Brasília-DF,
21/SET/2019

Entenda sobre os processos que o leite passa antes de chegar aos mercados

A engenheira de alimentos Bruna Souza explica as técnicas por trás do ingrediente

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Renata Rios Publicação:30/08/2019 06:01
Com produção de 30 mil litros de leite por dia, Palma se destaca no mercado de laticínios no Centro-Oeste (Uirá Godoy/Divulgação)
Com produção de 30 mil litros de leite por dia, Palma se destaca no mercado de laticínios no Centro-Oeste
 
O leite é um item comum no dia a dia, seja na forma líquida e pura seja em algum dos derivados desse tão rico insumo. Mas, o que sabemos sobre esse produto da hora que ele é ordenhado da vaca até a hora que ele vira um dos derivados? Esta semana, o Divirta-se Mais convidou Bruna Souza, consultora da Laticínios Palma e proprietária da empresa Qualifoods Consultoria. Formada em engenharia de alimentos, ela fala um pouco sobre os processos que o leite passa antes de chegar às prateleiras do mercado.

O primeiro passo para se entender um pouco mais sobre o leite é entender que a espécie do animal influencia, e muito, no leite que será produzido. No caso das vacas, a raça também é um fator determinante. “Algumas raças têm mais proteínas, outras mais lactose, algumas produzem mais e outras têm mais gordura”, informa a especialista.

“No Laticínios Palma, usamos uma mistura da raça Gir com o da Holandesa. A Gir é mais resistente ao calor e se alimenta de pasto, o que resulta em um leite rico em proteínas e gordura. Já a Holandesa, apesar de mais frágil ao calor e de ter o leite com menos sólidos, produz mais”, explica Bruna sobre a escolha das raças.

Outro cuidado inicial é a pasteurização ou a esterilização, processos feitos para matar os micro-organismos presentes no leite. “Esse processo altera um pouco o sabor do leite, isso ocorre porque ele elimina diversas bactérias, que mudam o sabor da bebida”, explica Bruna.

Sobre a pasteurização, ela informa que o leite é aquecido entre 72º C e 75º C por um tempo de 15 a 20 segundos. “Esse é o leite vendido em saquinho ou garrafinha, os das caixinhas são esterilizados”, informa. Já sobre a bebida que é esterilizada, Bruna explica que a temperatura é mais alta — 130º C a 150º C — e o tempo é menor — 2 a 4 segundos. “Esse é o processo para o leite em caixinha, por ser estéril, ele faz com que a bebida dure mais tempo, cerca de 4 meses em temperatura ambiente”, esclarece.

Tipos de leite

Entre os leites encontrados, integral, semidesnatado e desnatado são informações presentes no rótulo. Cada um desses leites tem uma porcentagem de gordura. O desnatado tem menos que 0,5% de teor de gordura; o semidesnatado passa para entre 0,6% e 2,9%; e o integral tem valores superiores a 3%. “Se a ideia é fazer uma dieta, o leite desnatado é o indicado, mas para cozinhar ou até pelo sabor, indico o integral”, sugere.

Serviço
Laticínios Palma 

(www.agropecuariapalma.com.br), encontrados em supermercados e redes em diversos pontos do Distrito Federal e Entorno.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK