Brasília-DF,
23/AGO/2017

Confira dicas de vinhos e pratos para aproveitar o frio

A baixa temperatura é o momento propício para desgustar a bebida

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:28/07/2017 06:00Atualização:27/07/2017 14:16
 (Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press e Clausen Bonifácio/Divulgação
)

O inverno brasiliense está mais severo neste ano. As temperaturas mais baixas, agregadas ao vento cortante, garantem que os comensais da capital optem pela dupla vinho e pratos quentinhos. São diversas as casas da cidade que se especializam na bebida de Baco, em especial em rótulos tintos. Confira alguns espaços que oferecem vantagens, além do prazer da bebida.

Bla’s

 
Os vinhos nacionais são uma pegada forte no Bla’s. Entre as alternativas está Guatambu da Estância Assemblage (R$ 39,90). A casa não cobra a taxa de rolha do cliente. Para acompanhar, a sugestão é o Surf’n’turf (R$ 44,90), ousada combinação de filé-mignon, camarão pistola e massa com molho de queijo. O prato também faz parte do menu de almoço, quando sai por R$ 54,90, com entrada e sobremesa. O Bla’s funciona na 406 Sul (Bl. D; 3879-3430), de segunda a sábado, das 12h às 16h e das 18h às 23h.

Grand Cru

 
No Grand Cru (SHIS QI 9/11, Bl. L, lj 6; 3368-6868), os vinhos são a estrela da festa. Às segundas, o menu degustação harmonizado tem três etapas, mediante reserva e com valor a definir. Aos sábados, a oportunidade é aproveitar o almoço com rodízio (A partir de R$ 69) de acompanhamentos, em que o comensal escolhe a proteína e tem à disposição um rodízio com acompanhamentos como chuchu gratinado, tempurá de brócolis, polenta e purê de batata-baroa. A adega da casa conta com mais de 1.500 rótulos de vinho e funciona de segunda a sábado, das 9h à 0h. A cozinha fica aberta para o almoço, das 12h às 16h, de terça a sábado; e das 19h à 0h30, de segunda a sábado.

D.O.C. Food & Wine Bar

 
No D.O.C. Food & Wine Bar, os vinhos ganham um cuidado diferenciado na hora de harmonizar. Para melhorar a experiência dos amantes da bebida, a casa oferece menus degustação harmonizados. As sequências, que costumam ter entre 5 e 7 preparos, podem ser agendadas ou seguirem a agenda da casa. Para personalizar, é necessário um grupo de 12 pessoas, no mínimo, e o valor varia de acordo com os pratos e com as bebidas. O D.O.C. fica no Lago Sul (SHIS QI 21, Bl. B, Ed. Vitrine; 2196-4271) e funciona domingo e segunda, das 12h às 16h; e de terça a quinta, das 12h à 0h.

Bartolomeu

 
No Bartolomeu (409 Sul, Bl. C, lj 6; 3442-1169), são mais de 800 rótulos disponíveis para os clientes se deliciarem com as bebidas à base de uva. Além disso, o vinho é o protagonista na decoração, com paredes cobertas por garrafas. Em taça, um rótulo que varia a cada semana é oferecido a R$ 13. A leitoa à pururuca é uma boa alternativa para um vinho tinto —  o pernil ou a paleta saem por R$ 215 e servem duas pessoas; o animal inteiro serve de 8 a 10 pessoas e sai por R$ 450. A casa funciona como adega de terça a sábado, das 9h à 0h; domingo o local fecha mais cedo, às 17h. Para quem vai ao restaurante, o horário fica das 12h à 0h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK