Brasília-DF,
23/OUT/2018

Conheça restaurantes cobertos para comer bem e fugir da chuva

Outubro marca o início das chuvas, mas isso não é motivo para não sair de casa.

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Borges* Renata Rios Publicação:05/10/2018 06:01Atualização:05/10/2018 12:08

 (Marilia Lima/Esp. CB/D.A Press)

 

Para a felicidade de muitos está chegando a temporada de chuvas na capital e, para ajudar o leitor que não pretende ficar em casa, o Divirta-se Mais apresenta algumas casas que contam com  infraestrutura para receber a clientela nos dias chuvosos. 

 

Um local que aposta em se diferenciar na hora de recepcionar o comensal é a Steak Bull. A casa conta com uma infraestrutura para receber os clientes, protegendo tanto da chuva quanto do sol e ainda disponibilizando o serviço de manobrista. “Acho que conforto para o cliente e o carro são essenciais. Esse é um dos nossos diferenciais: o conforto e a segurança que a clientela tem ao chegar. A nossa recepção de carros é coberta, o cliente chega, estaciona e consegue descer sem se molhar”, diz Paulo Godoi, gerente da Steak Bull. 

 

O Pecorino Bar e Trattoria é um exemplo de estabelecimento que tem instalação tanto na comercial da Asa Sul quanto em dois shoppings da cidade. “Durante o período da chuva, temos mais procura. Apesar de termos manobrista e toldo na loja da Asa Sul, o shopping ainda leva vantagem”, pondera. 

 

Claro que o ambiente fechado e climatizado dos shoppings são atraentes, ele atende tanto os dias quentes quanto os chuvosos. O Madeiro é outra casa que tem unidades dentro e fora de shoppings e o proprietário Júnior Durski revela: “Nós procuramos fazer nossas lojas em shopping, por várias razões, mas duas delas consideramos as principais: segurança e conveniência”.

 

 

O ossobuco com massa é um dos pratos mais pedidos no Pecorino (Pedro Santos/Divulgação)
O ossobuco com massa é um dos pratos mais pedidos no Pecorino
 

Pegada italiana

O Pecorino Bar e Trattoria busca de todas as formas deixar os clientes confortáveis. Com lojas em shopping e na comercial. No segundo caso, o cliente pode contar com a proteção de  um toldo e com serviço de manobristas. “Nosso movimento aumenta, especialmente nos shoppings, na época de chuvas. Buscamos ter a melhor infraestrutura para atender quem sai de casa nessas condições”, pontua Marcos Bezerra, sócio-proprietário da casa. 

 

Para quem vai ao local, a burrata (R$ 52) da casa é imperdível. “Recebemos a burrata de um produtor que faz artesanalmente”, exalta o sócio. A bola de queijo é servida com torradas, pesto e tomate-cereja, e Marcos garante: “Ela tem muita versatilidade na hora de harmonizar, aceita tudo, vinhos branco, tinto, rosé e até espumante”, informa. 

 

Para acompanhar a curinga, duas sugestões conquistam o coração e o estômago de quem vai ao local almoçar ou jantar: o ossobucco con fettuccelle alla gremolata (R$ 64) e o Spaghetti con calamaretti, gamberi e pancetta (R$ 67) — camarão, lula, pancetta e molho de tomate artesanal da casa. “Temos um cardápio bem amplo, mas esse é um preparo que se destaca”, revela.

 

 

O chef Vandré César, do NAU, criou pratos especiais para o mês de outubro (Marilia Lima/Esp. CB/D.A Press)
O chef Vandré César, do NAU, criou pratos especiais para o mês de outubro
 

 

Pratos veteranos e novatos

O almoço ou jantar no restaurante NAU Frutos do Mar podem ser recheados com as delícias do oceano. Especializada em peixes e frutos do mar, a casa conta com um menu variado. 

 

No período climático instável de outubro, o estabelecimento pode ser uma alternativa para fugir das chuvas, pois conta com estacionamento coberto. 

 

Para as refeições, a sugestão do gerente Luiz Menezes é um clássico da casa, o prato frutos do mar na chapa (R$ 242). A iguaria é um dos carros-chefe do estabelecimento e combina lagosta, camarões, polvo, lula e mexilhões. “É um prato todo grelhado na chapa, que serve até três pessoas”, ressalta Luiz. Além disso, a iguaria é acompanhada por arroz de brócolis e pimentões. 

 

Outra sugestão de Luiz é o menu do chef (R$ 66,90), novidade no local. “Os chefs elaboram um cardápio especial todo mês, com duas opções de entrada, três de pratos principais e duas de sobremesas”. 

Em outubro, o destaque do menu especial é o prato camarão em crosta de panko, com arroz cremoso de queijo coalho e parmesão ao molho de maracujá. 

 

 

Dos espetos da Steak Bull saem mais de 30 opções de corte (Steak Bull/Divulgação)
Dos espetos da Steak Bull saem mais de 30 opções de corte

 

Churrasco diversificado

Uma das alternativas da cidade para comer bem em dias chuvosos é a churrascaria Steak Bull. “A gente tem uma recepção de carros coberta e serviço de manobrista, cortesia da casa. O cliente chega, estaciona o carro e consegue descer sem se molhar”, explica Paulo Godoi, gerente do estabelecimento. 

 

Paulo conta que todas as carnes bovinas servidas na casa são dos tipos angus e black angus. Ao todo, a churrascaria oferece 31 cortes de carnes bovinas, suínas, ovinas, de frango e de peixe. “Todas são assadas na brasa, mas temos algumas que se diferenciam das demais”, afirma o gerente. Ele explica que a casa serve cortes não muito comuns em outros estabelecimentos, como o t-bone de cordeiro ou o bife de chorizo. 

 

Apesar de ser especializada em carnes, a Steak Bull serve diferentes alternativas de pratos: “São 32 tipos de saladas, uma extensa bancada de frios, sushis e sashimis, diversos acompanhamentos e oito tipos de pratos com peixes e frutos do mar”, ressalta Paulo. Todas as iguarias são servidas à vontade no rodízio, a R$ 109, por pessoa. 

 

 

O polvo preparado na grelha argentina é um dos maiores sucessos do restaurante Otro Parrilla (Rafael Lobo Zoltar/Divulgação)
O polvo preparado na grelha argentina é um dos maiores sucessos do restaurante Otro Parrilla
 

 

Iguarias na parrilla

Além das diversas opções de preparos feitos na parrilla, um dos diferenciais da casa de carnes Otro Parrilla é o serviço de manobrista (R$ 12, no almoço e no jantar). “Se estiver chovendo, o próprio manobrista recebe o cliente e o leva até a porta do restaurante”, explica Leandro Pompeo, sócio-proprietário da casa. 

 

Para saborear, o estabelecimento conta com um menu variado, composto por pratos preparados na grelha argentina. 

“O nosso forte realmente é a parrilla, onde as carnes ou frutos do mar são grelhados na brasa. A gente queima o carvão primeiro, depois deixamos apenas a brasa, numa distância de 20 centímetros da carne ou do fruto do mar”, ressalta Leandro. 

 

Um dos campeões de venda da casa é a pulpo a parrilla (R$ 149). O prato é formado por polvo cozido e depois grelhado com alho e salsa na parrilla. “Ele vai à mesa ainda quente, numa chapa de ferro e serve mais ou menos quatro pessoas”, afirma o sócio-proprietário. Leandro destaca que o prato é uma opção para os que buscam fugir das carnes vermelhas.

 

As pizzas da Oven Pizza podem ser personalizadas de acordo com o desejo do cliente (Marcelo Krelling/Divulgação)
As pizzas da Oven Pizza podem ser personalizadas de acordo com o desejo do cliente

 

Feita à sua maneira

Quando o comensal chega à Oven, ele tem a garantia de uma boa pizza, sem ter que esperar muito por isso. O fundador da casa, Rafael Soares, conta que a ideia veio da própria necessidade do mercado. “As pessoas buscam produtos de alta qualidade, rápidos e artesanais, e juntar essas características é a grande sacada da Oven”, explica. 

 

O processo de montagem na casa, para quem escolhe a pizza customizada (R$ 25, pequena; R$ 30, grande; R$ 51, gigante), é simples. Primeiro, o cliente escolhe a massa entre tradicional e integral. Na sequência, vem o molho — tomate, tomate com pimenta ou pesto — dois queijos — muçarela, parmesão, catupiry, gorgonzola e mussarela de búfala — duas carnes — presunto, calabresa, frango, peito de peru, bacon, lombo, atum e pepperoni — e complementos — cebola, milho, tomate-cereja, tomate em cubos, tomate seco, azeitona preta, abacaxi, champignon, palmito, ovo, pimentão, rúcula, escarola e manjericão. 

 

“Tomamos cuidado com a qualidade da massa. Ela é congelada antes de fermentar em um ultracongelador. Depois, na loja ela descongela, fermenta e então é aberta para o cliente”, descreve. 

 

“Para mim, uma montagem que fica muito saborosa é com a massa tradicional, molho de tomate, muçarela, gorgonzola, peito de peru, abacaxi, champignon, catupiri e orégano”, sugere. 

 

Rafael ainda sugere algumas alternativas clássicas, como a campeã de vendas, a marguerita (R$ 18, pequena; R$ 23, grande; e R$ 40, gigante).

 

O cheeseburger Madero é feito com apenas 15% de gordura, deixando a receita mais saudável (Rubens Kato/Divulgação)
O cheeseburger Madero é feito com apenas 15% de gordura, deixando a receita mais saudável
 

 

É hambúrguer e é saudável!

Para quem busca um bom hambúrguer, o Madero não tem erro. Com o slogan que promete o melhor hambúrguer do mundo, a casa conquistou uma clientela robusta na capital e conta com quatro unidades na cidade, três delas em shoppings. 

 

“O hambúrguer do Madero tem um sabor especial. Ele é feito com 100% de carne bovina, cuidadosamente selecionada e de origem certificada”, explica o chef Júnior Durski, fundador da rede de restaurantes. 

 

Com esse slogan e a qualidade, o resultado não poderia ser outro, e o carro-chefe da casa é justamente o cheeseburger Madero (R$ 39) — pão crocante e assado na hora, queijo cheddar, maionese artesanal, carne pura e grelhada em fogo forte. Na composição do hambúrguer, 85% de carne e 15% de gordura. 

 

“Nós sabemos que quanto mais gordura o hambúrguer tem, mais saboroso ele é, porém é menos saudável. Procuramos um equilíbrio. Além da carne saborosa do hambúrguer, temos pão, crocante e quentinho, e pela maionese artesanal”, explica.

 

O Grand Gateau chocolat Nutella à Paloma Bernardi é uma alternativa para a sobremesa (Thatiana Bione/Divulgação)
O Grand Gateau chocolat Nutella à Paloma Bernardi é uma alternativa para a sobremesa

 

Menu dos famosos no Paris 6

Quando a primeira casa do Paris 6 abriu, em 2006, a casa já tinha como proposta apoiar a cultura brasileira. Mas, foi em 2008, que a divertida brincadeira de batizar os pratos com nomes de artistas começou. 

 

À época, o ator Bruno Gagliasso estava em cartaz com uma peça e ia sempre ao Paris 6 jantar. Isaac Azar, sócio-fundador do Paris 6, revela que o primeiro prato foi o de Bruno: “Na sequência, foi a vez de homenagear o cantor Milton Nascimento (escargots à “Milton Nascimento”, R$ 52)”. 

 

O campeão de vendas na casa é o prato que faz homenagem ao músico Chorão: Médaillons à la sauce rôti au risotto de brie à l’huile d’olive truffée à Chorão (R$ 82). 

 

A homenagem ao cantor leva medalhões de filé-mignon regados com molho roti e cogumelos shitake, acompanhados de risoto de brie.

 

Para finalizar, não pode faltar a sobremesa. Os Grand Gateau da casa são famosos e numerosos, no total são 57 sabores, que custam entre R$ 38 e R$ 45.

 

“O Grand Gateau, por si só, já é um grande sucesso. Ele coloca os contrastes em evidência, na junção do gelado do picolé, imerso em chocolate quente e derretido do suflê de chocolate”, afirma Isaac. 

 

No caso do Grand Gateau Chocolat Nutella à Paloma Bernardi (R$ 38), outro contraste gustativo saboroso é acrescentado, entre o doce do chocolate e a acidez dos morangos, com toque de crocância dado pelas avelãs granuladas.

 

A torta de abacaxi com leite Ninho é um dos maiores sucessos da Dom Café (Amanda Fernandes/Divulgação)
A torta de abacaxi com leite Ninho é um dos maiores sucessos da Dom Café
 

Festival das tortas artesanais

Que tal aproveitar o período de chuvas saboreando tortas? A torteria Dom Café tem lojas localizada em dois shoppings da cidade. Além do endereço em ambientes ideais para fugir das chuvas, a casa oferece diferentes sabores de tortas artesanais. Comandada pelo casal Valker Tavares e Amanda Fernandes, a loja funciona desde 2011. 

 

“Todas as tortas são elaboradas por minha esposa, Amanda. O diferencial delas é que são artesanais, sem corantes e sem conservantes. É tudo feito à mão, toda a finalização, cada brigadeiro”, ressalta Valker. Ele afirma que a torteria conta com 23 sabores diferentes no cardápio. 

 

“Uma torta nossa tem de três a quatro quilos, e é vendida inteira, sob encomenda, ou em fatias, nas lojas”, relata o sócio-proprietário. Além disso, é possível encomendar tortas personalizadas. “A torta campeã de vendas é a de abacaxi com leite Ninho”, conta Valker. A iguaria (R$ 12,50, a fatia; R$ 175, a torta inteira, sob encomenda) é preparada com pão de ló, creme de leite Ninho e abacaxi.

 

 

O tradicional beef Wellington ganha versão exclusiva no Abbraccio (Danilo Quadros/Divulgação)
O tradicional beef Wellington ganha versão exclusiva no Abbraccio

 

Clássico italiano moderninho

O Abbraccio Cucina Italiana é uma daquelas casas que arrebataram os brasilienses. Instalada em dois grandes shoppings da capital, o restaurante trabalha com preparos italianos, como o nome entrega. 

 

Para quem vai ao local pela primeira vez, vale conhecer a insalata caesar, com alface-romana, croutons de ciabatta com ervas finas, queijo parmesão e molho caesar. “O molho com um pouco de acidez, que é equilibrado com o queijo parmesão”, pontua o sócio-proprietário Jefferson Nunes de Albuquerque. 

 

Já entre os pratos principais, vale destacar a opção, que fica por tempo limitado no menu, fiIletto alla Wellington (R$ 62,50). “Essa é uma versão casual e bem moderninha do tradicional beef Wellington”, pontua. 

 

No preparo, filé-mignon grelhado temperado com sal e pimenta e mix de temperos da casa, cogumelos salteados na companhia de tomates secos, prosciutto e molho mostarda. A massa, ao contrário do clássico, que envolve a carne, vem em cima e em baixo da carne. 

 

*Estagiária sob a supervisão de Vinicius Nader 

 

Onde comer 

 

Madero

(SCS, Q. 7, Bl. A, Shopping Pátio Brasil; 3041-7005), aberto de segunda a sexta, das 11h45 às 15h, e das 18h às 23h; sábado, das 11h45 às 23h; e domingo, das 11h45 às 22h; (SCN, Q. 6, Conj. A, Shopping ID; 3041-0017), aberto de segunda a quinta, das 11h45 às 15h, e das 18h às 23h; sexta e sábado, das 11h45 à 0h; domingo, das 11h45 às 23h; (SMAS Tc. 1, ParkShopping, Guará; 3046-6746), aberto de segunda a sábado, das 11h45 às 23h; domingo, das 11h45 às 22h30.

 

Pecorino

(210 Sul, Bl. C, lj 38; 3443-8878); de segunda a domingo, de 12h às 15h, e das 19h à 0h. (STN, cj J, lj 104/105, Boulevard Shopping; 3033-8285), aberto de segunda a domingo, das 11h às 22h30. (SMAS, Tc 1, Espaço gourmet, ParkShopping; 3967-1105), aberto de segunda a quinta, das 12h às 23h; sexta e sábado, das 12h à 01h e domingo, das 12h às 21h

 

Abbraccio Cucina Italiana

(SMAS Tc. 1, ParkShopping, Guará; 3361-0249), aberto de segunda a quinta, das 12h às 15h, e das 17h30 às 23h30; sexta e sábado, das 11h30 à 0h; domingo, das 11h30 às 22h. Ou (SHIN, CA 4, Iguatemi Brasília; 3468-4854), aberto de segunda a quinta, das 12h às 15h, e das 17h30 e 23h30; sexta e sábado, das 12h à 0h; domingo, das 12h às 22h.

 

Oven

(AOS 2/8; Terraço Shopping; 3877-6987) e (JK Shopping Tower, QNM 34, AE 1, JK Shopping), aberto de segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, 12h às 22h.

 

Paris 6

(SCN, Q. 6, cj A, Shopping ID; 3037-3437), aberto de segunda a quinta, das 11h à 0h; sexta e sábado, das 11h às 2h; domingo, das 11h à 0h.

 

Torteria Dom Café

(Taguatinga Shopping, 3º Piso, lj 3045; 3562-1956), aberto de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingo, das 12h às 22h. Ou (Conjunto Nacional; piso térreo; 33261860), aberto de segunda a sábado, das 9h às 22h, e domingo, das 12h às 20h.

 

NAU Frutos do Mar

(SCES , tc 2 , cj. 41; 3252-0155), aberto segunda, das 12h às 15h30 e das 19h30 às 22h, de terça a quinta, das 12h às 15h30 e das 19h30 às 23h, sexta e sábado, das 12h à 0h, e domingo, das 12h às 22h.

 

Steak Bull

(SCES, tc 2, cj 35; 3226-8818), aberto diariamente, das 11h30 à 0h.

 

Otro Parrilla

(SCES, tc 2, lt 40; 3345-1348), aberto de segunda a quinta, das 12h às 15h30 e das 19h à 0h, sexta e sábado, das 12h à 0h30, e domingo, das 12h às 18h. 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK