Brasília-DF,
27/MAI/2017

Conto de Guimarães Rosa ganha nova versão cinematográfica

"A hora e a vez de Augusto Matraga" conta a história de um fazendeiro mulherengo em busca de redenção

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:25/09/2015 07:00Atualização:24/09/2015 14:52

 Elenco é um dos trunfos de A hora e a vez de Augusto Matraga (Divulgação)
Elenco é um dos trunfos de A hora e a vez de Augusto Matraga

 

Guimarães rosa era um grande contador de histórias. Disso não há a menor dúvida. Por isso, é comum que livros e contos do mestre acabem nas telonas, pelas mãos de cineastas encantados pela sua obra. Pela segunda vez (a primeira foi em 1965), A hora e a vez de Augusto Matraga faz essa transição das prateleiras para as telonas.

 

O diretor Vinícius Coimbra assina nova versão da história do fazendeiro mulherengo que jura vingança contra o rival, que roubou a mulher dele e mandou capangas o espancarem até a morte. Augusto é socorrido por outras pessoas, sobrevive e, cinco anos depois, reaparece, agora temente a Deus. A partir dessa trama, Guimarães discute valores como honra, arrependimento e humildade.

 

O longa de estreia de Vinicius Coimbra chama a atenção também pelo elenco que reúne João Miguel, Vanessa Gerbelli e ainda mata as saudades de dois grandes atores: José Wilker e Chico Anysio, ambos premiados no Festival do Rio de 2011. O drama ainda levou outros três troféus Redentor: filme (nos júris popular e oficial) e ator (João Miguel).

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES