou. “Morei dez anos nos Estados Unidos”, recorda-se. 
 
Novíssimo na cena gourmet local, Mauricio Valim quis aproveitar a vitrine do Restaurant Week para divulgar o restaurante. O menu de almoço começa com a clássica salada juliana: folhas de alface americana com tomate, palmito, cenoura ralada e molho mostarda. Por cima, um toque generoso de queijo parmesão ralado e batata-palha.
 
Entre as duas opções de pratos principais, destaque para a moqueca de tilápia e camarões finalizada com pimenta dedo-de-moça. O peixe ganha textura delicada e o perfume do dendê (usado com parcimônia). Ele ganha a companhia de arroz com nozes no óleo de gergelim, item comum na cozinha oriental.
 
Entre as sobremesas, chama atenção o carpaccio de abacaxi flambado ao rum, leite de coco e creme de leite polvilhado com coco queimado e canela, mais sorvete de creme.
 
Fernanda Puntel e bife ancho, uma das novidades do Parfait Croissant para o Restaurant Week ( Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)
Fernanda Puntel e bife ancho, uma das novidades do Parfait Croissant para o Restaurant Week
 

Muito mais que croissant 

 
Já faz algum tempo que o Parfait Croissant deixou de ser um café em que o pãozinho francês reinava soberano. O bistrô do Sudoeste não só serve refeições há anos, como participa do Restaurant Week desde as primeiras edições em Brasília.
 
“Em todas as vezes, colocamos uma receita que não está nem no nosso menu fixo nem no executivo”, orgulha-se Fernanda Puntel, uma das sócias. Ela aproveita os mais de 20 dias de festival para testar a aprovação das receitas. Se bem-sucedidas, elas entram para o cardápio.
 
Este ano, no almoço, uma boa sequência se dá com a bruschetta de tomate-cereja e pesto de manjericão sucedida pelo bife ancho ao molho chimichurri e batatas rústicas ao molho de páprica, um clássico porteño, assim como o docinho que finaliza o menu: pavê de doce de leite argentino e biscoito Oreo.
“Temos um incremento nas vendas de cerca de 30%. O que é algo a se considerar, principalmente por estarmos em época de férias. Este ano, tivemos mais um empecilho, o frio, que afastou um pouco os clientes. O festival sana essa lacuna”, comemora Fernanda.
 
Pratos tailandeses e indianos aparecem entre as alternativas do Kannika (Divulgação/Restaurant Week)
Pratos tailandeses e indianos aparecem entre as alternativas do Kannika
 

“Oriente-se”


As orientais cozinhas tailandesa e indiana dividem o mesmo teto no Kannika. O chef Arjun Khajuria traz uma profusão de aromas, cores e temperos exóticos à 408 Sul.
 
Nesta segunda participação no evento gastronômico, o chef bolou uma combinação que agrega clássicos das duas cozinhas, apenas para o jantar. O banquete começa com samosa (pasteizinhos indianos de massa crocante recheados com batata, ervilha e diversos temperos, servidos com chutney) ou som tam. Menos popular, a receita combina finas tiras de mamão verde, vagem, amendoim e cenoura. A fruta e os legumes são cobertos com molho doce e picante de tamarindo.
 
Destaque da refeição, há duas alternativas de pratos principais. O primeiro tem o exótico nome de kashmiri curry, cortes de frango, lombo, peixe, queijo. A outra sugestão é o khao pad sapparod, arroz jasmine frito com ovo, cebola, abacaxi, amendoim, castanha-de-caju, ameixa seca, vegetais misturados e sua carne preferida. O comensal escolhe a proteína, que pode ser camarão, frango, lombo ou tofu.
 
A refeição pode se encerrar com a perfumada tap tim krob, cubos de castanhas-de-água imersos em leite de coco, um dos doces mais conhecidos da Tailândia.
 
Sobremesa com creme de dois chocolates e amaretto: sugestão de Wilian Mateus, do Limoncello (Felipe Menezes/Divulgação)
Sobremesa com creme de dois chocolates e amaretto: sugestão de Wilian Mateus, do Limoncello
 

Sofisticação na medida 


Desde janeiro, o goiano Wilian Mateus tem sacudido as caçarolas do Ristorante Limoncello. Ao cardápio direcionado a sabores da Itália mediterrânea foram agregadas novas técnicas e sugestões, muito mais contemporâneas do que era o costume. Os elogios não pararam de chegar e a parceria continua no Restaurant Week.
  
O estabelecimento aderiu ao menu plus (R$ 55 almoço, e R$ 68 jantar) em parte pela sofisticação das matérias-primas escolhidas. Entre as entradas, que se repetem nos dois períodos, está a polenta cremosa com provolone, amêndoas tostadas e creme de shimeji com filé-mignon e espinafre.
 
Na segunda etapa da refeição, brilha uma releitura de um clássico brasileiro: costela com agrião. Nas mãos do goiano, a comida ao estilo comfort food é servida sob a forma de risoto de agrião com costela, parmigiano reggiano e confit de beterraba. 
 
Por último, zuppa di cioccolato. Assim foi nomeado o creme de chocolate ao leite e meio amargo com amareto, biscoitinhos de amêndoa e queijo brie tostado.
 
Como de costume, Rosário Tessier participa do festival com uma receita irresistivelmente italiana
 (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Como de costume, Rosário Tessier participa do festival com uma receita irresistivelmente italiana
 

Como na Itália 


Rosário Tessier nunca escondeu as raízes italianas. Pelo contrário. Desde que se entende por gente, exalta os pratos clássicos que remetem às origens. As declarações de amor à cozinha do país da Bota se repetem na Trattoria da Rosario, espaço onde bate ponto desde 2003. 
 
Como as nonnas italianas, o chef é generoso no servir e essa máxima se repete no cardápio sugerido para o Restaurant Week.
 
O menu começa leve. No almoço, o glutão tem na salada com mix de folhas verdes, molho de endívias e mel com tomate caqui e muçarela de búfala. A sequência é substanciosa: um enorme polpettone recheado de queijo Bel Paese e mortadela italiana assada ressurge ao lado de espaguete ao molho de tomate San Marzano, manjericão e azeite.
 
O prato remete à região de Nápoles, onde Tessier nasceu e, por anos, brincou por entre hortas e plantações. “Uso filé-mignon, pão e ovo para a ‘massa’ do polpettone. É uma volta a combinações mais simples, afetivas. Essa tem sido uma tendência na Europa”, conta o chef, feliz com o modismo recente.
 
“Além de mais gostosa é uma comida mais saudável, sem corantes ou conservantes”, comemora. Para encerrar o banquete com final feliz, bavaroise de creme de leite fresco e baunilha, acompanhada de coulis de frutas vermelhas.
 
Rio Bistrô e lounge combina filé-mignon e rapadura (Rafael Lobo/Zoltar Design)
Rio Bistrô e lounge combina filé-mignon e rapadura
 

Outros polos 


Considerada o terceiro maior polo gastronômico do Distrito Federal, Águas Claras está bem abastecida na 17ª edição do Restaurant Week. Os restaurantes O Contemporâneo, Simples Assim e Rio Bistrô e Lounge aderiram ao festival.
 
No último, o almoço segue uma linha leve. Começa com salada de trigo mediterrânea e continua com filé de peixe com vinagrete cítrico de castanhas com purê rústico de batata-baroa com cebola roxa. Esqueça a dieta apenas na sobremesa, a açucarada panqueca de creme de avelã com recheio de leite em pó
 
Mais tarde, a mesma salada é combinada a filé ao molho de rapadura flambado na cachaça com risoto de requeijão de corte ou filé de peixe salteado com alho e dedo de moça acompanhado de musseline de mandioca e banana da terra assada. Reserve espaço para, mais uma vez, experimentar a panqueca.

ONDE COMER


Árabe Gourmet 
(404 Sul, Bl. A, lj. 11), aberto diariamente, das 11h30 às 23h.
 
Kannika 
Cozinha Tailandesa e Indiana (408 Sul, Bl. C, lj. 13; 98153-4566), aberto de segunda a quinta, das 19h às 23h; sexta, das 19h à 0h; sábado, das 12h às 16h, e das 19h à 0h; e domingo, das 12h às 16h, e das 19h às 23h.
 
Ristorante Limoncello 
(402 Sul, Bl. A, lj. 33; 3226-3208), aberto de segunda a quinta, das 12h às 15h, e das 19h às 23h; sexta e sábado, das 12h às 15h, e das 19h à 0h; e domingo, das 12h às 16h.
 
Parfait Bistrô
(CLSW 103, Bl. C, lj. 88. Ed. Ed. Victoria Center, Sudoeste; 3046-8015), de domingo a quarta, das 12h às 22h; e de quinta a sábado, das 12h às 23h.
 
Otro Parrilla 
(SCES, Tr. 2, Lt. 40, ao lado da Ponte JK; 3345-1348), aberto de segunda a quinta, das 12h às 15h30, e de 19h à 0h; sexta e sábado, das 12h à 0h30; e domingo, das 12h às 18h.
 
Rio Bistrô e Lounge 
(Rua 36 Norte, Lt. 5, Felicittà Shopping, antigo Shopping Quê!, Águas Claras;3381-6007), aberto de segunda a quinta, das 12h às 15h, e das 18h às 23h; sexta e sábado, das 12h às 17h, e das 19h à 0h; e domingo, das 12h às 17h, e das 19h à 0h.
 
Sauz Restaurante e Terraço 
(QE 15, Conj. V, Lt. 2, Guará 2; 3036-1359), aberto de terça a sábado, das 12h às 15h, e das 18h às 23; e domingo, das 12h às 16h30.
 
Trattoria da Rosario 
(SHIS QI 17, Bl. H, Lj. 215, Lago Sul), aberto de terça a sexta, das 12h às 15h, e das 19h à 0h; sábado, das 12h às 16h, e das 19h à 0h; e domingo, das 12h às 17h.
 
Ziriguidum 
(412 Sul, Bl. A, lj. 37; 3548-4846), aberto de terça a sexta, das 18h à 1h; sábado, das 12h à 1h; e domingo, das 12h às 17h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK