Brasília-DF,
25/MAI/2018

Confira o menu dos participantes do Restaurant Week

Restaurant Week chega à 18ª edição em Brasília prestando homenagem à Copa da Rússia. Confira o que alguns chefs vão preparar!

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Borges* Vinicius Nader Publicação:16/02/2018 06:00Atualização:15/02/2018 18:19

Evento desafia chefes a se inspirarem na Copa do Mundo na Rússia (Portare Comunicação/Divulgação)
Evento desafia chefes a se inspirarem na Copa do Mundo na Rússia

 

A cada quatro anos, os olhares do mundo se voltam para os campos de futebol, com a Copa do Mundo. Este ano, a bola vai rolar na Rússia. Em sua 18ª edição, o Restaurat Week aproveitou a oportunidade para desafiar os chefs a criar pratos inspirados na competição esportiva.

 

De hoje a 11 de março, será oferecido um menu completo (entrada, prato principal e sobremesa). Na tradicional, o almoço sai por R$ 43,90 e o jantar, por R$ 54,90. Na plus, o almoço custa R$ 55 e o jantar, R$ 68. 

 

“Participamos de todos os Restaurant Week. Somos o restaurante que tem mais visitações na história do festival”, garante o chef Flávio Leste, do Villa Tevere.

 

Quem também está desde o início é o Fortunata. O gerente Francisco Mesquita conta que alguns pratos entraram definitivamente para o cardápio, caso do filé ao molho de geleia de pimenta e risoto de grana padano.

 

Este ano, Brasília é a primeira cidade do país a receber o festival, o que prova a importância da capital federal para o cenário gastronômico do país.

 

 

Pioneiro no festival

 

O robalo ganha a companhia de arroz de aspargos e lascas de amêndoas no Fortunata (Objetiva/Divulgação)
O robalo ganha a companhia de arroz de aspargos e lascas de amêndoas no Fortunata

 

Desde o primeiro Restaurant Week de Brasília, os clientes da cidade podem optar por conhecer pratos criados para o evento no Fortunata. Em 2018 não será diferente. A casa entra em campo em homenagem à Copa do Mundo com menus de almoço e jantar.

 

“Fazemos questão de trazer receitas exclusivas para o Restaurant Week”, atesta o gerente da casa, Francisco Mesquita. O almoço começa com salada caesar de entrada.

 

Para o prato principal há duas opções: escalope de filé-mignon ao molho roti com molho branco e bacon crocante e robalo ao molho de amêndoas com arroz de aspargos. Para a sobremesa, as sugestões são banana flambada com sorvete de creme ou torta alemã.

 

À noite, o banquete começa com brusquetas de cogumelo ou figo fresco com mix de folhas, segue com tornedor de filé-mignon ao molho de vinho tinto com risoto de banana-da-terra ou com nhoque de abóbora com gorgonzola e camarão rosa. Para finalizar em alto estilo, brownie de chocolate com sorvete de creme ou churros de banana com recheio de doce de leite.

 

Com a cara de los hermanos

 

A salada kale, com couve crespa, é uma novidade do menu noturno do Barbacoa (DGBB/Divulgação)
A salada kale, com couve crespa, é uma novidade do menu noturno do Barbacoa
 

 

Vem dos nossos vizinhos da América do Sul a inspiração para o menu que o Barbacoa preparou para o jantar do Restaurant Week. O restaurante do Espaço Gourmet do ParkShopping participa do evento na categoria plus.

 

O chef-executivo da rede Marcelo Favaro explica que há duas opções de entrada para o cliente: um ceviche de tilápia com torrada de ervas que tem um toque mais andino e uma salada de couve kale, “um tipo crespo de couve que é encontrado na América do Sul e na Europa e está na moda”. A couve chega à mesa temperada com limão siciliano, azeite, parmesão e lascas de amêndoas.

 

Para o prato principal, o Barbacoa oferece as opções de bife de chorizo, miolo de alcatra ao molho poivre e tilápia ao molho de tomate-cereja assado, azeitonas pretas, alcaparras e manjericão. Para acompanhar, além do bufê com saladas quentes e frias, tem creme de espinafre, batata mediterrânea ou banana empanada na farinha panko.

 

É na sobremesa que o Brasil aparece. Disputam a atenção do público merengue de morango com creme de maracujá e bolo brigadeiro.

 

 

A França é aqui!

 

O Filé Tornedor do Contemporâneo Toujours traz a tradição e a modernidade francesas. (Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)
O Filé Tornedor do Contemporâneo Toujours traz a tradição e a modernidade francesas.
 

 

Especializado em comida francesa, o restaurante O Contemporâneo Toujours trará um pedacinho da Europa para os visitantes da casa durante o Restaurant Week. No jantar, a estrela do menu da categoria plus é o filé tornedor, um filé-mignon de kobe, na cama de batatas rosti, com crispys de cebola e redução de cogumelos selvagens.

 

Carlos Alexandre da Cruz, chef do restaurante, explica que o menu traz diversos elementos característicos da França: “A multicolorização do prato, os ingredientes, a miscigenação de sabores e o equilíbrio do tradicional com o moderno remetem à gastronomia francesa. Demos uma incrementada misturando ingredientes mais modernos aos clássicos”, conta o chef.

 

Além disso, o menu da casa, que atua no cenário gastronômico da cidade há nove anos, conta com duas opções de entrada e de sobremesa. O clássico crème brûlée é uma delas. O clima parisiense da casa é complementado com um toque brasileiro: no Toujours, o jantar ocorre ao som de bossa nova, tocada ao vivo no grande piano que ocupa o estabelecimento.

 

 

 

Mistura internacional

 

O risoni de rabada mistura elementos italianos e brasileiros (Criados Para Criar Fotografia)
O risoni de rabada mistura elementos italianos e brasileiros

 

Itália, Brasil e Peru vão abrilhantar o menu do Oliver para a Restaurant Week. A casa, que oferece o cardápio plus para o festival, sempre foi voltada para a gastronomia internacional. O chef Diego Brada, que atua no restaurante desde novembro, conta: “A ideia inicial do Oliver era ter uma cozinha de altíssima qualidade, acessível e que traz a ideia de comfort food”.

 

Essas características estão presentes no menu do estabelecimento para o evento. No almoço, o destaque é o risoni de rabada com agrião baby. Diego Brada explica “é uma carne mais acessível e deliciosa, que dá a ideia do conforto — todo lugar que você vai no Brasil tem rabada”. Além disso, a mistura de culturas é marcante no prato: ao lado da rabada, comida típica brasileira, está o risoni “uma massa bem italiana”, explica Brada.

 

O almoço conta com duas opções de entrada. Entre elas, está o ceviche maido, com peixe branco, leite de tigre, maionese de coentro e crispys de batata-doce. “Esse é um prato bem peruano”, revela Diego.

 

 

 

Além do sushi

 

A inspiração da sobremesa quarteto de bananas empanadas é o hot japonês (Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)
A inspiração da sobremesa quarteto de bananas empanadas é o hot japonês

 

Nem só de sushi é composto o cardápio do japonês Nakombi. Para o cardápio plus do Restaurant Week, o proprietário Bruno Zardo foi além, visando à gastronomia internacional: “sem perder as características do restaurante, tentamos usar culinárias de outros países”.

 

Com cara de sushi, a sobremesa que se destaca é o quarteto de bananas empanadas. O chef David Castaño explica: “a montagem dessa sobremesa é inspirada no hot japonês”. Mas essa característica está presente apenas na aparência. As quatro bananas empanadas vêm nos sabores de cocada, geleia de frutas vermelhas, choco maní e churros. “A cocada e o churro são bem brasileiros”, explica o chef colombiano.

 

A casa, que, para a Restaurant Week, só funcionará durante o almoço, também oferece duas opções de entrada. Como prato principal, o visitante pode escolher entre nhoque de maçã verde ou um combinado de sushis especiais.

 

 

Vai, Neymar!

 

Os bolinhos acostelados são uma marca registrada do Loca como tu Madre (Portare Comunicação/Divulgação)
Os bolinhos acostelados são uma marca registrada do Loca como tu Madre

 

Rumo ao hexa é o caminho que a empresária Giovanna Maia, do Loca como tu madre, pretende iniciar com a volta da casa ao Restaurant Week depois de longa ausência. Para o festival, do qual a casa participa no almoço, Giovana escalou craques que já batem um bolão no menu do restaurante e fazem sucesso com os clientes.

 

A entrada vem com um clássico da casa: bolinho acostelado — bolinho de mandioca recheado com costela bovina cozida por 36 horas. “O toque especial fica por conta da canela  na carne do recheio”, diz a empresária.

 

O menu segue com tornedor de filé-mignon com risoto de aspargos e chips de parma. “Esse prato é muito pedido no jantar da casa e vale a pena provar no festival, no menu normal custa R$ 67”, comenta Giovana.

 

Como a Espanha é o país onde Neymar jogou durante muito tempo, vem de lá a sobremesa: minichurros recheados de doce de leite caseiro.

 

 

Com gostinho brasileiro

 

O Filetto Maria Bonita tem inspiração na culinária nordestina (Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)
O Filetto Maria Bonita tem inspiração na culinária nordestina

 

“A informação é globalizada, e a gastronomia não poderia ficar fora disso.” Com essas palavras, Flávio Leste, proprietário do Villa Tevere, define a proposta do estabelecimento para a Restaurant Week. A casa, atuante no cenário gastronômico da cidade há 19 anos, trabalha principalmente com culinária italiana, mas mistura elementos da gastronomia mundial em seus pratos. Por isso, Flávio explica que montar o menu para a Restaurant Week, que tem a cozinha do mundo como tema, “foi uma tarefa fácil”.

 

A estrela do cardápio para o festival é o Filetto Maria Bonita  — que mistura elementos do Brasil, da Itália e da França. O prato conta com um filé-mignon “de sol”, gratinado com molho bechamel e requeijão da roça, acompanhado de risoto de abóbora cabotiá e farofinha de panko.

 

Para completar, o prato conta com a tradicional manteiga do sertão e nozes. “É um encanto!”, brinca Flávio.  Ele explica: “o filé-mignon é um corte nobre, utilizado no mundo inteiro e, aqui, foi feito à moda brasileira, do jeito que se faz carne de sol”.

 

O prato, que faz parte do cardápio do jantar, é coberto com molho bechamel: “um clássico da cozinha francesa”. Pra completar a mistura de sabores, o Filetto Maria Bonita leva um toque especial. “O ingrediente secreto é o requeijão da roça, um produto que só se fabrica no Brasil”, explica Flávio. “Como esse filé tem um sotaque nordestino, escolhi o nome da mulher do Lampião para batizar”.

 

 

Sabor mediterrâneo

Apesar de ser uma casa especializada em vinhos, o Grand Cru também oferece um menu especial para o Restaurant Week. O estabelecimento terá a comida mediterrânea como inspiração para o cardápio do jantar, que faz parte da categoria plus.

 

O chef Alexandre de Carvalho explica que o prato principal, um bacalhau com natas, evidencia as características da culinária do mediterrâneo. O prato é acompanhado por arroz e chips de batata-baroa.

 

“Através das natas do azeite português e do próprio bacalhau do porto, utilizado no prato, os clientes terão um gostinho do mediterrâneo nas terras brasilienses”, afirma Alexandre.

O cardápio conta com uma salada de folhas frescas como entrada, e com um tradicional pudim de leite frio como sobremesa. 

 

Diferentes influências

 

Camarão com purê de banana-marmelo: previsão de gol de placa do Contê Food & drinks (Barbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
Camarão com purê de banana-marmelo: previsão de gol de placa do Contê Food & drinks

 

Vários países entram em campo no menu do restaurante Contê — Food & drinks, que participa do modo plus do Restaurant Week no almoço e no jantar. Esta é a segunda participação da casa contemporânea no evento.

 

“Ano passado, tínhamos acabado de inaugurar, mas participamos mesmo assim. E este ano estamos repetindo a experiência. Para este ano, pegamos ingredientes de vários países e misturamos”, afirma o proprietário do local, Gustavo Leal.

 

O almoço vem com duas opções de entrada: salada ceasar com crispy de bacon ou creme de quatro queijos com discos de massa de pastel frita. “Os discos são sem recheio, para comer com o creme mesmo”, ressalta Gustavo, que selecionou também duas sobremesas para o almoço. São elas: cheesecake com calda de goiabada ou brownie com ganache de doce de leite caseiro.

 

Os pratos principais são filé-mignon ao molho de cerveja preta e arroz a piamontese e camarão ao molho de queijo e ervas com purê de banana-marmelo. “Para mim, esse camarão vai ser o nosso campeão no Restaurant Week”, prevê Gustavo.

 

No jantar, também há duas opções para cada etapa. Na entrada, mini carpaccio de rosbife com molho de mostarda e mel com torradas de alho ou quiche de alho-poró com cesta de pães. Os pratos principais são purê de três batatas gratinado com lascas de bacalhau ou filé-mignon ao molho de frutas vermelhas com risoto de provolone. Finalizando, torta musse de chocolate meio amargo com calda de baunilha ou hamuraki desconstruído, à base de banana, canela e calda de doce de leite acompanhado de uma bola de sorvete de creme.

 

 

* Estagiária sob a supervisão de Vinicius Nader 

 

 

ONDE COMER

 

Barbacoa (Espaço gourmet do ParkShopping; 3028-1530), aberto de segunda a quinta, das 12h às 23h, sexta e sábado, das 12h à 0h, e domingo, das 12h às 20h.

 

Contê — Food & Drinks (403 Sul, bl.D, lj. 10; 3554-9474), aberto de segunda a quarta, das 12h às 15h e das 18h à 0h, quinta, das 12h às 15h e das 18h à 1h, sexta e sábado, das 12h à 1h, e domingo, das 12h às 17h.

 

O Contemporâneo Toujours (405 Sul, Bl. D; 3242-7067), aberto de segunda a sexta, das 12h às 15h e das 19h às 23h, sábado, das 12h às 15h e das 19h à 0h, e domingo, das 12h às 16h.

 

Fortunata (SHIS QI 9 bl. C lj. 6/60 Comércio local, Lago Sul; 3364-6111), aberto de segunda a sexta, das 12h às 15h e das 18h à 0h; e sábado e domingo, das 12h às 16h e das 18h à 0h.

 

Grand Cru Brasília (QI 9/11, Bl. L, Lj. 06, Lago Sul; 3368-6868), aberto de segunda a sábado, das 9h à 0h.

 

Loca como tu Madre (306 Sul, bl. C, lj. 36; 3244-5828), aberto para o almoço de segunda a sexta, das 12h às 15h, e sábado, das 12h às 16h; para o jantar de segunda a quarta, das 18h à 1h e de quinta a sábado, das 18h às 2h.

 

Nakombi (404 Sul, Bl. B, Lj. 35; 3264-6888), aberto de segunda a sexta, das 19h às 23h, de terça a sexta, das 12h às 14h30 e das 19h às 23h, sábado e domingo, das 19h à 0h.

 

Oliver (SCES Tc.2, Clube de Golfe de Brasília,  Lt. 02; 3323-5961), aberto de segunda a quinta, das 12h à 0h, sexta e sábado, das 12h à 1h, e domingo, das 12h às 17h.

 

Villa Tevere (115 Sul, Bl. A; 3345-5513), aberto segunda-feira, das 19h30 às 23h30, de terça a quinta, das 12h às 15h e das 19h30 à 0h, sexta e sábado, das 12h às 15h e das 19h30 à 1h, e domingo, das 12h às 16h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK