Brasília-DF,
24/SET/2017

Sequência de Planeta dos macacos traz novos conflitos entre símios e humanos

O filme desembarca no Brasil semana que vem e já bateu recorde de bilheteria nos EUA

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Lucas Lavoyer - Especial para o Correio Publicação:17/07/2014 08:07Atualização:17/07/2014 10:13
 (Fox Filmes/Divulgação)
O embate entre símios organizados e substancialmente inteligentes à procura de independência e humanos frágeis e comuns, pensado a partir de um romance francês de Pierre Boulle, retorna às telonas na próxima quinta-feira, 24 de julho. A sequência O planeta dos macacos — O confronto dá continuidade à história dirigida por Rupert Wyatt e iniciada em 2011 que retratou a origem do clássico exibido na década de 1960. Nos Estados Unidos, o lançamento desbancou Transformers 4 e alcançou o topo das bilheterias norte-americanas — o longa-metragem acumulou US$ 73 milhões em apenas três dias.

A trama se desenrola 10 anos após o desfecho de O planeta dos macacos — A origem. César, interpretado por Andy Serkis, lidera uma sociedade de primatas geneticamente evoluídos, que começa a manter domínio sobre a raça humana, combalida e pulverizada por um vírus que se alastrou rapidamente e quase a extinguiu por completo. Os poucos sobreviventes mantêm uma trégua com os macacos e se unem numa comunidade instalada no centro de uma metrópole em ruínas, devastada pela ação do tempo e pelas incidências virais.

Confira o trailer do filme



Sem recursos, após uma represa entupir e interromper o fornecimento de energia elétrica dos humanos, parte deles, incentivada por Dreyfus (Gary Oldman), decide romper a paz acordada e adentrar o território dos símios, na tentativa de restaurar a estrutura danificada e captar fontes de energia. Nisso, diante da guerra iminente entre as raças, Malcolm (Jason Clarke), homem que, anteriormente, conquista a confiança do primata César, tenta impedir o início da catástrofe sanguinolenta e preservar a existência dos seres humanos.

Trama e produção

Inicialmente, O planeta dos macacos — O confronto, orçado em US$ 170 milhões, seria dirigido por Rupert Wyatt, responsável pelo primeiro capítulo dessa sequência. No entanto, o cineasta desistiu de assumir a função, após discordar do projeto que havia sido decretado pelo estúdio 20th Century Fox. Os patrões insistiram que o longa precisava ser lançado no verão norte-americano de 2014, mas Wyatt alegou que não havia tempo hábil para fazê-lo da maneira que desejava e, assim, deixou-o nas mãos de Matt Reeves (Cloverfield — Monstro e Deixe-me entrar).

Andy Serkis simula conversa entre César e o Golum, de Senhor dos anéis



A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES