Brasília-DF,
27/MAI/2020

Chef Ticiana Werner valoriza o vinho nacional

Proprietária de restaurante que leva o próprio nome enaltece a versatilidade e a qualidade do vinho brasileiro

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Melissa Duarte* Publicação:31/01/2020 06:07Atualização:30/01/2020 21:09
Na casa, a chef Ticiana Werner aposta em um farto bufê de antepasto com opções que combinam bem com vinhos
Na casa, a chef Ticiana Werner aposta em um farto bufê de antepasto com opções que combinam bem com vinhos
A chef Ticiana Werner, proprietária do restaurante que leva seu nome, é uma entusiasta dos vinhos nacionais. "A gente tem que valorizar o produto brasileiro", destaca a chef, citando que países como Argentina, Chile e Itália fazem isso com os próprios rótulos. Além disso, ela destaca o custo-benefício das bebidas — que, sem deixar a desejar na qualidade, são mais acessíveis ao bolso: a partir de R$ 49. "Eu tenho acompanhado a evolução do vinho nacional e como os vinhos do Sul vêm crescendo nos últimos 10 anos. A gente é muito forte na questão de espumante, mas o tinto tem crescido também", continua.

Natural de Cruz Alta (RS), a chef do Ticiana Werner Restaurante & Empório conhece diretamente os donos das vinícolas — pequenas, boutiques e voltadas para o turismo — que traz para o estabelecimento e busca proporcionar novas experiências por meio dessas garrafas. "A gente busca mostrar que, no Brasil, pela diversidade de climas e de altitude, o cliente pode tomar um vinho branco ou tinto, muitas vezes da mesma uva", ressalta.

As novas garrafas caem bem com os pratos da casa. O vinho tinto Valmarino Shiraz (R$ 112) harmoniza com o medalhão com ervas (R$ 62), de filé-mignon com presunto parma crocante, acompanhado de risoto de tomate seco e muçarela de búfala e rúcula. O espumante Casa Valduga 130 Blanc de Noir (R$ 168) combina com o robalo ao molho de camarão (R$ 64), com risoto de queijo brie com castanha-do-brasil.

Outra opção é o bufê de antepastos (R$ 46), servido no jantar de segunda a sábado, que vai bem com o espumante Valmarino Brut Rosé (R$ 89). "Eu vejo que sempre existe uma parte de preconceito perante nós, brasileiros, de dizer: 'Vinho nacional é caro, é ruim'. Então, eu acho que é um compromisso nosso, como restaurante, trabalhar e mostrar que o Brasil produz bons vinhos", finaliza.

*Estagiária sob supervisão de Igor Silveira. 

Serviço
Ticiana Werner Restaurante & Empório (201 Sul, Bl. C, lj. 11; 3226-9947), aberto de segunda a sábado, das 11h30 à 0h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK