Brasília-DF,
20/NOV/2019

Baco Pizzaria comemora 20 anos com pizzas que homenageiam personalidades da capital

Francisco Ansiliero, Rosario Tessier, José Luiz Paixão, Liana Sabo e Léo Hamu são os homenageados no cardápio da pizzaria

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Renata Rios Publicação:08/11/2019 06:00
Rosario Tessier ao centro, com Francisco Ansiliero, Gil Guimarães, José Luiz Paixão e Léo Hamú (da esquerda para a direita) (Ed Alves/CB/D.A Press)
Rosario Tessier ao centro, com Francisco Ansiliero, Gil Guimarães, José Luiz Paixão e Léo Hamú (da esquerda para a direita)

Em 3 de junho de 1999, o chef Gil Guimarães abria uma pequena pizzaria no Lago Norte, mais precisamente no Quituart nascia a Baco Pizzaria. Duas décadas se passaram, e o local ficou pequeno, a pizza conquistava cada vez mais clientes. Atualmente, são duas unidades, na Asa Norte e Asa Sul, e estima-se que, ao todo, sejam atendidas mais de 8 mil pessoas por mês nas duas casa. Agora, para fechar as comemorações, o chef convida cinco grandes nomes da gastronomia brasiliense para fazerem criações no menu.

“Cada um montou sua pizza. Eu dei sugestões e montei, mas as criações são deles”, conta, alegre, Gil Guimarães. Os escolhidos para a homenagem foram: Francisco Ansiliero, fundador da rede Dom Francisco; José Luiz Paixão, do Balcony 412, gastrônomo e autor de livros; Léo Hamú, produtor artesanal; Rosario Tessier, da Trattoria Da Rosario e Liana Sabo, colunista do Correio Braziliense.

Com tantos motivos para comemorar, este ano está repleto de festividades na Baco. “Começamos com o lançamento da Baco Sesion IPA, da Hop Capital, uma cerveja leve”, diz Gil Guimarães. Na sequência, ele chamou quatro chefs, e amigos, para criarem sabores para a pizzaria. Alex Atala, Mara Alcamim, Rodrigo Oliveira e Marcos Livi abraçaram a missão e criaram redondas com sabores que trazem um pouco dos convidados. “Agora é a hora de encerrar, e queria homenagear os chefs da cidade. São pessoas que me influenciaram e ajudaram ao longo desse tempo”, complementa e informa que os cinco sabores criados ficam no menu até o dia 18 deste mês.

A casa da Vera Napolitana

Entre os motivos de orgulho, o Selo STG da AVPN, Associação da Vera Pizza Napoletana, foi um marco em 2012, data em que a casa recebeu o selo garantindo autenticidade à já famosa Pizza Napoletana. “O que mudou a história da Baco, na minha opinião, foi a Pizza Napoletana”, declara Gil, orgulhoso do produto oferecido para a clientela e com qualidade certificada. “O mais importante é ter credibilidade e, para isso, é preciso falar a verdade e respeitar o cliente”, afirma.

Bons produtos são outro ponto fundamental. Para garantir essa qualidade, Gil procura trabalhar com produtores locais e acredita que o cenário está melhorando. “Hoje, a gastronomia moderna é usar as técnicas de cozinha com produtos locais. Cada vez mais, procurar usar o que está do lado e, assim, incentivar o produtor local. Segundo o chef, a expectativa é que os produtos melhores cada vez mais: “Acredito que em breve teremos ótimas farinhas nacionais, por exemplo”.

Novidades a caminho

Misterioso, o chef se mostra cheio de projetos e longe de se acomodar. Para o ano que vem, Gil promete uma produção audiovisual sobre a Baco Pizzaria. “Estamos preparando um documentário. Nele, terá a história da Baco, como fazemos as coisas, nossa ligação com os produtores artesanais”, revela.

Menu especial

Confira as pizzas criadas para o aniversário de 20 anos da Baco Pizzaria.

Liana Sabo, jornalista do Correio Braziliense
Queijo de cabra Chic, presunto cozido artesanal Graumas, tomatinhos e crispy de alho-poró R$ 78

José Luiz Paixão, do Balcony 412
Carne louca do Balcony 412, muçarela de búfala Campania, queijo coalho Xique Xique e tomatinhos R$ 78

Léo Hamu, produtor artesanal
Copa lombo artesanal, abobrinha confitada (Léo Hamú) e muçarela de búfala Campania R$ 78

Rosario Tessier, da Trattoria da Rosario
Gorgonzola italiano picante, camarões grelhados, alho-poró, tomatinhos e muçarela de búfala Campania, R$ 81

Francisco Ansiliero, do Dom Francisco
Carne de lata (Léo Hamu), queijo meia cura do cerrado, buriti crocante e seralha, R$ 78

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK