Brasília-DF,
18/OUT/2018

Confira espaços gastronômicos para celebrar as festas de fim de ano

Fim de ano é época de confraternizar e são diversos os lugares da capital que oferecem espaços diferenciados

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Beatriz Queiroz* - - Nahima Maciel Renata Rios Publicação:08/12/2017 06:00Atualização:07/12/2017 18:57
 (Reprodução/Internet)
Dezembro chegou e com ele as festas de fim de ano. Antes das ceias de Natal e ano-novo, as confraternizações ocupam as agendas e garantem o brinde ao ano que passou e a todos os marcos importantes que ele teve. “Não pode faltar a vontade de comemorar o que se viveu e aprendeu durante o ano. A gente tem que brindar ao que a vida nos presenteou e esperar que o próximo seja melhor”, enfatiza a proprietária do restaurante Nebbiolo, Claudia de Castro.

O clima de confraternização está por toda a cidade, e os restaurantes passam a oferecer opções de pacotes e descontos para aqueles que querem comemorar o ano que passou. Seja um barzinho ou um restaurante mais elegante, seja com poucos amigos ou toda a empresa, a escolha certa é aquela que combina com o astral dos colegas e amigos.

Mais que um tempo de festa, o último mês do ano é também um momento de pensar. “Tradicionalmente, é um tempo de reflexão, de rever as promessas e fazer novas. Para os cristãos, é o tempo do advento, de se preparar para o nascimento de Cristo. Então é um ótimo momento para que todos possam estar juntos e comemorar”, garante um dos sócios da Galeteria Beira Lago, João Miranda Lima.

Se você tem muito a agradecer por este ano, ou só quer mesmo comemorar o final de 2016, uma mesa farta com pessoas queridas é a melhor pedida. Para ajudar a escolher o lugar ideal para confraternizar, o Correio separou algumas opções que incluem ambientes animados, confortáveis e com bons sabores. Aproveite, o ano está quase no fim!

Do jeito que o cliente quer

Para eventos de 20 a 60 pessoas, a Maria Amélia trabalha com pacotes para confraternização (Gilberto Cordeiro/Divulgacao)
Para eventos de 20 a 60 pessoas, a Maria Amélia trabalha com pacotes para confraternização
Quando se fala em eventos, a Maria Amélia é uma marca de peso na capital. Com produtos variados e de alta qualidade, o local trabalha com grupos em alguns formatos, todos com a proposta de facilitar e agradar ao máximo os desejos da clientela.

Para grupos menores, a sugestão é apostar em uma das varandas do térreo da loja — espaço que comporta 20 pessoas. “Caso o grupo ultrapasse esse número, podemos usar as duas varandas desse piso, totalizando 40 pessoas”, sugere Maria Amélia, proprietária do local. Para comer, nas varandas inferiores, a opção é o bufê servido no local, que conta com pães, pão de queijo, bolos e tortas, entre outras opções.

Já na parte superior da loja, os eventos ganham um formato mais personalizado. “Trabalhamos com canapés, empratados, só não servimos jantar”, explica. Maria Amélia ainda pontua que os valores são definidos de acordo com o grupo, pois a quantidade de pessoas e o menu escolhido, por exemplo, influenciam o valor final.


Tradição tamanho família

O rodízio de galeto é o carro-chefe da casa
 (Felipe Menezes/Divulgacao)
O rodízio de galeto é o carro-chefe da casa

Com mais de dez anos de história, a Galeteria Beira Lago é um espaço para receber eventos mais íntimos e, também, grandes comemorações. Comandada pelos amigos João Miranda Lima e Írio Depieri, a casa pode ser reservada tanto no horário de almoço quanto no jantar.

“No almoço, temos rodízio de galeto e fazemos reservas para até 150 pessoas. À noite, podemos fechar até a casa toda, tudo depende do que o cliente quer fazer”, afirma Miranda.

Tão tradicional quanto o espaço, o rodízio de galeto é a estrela da casa. Ele é servido no almoço e no jantar com variação de acompanhamentos que inclui farofas, massas e saladas. À noite, a casa também serve petiscos como caldos, pastéis e bolinhos, e ganha também cara de chopperia. Os pacotes custam a partir de R$ 90, com bebidas não alcóolicas, e R$ 100, com bebidas alcóolicas. O rodízio dura três horas.

Miranda enfatiza que o lugar é um ótimo espaço para confraternizações. “São muitas opções de ambientes, e mesmo rústico, é tudo muito bonito. É uma casa alegre e feliz, além de muito familiar, pois nossa equipe está conosco há muitos anos.”


Cardápio especial e vista privilegiada

No Casa de Madeira, o cardápio pode ser montado sob medida para os clientes (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
No Casa de Madeira, o cardápio pode ser montado sob medida para os clientes
 
Localizado no Jardim Botânico e com uma varanda que dá vista para a paisagem do cerrado, o Casa de Madeira é capaz de receber confraternizações de até 60 pessoas. Não há um espaço reservado para os eventos, mas é possível isolar a disputada varanda, que comporta até 30 pessoas. Carolina Schustet da Rosa Seade, proprietária do local, prefere personalizar os cardápios de acordo com o gosto do cliente. Há opções com entrada, prato principal e sobremesa ou apenas com entrada e prato principal ou prato principal e sobremesa.
 
Localizado no Jardim Botânico e com uma varanda que dá vista para a paisagem do cerrado, o Casa de Madeira é capaz de receber confraternizações de até 60 pessoas. Não há um espaço reservado para os eventos, mas é possível isolar a disputada varanda, que comporta até 30 pessoas. Carolina Schustet da Rosa Seade, proprietária do local, prefere personalizar os cardápios de acordo com o gosto do cliente. Há opções com entrada, prato principal e sobremesa ou apenas com entrada e prato principal ou prato principal e sobremesa.
Os pratos são os disponíveis no cardápio do Casa de Madeira, mas Carolina não exclui adaptações feitas ao gosto do cliente. “A gente conversa para ver o que o cliente espera”, avisa. Uma opção com bruschetta de bacalhau, salmão grelhado acompanhado de arroz negro e Triffle Casa de Madeira sai por R$ 80 por pessoa. É um preço intermediário, que pode ficar mais barato se o cliente escolher pastel de queijo, tournedos de filé acompanhado de linguine ao molho branco e, como sobremesa, coulis de frutas vermelhas. Nesse caso, o cardápio sai por R$ 70. As bebidas não estão incluídas, mas a casa tem uma carta de vinhos variada.


Crie e confraternize 

O carpaccio de beterraba é uma entrada leve e bonita (Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)
O carpaccio de beterraba é uma entrada leve e bonita

A criatividade é o ingrediente principal da culinária do Nebbiolo. Na casa, os pratos são assinados pelo chef Fabiano Carvalho, mas são construídos junto com o cliente. “Não temos um cardápio engessado. A gente parte de uma proteína e o cliente escolhe três guarnições. É algo acolhedor, faço aquilo que gostaria que fizessem para mim”, explica o chef. De acordo com as ideias do consumidor, ele dá algumas dicas que ajudam na criação de um prato exclusivo e saboroso.

Para eventos, a proposta continua a mesma, com um cardápio escolhido pelo contratante. Os menus básicos contam com entrada, prato principal, sobremesa e bebidas não alcóolicas e saem por R$ 90. Daí em diante o valor sobe de acordo com os pratos e bebidas selecionados para o serviço.

Como entrada, o chef Fabiano sugere o carpaccio de beterraba com salada de legumes confitados com castanhas. Enquanto isso, a proprietária Claudia de Castro lembra que o Nebbiolo oferece opções para aqueles que não comem carne e recomenda o risoto vegano. O preparo leva arroz arbóreo, legumes confitados, cogumelos, brotos, grãos e manteiga de leite de coco.

Para fechar a refeição, o mousse de maracujá com queijo cremoso, marshmallow de maria mole e coulis de frutas vermelhas confere o sabor adocicado de uma boa sobremesa.

O Nebbiolo oferece a ajuda do sommelier Tiago Pereira para que os clientes possam escolher os vinhos que melhor combinem com os pratos. Tiago explica o que o preparo exige de um vinho e o cliente tem a liberdade de escolher, mas contando com a orientação do especialista.


Uma loucura de lugar

O cliente escolhe entrada, prato principal e sobremesa para a confraternização no Loca (Ana Carneiro/Esp. CB/D.A Press)
O cliente escolhe entrada, prato principal e sobremesa para a confraternização no Loca

O ambiente gostoso e aconchegante do Loca como tu madre traduz a alegria da proprietária Giovana Maia, que abriu o restaurante para contribuir com a cidade que a acolheu. “Eu sou paraibana e sempre quis ter uma participação ativa aqui, então resolvi abrir o Loca para trazer algo mais animado e diferente para a Asa Sul”, conta.

Quem quiser comemorar o ano que passou no local pode escolher entre três formatos: almoço, que é mais simples; happy hour, com a pegada da descontração; ou menu completo, que traz pratos quentes, como os risotos e carnes. Todas as opções de pacotes incluem entrada, prato principal e sobremesa e custam R$ 41, só comida; R$ 45, com bebidas não alcoólicas; e a partir de R$ 120, com bebidas alcoólicas. “A gente inclui cervejas mais tradicionais e caipiroscas, mas incluímos outras bebidas de acordo com o que o cliente quiser”, afirma Giovana. As bebidas também podem ser consumidas à parte, caso os clientes queiram apenas o pacote de comida.

Uma das sugestões de entrada para os cardápios é o bolinho acostelado de mandioca, que existe na casa desde a inauguração. Entre os principais, o medalhão com arroz piamontese, molho madeira e chips de batatas e o hambúrguer Loca como tu madre são sugestões da proprietária.

Para aqueles que buscam algo mais simples e para beliscar, a casa também oferece a opção de rodízio de petiscos com cinco opções que devem ser escolhidas entre bolinhos, carnes, carpaccios e kafta vegana. O Loca recebe reservas de até 60 pessoas e estará de cara nova em dezembro.


Vamo simbora pro bar!

No Primeiro Bar, a suculenta carne de sol com mandioca e o chope são uma combinação perfeita (Ana Carneiro/Esp. CB/D.A Press)
No Primeiro Bar, a suculenta carne de sol com mandioca e o chope são uma combinação perfeita

Quando se fala em comemoração, com amigos, família ou colegas de trabalho, um barzinho sempre cai bem. Com opções para agradar diferentes públicos, o Primeiro Bar é a escolha certa para quem quer um ambiente agradável e bonito. “O espaço é muito animado e descontraído, mas bem tranquilo. Além disso, nossa equipe é muito bem preparada e isso ajuda a tornar a casa mais aconchegante”, garante o gestor Thales Furtado.

Aqueles que querem ficar mais à vontade podem optar por pacotes que variam de                   R$ 34,90 (apenas comida) a R$ 124,90 (com bebidas inclusas) e funcionam por três horas em sistema de rodízio. O gestor explica que a comida é servida de acordo com o que a mesa pede, sem um limite ou ordem específica. No cardápio estão petiscos como pastéis, bolinhos e chapas de carnes, com destaque para a suculenta carne de sol com mandioca e pimenta biquinho (R$ 53,90, à la carte).

“Muitos grupos optam por fechar um serviço de comida e consumir as bebidas de forma separada”, conta Thales. No horário, que muda de acordo com o dia da semana, a caipira de prima (R$ 10,90), a caneca super gelada de chopp (R$ 7,90), o chopp geladaço (R$ 5,90) e o cozumel (R$ 6,90) ganham preços especiais.

Em casa ou no restaurante

Os grupos podem escolher três opções de pacote para a confraternização no Valentina, além de uma opção para ser servida em casa (Andreia Marlire/Cara Preta Comunicação)
Os grupos podem escolher três opções de pacote para a confraternização no Valentina, além de uma opção para ser servida em casa

Pizza também pode ser uma boa opção para as confraternizações de final de ano. A Valentina tem opções que vão de um serviço em salão reservado do restaurante a um rodízio montado na casa do cliente. As duas casas, nas asas Sul e Norte, estão preparadas para receber grupos de até 80 pessoas. Segundo Robson Costa Cunha, proprietário do restaurante, é possível isolar uma parte do salão para realizar a confraternização, mas quem quiser uma opção mais reservada, é melhor escolher a unidade da Asa Sul, que conta com um mezanino capaz de abrigar até 65 pessoas. No próprio restaurante, o pacote para confraternizações inclui oito sabores com direito a mais duas entradas e duas pizzas doces. O cardápio com cinco sabores tradicionais e três especiais sai por R$ 58 e o com cinco especiais e três tradicionais custa R$ 65. No total, o rodízio dura três horas e meia.

Se o cliente escolher o serviço Valentina em casa, vai contar com três opções e sete sabores servidos em rodízio durante quatro horas. Nesse cardápio, também estão incluídas duas entradas e duas pizzas doces. A primeira opção tem quatro sabores especiais e três tradicionais e sai por R$ 59. Na segunda, são quatro tradicionais e três especiais a R$ 55 e na terceira, com escolha de sete sabores entre todos os disponíveis no cardápio do restaurante, o valor fica em R$ 62. Todos os valores são por pessoa e as bebidas não estão incluídas. “No serviço em casa, toda a parte da pizzaria nós providenciamos”, explica Robson. A equipe inclui o pizzaiolo e um ajudante. Eles se encarregam de levar o forno, os azeites e todos os ingredientes necessários, mas pratos, talheres e garçons ficam por conta do cliente.

Para todas as idades

O sorvete da casa vem da Cairu, casa paraense bastante premiada (Apetitá Gelateria/Divulgacao)
O sorvete da casa vem da Cairu, casa paraense bastante premiada

Não são só os adultos que buscam espaços para confraternização na época das festas de fim de ano. Os jovens também procuram espaços que atendam às suas necessidades e expectativas e é esse um dos públicos que pode ir com tudo na Apetitá. Especializada em sorvetes, a casa trabalha com diversas sobremesas que prometem ser pelo menos uma das alegrias do encontro.

O local, indicado para todas as idades, está com uma promoção especial para grupo de cinco ou mais pessoas — todas as sobremesas individuais por R$ 25.
 
Se tratando de uma sorveteria, não poderia faltar o sorvete. e ele aparece, de fato, afinal, todas as opções são escoltadas por uma bola média de sorvete, de qualquer um dos 16 sabores disponíveis, como castanha do cupuaçu e açaí.


Hamburguer à vontade

O rodízio de hambúrguer do Johnnie inclui uma seleção de miniburguers, petiscos e sobremesas (Rafael Lobo/Divulgação)
O rodízio de hambúrguer do Johnnie inclui uma seleção de miniburguers, petiscos e sobremesas

Animado com a demanda de reservas para confraternizações de final de ano, Matheus Ramalho, um dos proprietários do Johnnie Burguer, preparou um pacote especial para os clientes. O rodízio do Johnnie costuma funcionar apenas às quintas e às sextas, mas para atender aos grupos, Ramalho decidiu oferecer o cardápio todos os dias. Por R$ 45,90 (individual), grupos de até 30 pessoas podem escolher uma seleção de hambúrgueres, miniburguers, petiscos e sobremesas. As bebidas não estão incluídas, mas é possível negociar um desconto caso se deseje também um pacote com o refil de refrigerante. Dependendo do tamanho do grupo, é possível chegar a R$ 49,90 com direito ao rodízio e refrigerante.
 
No total, são seis lojas no Distrito Federal e todas estão preparadas para receber as confraternizações, mas as maiores, na Asa Sul e em Águas Claras, têm condições de oferecer espaço reservado. “De acordo com o público, temos a possibilidade de um desconto adicional”, avisa Matheus Ramalho. Segundo ele, o desconto pode chegar a 20%.
 
 
Onde comer

Apetitá 
(410 Norte, Bl. D, lj 15; 99963-1497), aberto de segunda a quinta, das 12h às 20h; sexta a domingo, das 12h às 22h.

Casa de Madeira Restaurante e Empório 
(Avenida do Sol Condomínio Quintas do Sol, Q 2, Lote 50 - Jardim Botânico; 
3547-6001), aberto de quarta a sexta, das 17h à 0h, sábados, das 12h às 0h e domingos, das 12h às 17h.

Galeteria Beira Lago 
(SCES, Tc 2, cj 32; 3223-7700), aberto de segunda a sábado, das 11h30 às 23h30; domingo, das 11h30 às 17h30.

Johnnie Burguer
Gama (Q1, Lote 180/200, Setor Industrial; 3054 2575), aberto diariamente, de 12h à 0h; Águas Claras (Av. Araucárias, Ed. Real Quality, Lote 1325, Loja 06; 3383 3900), aberto 24h; Asa Sul(CLS 312 Bloco C Loja 14; 3242 9117), aberto 24h; Sudoeste (CLSW 101, Bloco A, Loja 26; 3797 5007), aberto diariamente, das 10h às 22h; Conjunto Nacional (Setor de Diversões Norte Conjunto A, Loja 132 A, Térreo; 3326-7723), aberto diariamente, das 10h às 22h; Guará (Guará 2 AE 04, Residencial Olympique; 3551-7751), aberto diariamente, das 12h à 0h.

Loca como tu madre 
(306 Sul, Bl. C, lj 36; 3244-5828), aberto de segunda a quinta, das 12h às 15h e das 18h à 0h; sextas e sábados, das 12h às 15h e das 18h à 2h.

Maria Amélia 
(AE 3, Q. 3, lt 3, Jardim Botânico; 3546-8900), aberto de segunda a sábado, das 8h às 20h; e domingo, das 8h às 19h.

Nebbiolo 
(409 Sul, Bl. D, lj 30; 2099-6640), aberto de terça a sábado, das 12h às 23h30; domingo, das 12h às 16h30.

Pizzaria Valentina 
(CLN 214, bloco A - lojas 9 e 11; 
3340-9898 e CLS 310, bloco A - lojas 6 e 8 ; 3242-6001), aberto de segunda a quinta, das 18h30 à 0h, sexta e sábado, das 18h30 à 0h30 e domingo, das 18h30 à 0h.

Primeiro Bar 
(SIG Q. 8, lt 2385; 3028-1331), aberto segunda, das 12h às 0h; terça a quinta, das 12h às 1h; sexta e sábado, das 12h às 2h; domingo, das 12h às 23h.

*Estagiária sob supervisão de Igor Silveira 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK