Brasília-DF,
15/OUT/2019

Conversa com especialista: Saiba quais vinhos escolher no período do frio

Sommelier e maître da Trattoria da Rosario, Tiago Pereira, fala um pouco sobre as alternativas no inverno

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Renata Rios Publicação:21/06/2019 06:00
 ( Vinicius Cardoso Vieira/CB/D.A Press)
O inverno chegou e com ele, o frio, que abre as possibilidades do universo gastronômico. A época é marcada por pratos mais gordurosos e pesados, e pede por vinhos que ajudem a esquentar, além de harmonizarem bem com os preparos mais pesados. Para ajudar o leitor a saber em quais vinhos apostar, o sommelier e maître da Trattoria da Rosario, Tiago Pereira, fala um pouco sobre as alternativas.

“Primeiro de tudo, beba vinho”, é nesse tom descontraído e sábio que o especialista começa a falar sobre as bebidas para o frio. Ele complementa que o vinho é uma bebida que “se adapta a todo momento” e que os tintos têm mais facilidade nas baixas temperaturas. Segundo o especialista, para quem não entende muito de vinho, a dica é apostar nos tintos. “Ele tem mais estrutura, mais carga tânica, ele dá a sensação de calor”, explica.

“O vinho branco, além de ter menos tanino e acidez elevada, traz frescor, apesar de alguns rótulos poderem ter mais corpo devido ao processo de amadurecimento do vinho.” Outra combinação boa para o período são os rosés, no caso os mais puxados para o tinto. “São vinhos mais robustos que o branco, quanto mais próximos do tinto maior a carga de tanino também”, explica.

Outra alternativa que atende bem o período são os vinhos fortificados, um exemplo famoso é o Vinho do Porto. “Essa bebida tem teor alcoólico mais alto, pois para interromper o processo de fermentação eles são acrescidos de álcool vinílico”, descreve sobre o processo.

Vale conhecer


Entre alternativas menos conhecidas para o frio está o espumante tinto. Apesar de pouco conhecidos, essa variedade é produzida no Sul, mas também pode ser encontradas na Espanha e em Portugal, por exemplo.

Ainda sobre vinhos pouco conhecidos, vale falar sobre o âmbar, ou vinho laranja. “Esses vinhos são feitos usando técnicas antigas, ele é feito com a casca e os galhos da uva. Ambos acabam ajudando criar uma bebida mais encorpada.” Tiago ainda explica que o âmbar é fermentado em ânforas de barro. “Ele não fica amadeirado, é um vinho que fermenta naturalmente e depois é filtrado. O resultado é uma bebida com aromas de mel e flores, um vinho branco muito rico”, descreve.

Serviço
Trattoria da Rosario 
(SHIS QI 17, ljs. 215/216, Edifício Fashion Park; 3248-1672), aberto de terça a sexta, das 12h às 15h; e das 19h30 à 0h; sábado, das 12h às 16h; e das 19h30 à 0h; e domingo, das 12h às 17h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK