Brasília-DF,
31/OUT/2020

Confira opções de restaurantes para celebrar o Dia da Gula neste domingo

Para celebrar o Dia da Gula, neste domingo, o Divirta-se Mais selecionou locais com preparos que agradam aos mais gulosos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
João Paulo Zanatto* Melissa Duarte* Publicação:24/01/2020 06:01Atualização:23/01/2020 20:20
Um dos sete pecados capitais, a gula tem uma data só para ela: é celebrada em 26 de janeiro. Apesar de ser considerada pecado no cristianismo e estar associada ao egoísmo, nem todas as religiões e culturas a consideram algo ruim. Afinal, o que tem de mal em, às vezes, comer um pouco além da conta? O Divirta-se Mais selecionou algumas casas com deliciosos pratos que despertam o desejo insaciável da gula na clientela.

Doces costumam ser os queridinhos dos gulosos. Quem é que resiste a uma boa e bela sobremesa? Na Carolices, você pode apreciar diversos preparos deliciosos para suprir a vontade de doces. Entre as opções, brownies e tortas, que são feitos para comer não só com a boca, mas também com os olhos, podem ser encontrados no local.

Na Fratello Uno, quem comanda são as pizzas, queridinhas em todo o planeta. Com elas, é possível unir diversos sabores, do doce ao salgado. É difícil resistir às tradicionais pizzas de calabresa, marguerita e portuguesa. Mas há espaço também para quem busca sabores especiais, como a de shimeji e camarões trufados.

Diretamente da cultura norte-americana, o frango frito no pote é a cara do exagero. No Brazilian Fried Chicken (BFC), você encontra a iguaria, adaptada ao gostinho brasileiro para agradar ao paladar dos clientes. Quem vai ao estabelecimento pode se esbaldar com tiras de peito de frango empanadas, coxinhas e asas.

*Estagiários sob supervisão de Igor Silveira

Confira a gula de cada um dos entrevistados na matéria! (CB/D.A Press)
Confira a gula de cada um dos entrevistados na matéria!

Em dobro!


Além de poder criar e montar o próprio hambúrguer (R$ 34), os comensais poderão dobrar um dos ingredientes n’O Concorrente, exceto blend, para comemorar a data neste domingo. Você pode escolher entre pão brioche, parmesão ou italiano, a clientela poderá dobrar queijo (prato, muçarela, cheddar ou gorgonzola), cebola (caramelizada, crispy, grelhada ou roxa) ou acompanhamentos (alface, bacon crispy, tomate, picles ou rúcula).

“O legal é personalizar. Quem vai direcionar a montagem é o cliente. Então, se ele tem intolerância à lactose, a gente pode colocar um pão australiano”, ressalta o gerente André Hallane. Há também opção vegetariana: no lugar do blend de carne vermelha, a casa usa o de grão-de-bico com parmesão. Para saciar o apetite, o hambúrguer montado vem na opção de combo (R$ 45), com batata — que tem pasta de alho como toque especial — e refrigerante.

“A nossa proposta é que, independentemente da escolha do cliente, a execução seja bem-feita. Isso é muito importante”, destaca. Para a sobremesa, também há opções gulosas! Que tal um shake? Com sorvete de tres leches, o de caramelo com paçoca (R$ 20, 450ml) é o queridinho dos clientes, enquanto o de chocolate belga (R$ 18, 450ml) conquista de vez os chocólatras.

O hambúrguer montado é o carro-chefe d'O Concorrente (Thiago Melo/Divulgação)
O hambúrguer montado é o carro-chefe d'O Concorrente

Bem servido!


Carnes vermelhas, suínas e de cordeiro, frango, sushi, sashimi, frutos do mar, bacalhau, salmão e saladas. Na Churrascaria Potência do Sul, não faltam opções no rodízio, com bufê incluso (R$ 119, no almoço; R$ 79,90, no jantar): ao todo, são 60 — 20 só de carne bovina. “Todas as nossas carnes vermelhas têm o corte angus por causa da maciez e da suculência”, ressalta o gerente Elisandro Wolfart.

O tempero da carne é simples — apenas sal —, mas o que faz diferença, segundo o profissional, são a variedade e a boa qualidade dos produtos, além do atendimento e da localização. Entre os carros-chefe, Wolfart destaca costela premium, paleta de cordeiro, picanha, alcatra e fraldinha. A churrascaria conta com adega de vinhos (de R$ 65 a R$ 900): para harmonizar com carnes, a indicação dele é um vinho Cabernet Sauvignon e, com frutos do mar, um rótulo de branco ou de espumante.

Seja para um almoço em família, seja para um jantar de negócio, a ideia é que nenhum comensal fique de fora. Por isso, ir além do tradicional churrasco foi uma alternativa “para atender a todos os gostos e clientes que querem pratos mais leves”. Entre esses, o gerente ainda revela que “sushi e sashimi são os mais pedidos”. Para os vegetarianos ou quem não quiser carne vermelha, a casa faz um preço diferenciado apenas para o bufê (R$ 79,90).

O rodízio da Churrascaria Potência do Sul vai além do tradicional churrasco (Bruno Peres/CB/D.A Press)
O rodízio da Churrascaria Potência do Sul vai além do tradicional churrasco

Aclamada massa!


Adorada nos diversos pontos do planeta, a pizza é um dos preparos mais famosos e que agradam a quase todos. Na Fratello Uno, elas são o carro-chefe do estabelecimento, onde a clientela pode aproveitar o melhor do preparo tipicamente italiano.

“Nós temos diversos sabores de pizzas, mas as que mais saem mesmo são as tradicionais, como calabresa e portuguesa. Mas também temos pizzas novas, que têm tido uma ótima procura, como queijo brie, por exemplo”, ressalta João Pedro Couto, um dos proprietários do estabelecimento.

As pizzas acabam agradando de forma abrangente, afinal, é possível variar entre diversos sabores, entre doces e salgadas. As pizzas tradicionais, como as de calabresa e a portuguesa, saem por R$ 71 a pizza grande. Entre os destaques das pizzas especiais está a citada por João Pedro, a Brie com Parma (R$ 82, a grande), pizza com queijo tipo brie e fatias de presunto de Parma.

A tradicional pizza de calabresa é uma das queridinhas dos clientes da Fratello Uno (Marri Nogueira/Divulgação)
A tradicional pizza de calabresa é uma das queridinhas dos clientes da Fratello Uno

Sabor oriental


No Roji, os olhares e desejos se voltam à deliciosa iguaria japonesa, o sushi. “Eu vejo que as pessoas têm consumido bastante, estão indo mais de uma vez por semana ao restaurante”, aponta o chef Bruno Kamakura. O profissional também ressalta que, cada vez mais, as crianças estão despertando o desejo por sushis e aderindo à culinária japonesa. “Até por causa da brinquedoteca que temos na casa, muitas famílias vêm. Crianças de 2 anos estão começando a apreciar o peixe cru, o salmão mais fininho. Isso eu reparo muito.”

O Roji conta com pratos executivos na hora do almoço, como um combinado com seis peças de sushi e seis de sashimi (R$ 49; R$ 59, com entrada). “O que tem despertado gula nas pessoas são os sushis trufados”, assinala o chef. Entre esses, o destaque vai para o salmão trufado (R$ 28) e o polvo trufado (R$ 32).

Em alta, poucos conseguem resistir a um bom sushi (Paulo Anderson Souza/Divulgação)
Em alta, poucos conseguem resistir a um bom sushi

Um franguinho exagerado!


Muito visto nos filmes estadunidenses, o frango frito é sempre apresentado de uma maneira exagerada em grandes baldes. Nessa levada do frango frito, o Brazilian Fried Chicken (BFC) trouxe um pouco dessa cultura norte-americana, mas adaptada ao gostinho brasileiro.

“O frango frito sempre foi associado a muita comida. A gente tenta trazer essa questão da fritura com um paladar mais brasileiro: nós fizemos uma experiência que era vender o frango inteiro, cortado em partes empanadas, aí vinha sobrecoxa, aquele peito bem grande. Só que não vingou, porque acho que o brasileiro não tem esse costume de pegar algo muito grande, com a mão, e ficar mastigando igual ao americano. Então, simplificamos para pequenos pedaços, como coxinha do frango, tiras de peito, algo que caia mais no paladar brasileiro”, ressalta o sócio Igor Campos.

Quem vai ao BFC pode se deliciar com o BFChicken (R$ 39,90, o combo médio; R$ 28,90, a porção média; R$ 74,90, o combo grande; R$ 52,90, a porção grande), com tiras de peito empanadas, e também com o BFClassic (R$ 40,90, o combo médio; R$ 29,90, a porção média; R$ 75,90, o combo grande;R$ 53,90, a porção grande), com coxinhas de asas empanadas.

O frango frito desperta a gula da clientela no BFC (BFC/Divulgação)
O frango frito desperta a gula da clientela no BFC

Paixão brasileira


Um dos preparos mais famosos do Brasil, a coxinha é um dos salgadinhos mais queridos do país. O preparo de origem paulista conquistou e se tornou paixão nacional. No Bendita Coxinha, em Brazlândia, o salgadinho é o carro-chefe, que vai da tradicional com recheio de frango aos mais inusitados, como a coxinha de feijoada.

“A coxinha é o salgado preferido do brasileiro. Nós, então, queríamos trazer uma ideia nova, com recheios diferentes, como a de feijoada, de camarão e churros, por exemplo. A aceitação tem sido bem bacana”, conta a proprietária Cheila Duarte.

Os clientes podem se deliciar com as Benditas Coxinhas (R$ 4), com recheios especiais, como a de feijoada, estrogonofe, camarão, brigadeiro, entre outros. A casa também trabalha com copos de salgadinhos com o tradicional recheio de coxinha, além de risoles, quibes e outras opções de salgados, disponíveis em três tamanhos: mini (R$ 2, copo de 200ml), big (R$ 3, copo de 300ml) e mega (R$ 5, copo de 500ml). “Quando é só coxinha no copo, a gente consegue colocar entre oito e nove coxinhas no mini; no big, entre 12 e 13; e no mega, entre 18 e 19 coxinhas. Mas, como às vezes o pessoal pede misto e os salgados tem formatos e gramaturas diferentes, aí não dá para precisar quantos cabem nos copos”, aponta Cheila.

No Bendita Coxinha, é possível encontrar o famoso salgadinho recheado com diversos sabores (Cheila Duarte/Divulgação)
No Bendita Coxinha, é possível encontrar o famoso salgadinho recheado com diversos sabores
  
As tortas são as mais pedidas na Quero Sempre Doce (Renato Gentil/Divulgação)
As tortas são as mais pedidas na Quero Sempre Doce

Para adoçar


Na confeitaria Quero Sempre Doce, do casal Adriana e Renato Gentil, os comensais podem escolher entre uma variedade de tortas, smoothies e milkshakes. Entre os carros-chefe da casa, estão a torta banoffee (R$ 78,90, o quilo; R$ 18, o pedaço) — de banana com mousse de doce de leite —, o cheesecake de frutas vermelhas (de R$ 85,90 a R$ 98,90, o quilo; R$ 15,90, o pedaço) e o clássico bolo Red Velvet (de R$ 72 a R$ 77, o quilo; R$ 18, o pedaço).

“Além de serem bonitas, têm sabor equilibrado para que o cliente possa sentir cada ingrediente”, conta o sócio. A novidade da confeitaria neste mês são os milkshakes (de R$ 19,90 a R$ 21,90, 485 ml), inspirados nos sabores das tortas. Quem desejar uma opção mais saudável pode pedir um smoothie (de R$ 9,90 a R$ 11,90, 350 ml), sem adição de açúcar e zero lactose.

A loja foi inaugurada em novembro de 2018, mas Adriana fazia encomendas para festas há cinco anos. Com o aumento da demanda, ficou inviável continuar a confeitar em casa. Até abril, a casa também deve contar com café-da-manhã, chá da tarde e tortas à pronta-entrega — atualmente, só por encomenda. O administrador garante que a confeitaria trabalha com rigoroso padrão de qualidade em relação a ingredientes e marcas. “A gente não muda. Se o cliente for à loja hoje e voltar em dois meses, vai encontrar o mesmo produto”, finaliza.
 
 
A cada dois pratos de proteína, o cliente ganha uma Taça Blend Sweet (Rafael Lobo/Divulgação)
A cada dois pratos de proteína, o cliente ganha uma Taça Blend Sweet

Sorvete de brinde!


O Blend Boucherie tem promoção para todos os paladares neste Dia da Gula. Na compra de dois combos de hambúrguer, o segundo sai pela metade do preço (R$ 45, o primeiro; R$ 22,50, o segundo). Entre as opções, o destaque vai para o gourmet Blend Burger, montado em pão de sal. “Além da gramatura mais alta (220g de blend moído de angus), o pão (12cm) também é maior”, compara o chef Marcello Lopes. “O queijo gruyère é derramado como uma espécie de fondue”, completa.

Aos comensais que preferirem adoçar a data, a tradicional casa de carnes brasiliense oferece uma Taça Blend Sweet (R$ 28) a cada dois pratos de proteína. “É chamativo, um sorvete de gula mesmo”, descreve o proprietário. Finalizado com paçoca de Negresco, Marcello diz que os diferenciais desse sorvete são o creme de macadâmia e o praliné de pistache, macadâmia e castanha.

Filé com crosta de macadâmia (R$ 78,90), bife ancho (R$ 78,90), pescada amarela com calda de pêra caramelizada (R$ 77,90) são algumas das opções para essa promoção. Além deles, o hambúrguer de três cogumelos (R$ 65,90) também está dentro! Vegano, é levado ao forno com molho de tomate e gratinado com muçarela de búfala.
 
 
O CrocsCaramel é uma das novidades de 2020 na Carolices (Carol Santos/Divulgação)
O CrocsCaramel é uma das novidades de 2020 na Carolices

Deliciosas sobremesas!


Quando se fala em gula, é difícil não associar a algum doce. Na Carolices, os gulosos têm um cantinho especial para curtir deliciosas sobremesas, como brownies, tortas e docinhos.

“A gente procura fazer umas sobremesas bem legais. São de comer com os olhos, que despertam a gula”, aponta a chef e proprietária Carol Santos.

O ano de 2020 já começa com duas novidades no estabelecimento: o MallowBrownie (R$ 8,50) — mistura de brownie, nutella e marshmallow — e o CrocsCaramel (R$ 14,90), sobremesa com ganache de chocolate, brownie recheado de chocolate meio amargo, bola de sorvete, calda de caramelo artesanal e um crocante de castanha. “As pessoas são gulosas com doce porque gostam de ver um doce bonito e isso desperta vontade”, ressalta Carol.
 
 
 
 
 
 
 
 

Onde comer


» Bendita Coxinha (Q. 1, lt. 76, lj. 1, Setor Norte, Brazlândia; 98209-3785), aberto de segunda a sábado, das 8h às 19h.

» Blend Boucherie (412 Norte, Bl. B; 3544-7444), aberto de terça a quinta das 12h às 15h e das 18h30 às 23h; sexta e sábado, das 12h às 16h e das 18h30 à 0h; e domingo, das 12h às 16h e das 18h30 às 23h.

» Brazilian Fried Chicken (110 Norte, Bl. B, Loja 62; 3036-1100), aberto diariamente, das 11h às 23h30.

» Carolices (708/709 Norte; 3485-0835), aberto de segunda a sexta, das 11h às 19h; e sábado, das 10h30 às 18h.

» Churrascaria Potência do Sul (Setor Hípico, área especial 21, em frente ao Park Shopping; 3361- 6761), aberto de segunda a sábado, das 11h30 às 15h30 e das 18h às 23h; e domingo, das 11h30 às 16h.

» Fratello Uno (103 Sul; 3321-3213; e 109 Norte; 3447-3360), aberto de segunda a quinta, das 18h à 0h; sexta e sábado, das 18h30 à 0h30; e domingo, das 18h à 0h.

» O Concorrente (409 Norte, Bl. B, lj. 1; 99674-7272), aberto segunda, das 17h15 às 23h45; e de terça a domingo, das 12h às 23h45.
 
» Quero Sempre Doce (R. 33 Sul, lt. 5, lj. 17, Ed. Le Club, Águas Claras; 3551-0335), aberto de segunda a sexta, das 14h às 21h; sábado, 12h às 21h; e domingo, das 13h às 19h. 
 
» Roji Restaurante (408 Sul, Bl. B, lj. 7; 3546-8883), aberto de terça a sexta, das 11h30 às 15h e das 19h à 0h; sábado, das 11h30 à 0h; domingo, das 11h30 à 17h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK