Brasília-DF,
27/MAI/2017

A Bela e a Fera, de Christophe Gans, revive história de conto infantil

O longa recria decisão de Bela, filha de um comerciante que se oferece para pagar uma penitência e salvar a vida do pai

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:26/09/2014 06:10Atualização:25/09/2014 13:17
Nova versão de A Bela e a Fera traz Vincent Cassel como o monstro ( California Filmes/Divulgação)
Nova versão de A Bela e a Fera traz Vincent Cassel como o monstro

Em mais uma adaptação, o conto infantil A Bela e a Fera desembarca em território francês, com direção de Christophe Gans. O longa revive a história da filha de um comerciante que se oferece para pagar uma penitência e salvar a vida do pai. Ele havia roubado uma rosa do jardim de um certo palácio para a presentear e, por isso, foi amaldiçoado pelo proprietário.

Esse, um monstro vivido por Vincent Cassel, condena o pai de Bela à morte, mas aceita que a menina vá viver no castelo e lhe faça companhia em todos os jantares, em troca da vida de seu pai.

Ao chegar, a jovem camponesa descobre um lugar repleto de magia e luxo, além de se aproximar cada vez mais da temida Fera. Aos poucos, ela desvenda o passado do monstro, que, na verdade, é um homem amaldiçoado que revive a própria triste história todas as noites em seus sonhos. Na versão dublada, a heroína ganha a voz da atriz Paolla Oliveira.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES