Brasília-DF,
21/SET/2021

No Feijão Verde, o feijão-de-corda marca presença há mais de 15 anos; confira

O feijão é refogado com cebola, sal, manteiga de garrafa e finalizado com coentro e cebolinha e é servido como acompanhamento há 26 anos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Sara Campos - Especial para o Correio Rebeca Oliveira Mariana Vieira Publicação:17/10/2014 06:05Atualização:16/10/2014 13:47
Feijão-de-corda e carne de sol: casamento perfeito
 (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Feijão-de-corda e carne de sol: casamento perfeito
O feijão-de-corda, ingrediente fundamental da cozinha sertaneja, marca presença há mais de 15 anos no restaurante Feijão Verde, dedicado à cozinha regional nordestina. O coxão mole se transforma em carne de sol em um processo que leva dois dias com a supervisão do cearense Vicente Marques. A carne chega à mesa com paçoca, mandioca frita ou cozida, arroz, queijo-manteiga, vinagre e o feijão-de-corda (R$ 75, serve até quatro pessoas).

"Antigamente trabalhávamos com feijão-verde, mas como ele é muito sazonal, tínhamos problemas em mantê-lo. O feijão-de-corda garante a produção o ano inteiro e combina com a carne de sol", afirma o gerente Bruno Machado, que calcula que a casa utiliza até 20 kg da leguminosa ao mês.

O feijão é refogado com cebola, sal, manteiga de garrafa e finalizado com coentro e cebolinha e é servido como acompanhamento há 26 anos. A quantidade de fibras encontradas no alimento torna sua digestão mais fácil e garante equilíbrio com o sabor acentuado da carne de sol.

Feijão Verde
(714 Norte, Bloco G, lojas 61/63; telefone 3273-6899), aberto de segunda a sexta, das 11h30 às 16h; e sábado e domingo, das 11h30 às 17h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK