Brasília-DF,
18/SET/2021

Chef do restaurante Bartolomeu revela o segredo da receita arroz de pato; confira

O menu degustação é composto por mesa de antepastos e saladas e versões reduzidas de receitas como leitão à pururuca, galeto, cordeiro e outros assados

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Sara Campos - Especial para o Correio Mariana Vieira Rebeca Oliveira Publicação:14/11/2014 06:08
Arroz de pato do restaurante Bartolomeu: porção serve até 4 pessoas (Gilberto Alves/CB/D.A Press)
Arroz de pato do restaurante Bartolomeu: porção serve até 4 pessoas
O segredo do arroz de pato (R$ 120 - para três pessoas) servido no restaurante Bartolomeu está no tempero. O chef Almir Campos explica que, para que saia tudo como o esperado, a ave tem que cozinhar por pelo menos oito horas antes de ser desfiado.

O prato é uma das opções à la carte da casa, que há seis meses também oferece o menu degustação (R$ 68 de terça a sexta e R$ 88 nos fins de semana), composto por mesa de antepastos e saladas e versões reduzidas de receitas como leitão à pururuca, galeto, cordeiro e outros assados.

Como a matriz goiana, a unidade de Brasília reserva boa parte de seu espaço para vinhos: são mais de 400 rótulos disponíveis. Luciano Alves, sommelier da casa, orienta na escolha da bebida que melhor pode acompanhar o arroz de pato: "É preciso que seja um vinho com estrutura e corpo, e que se mantenha no palato até o fim da refeição". O português Quinta do Vallado 2010, um monovarietal de turiga nacional, sai por R$ 142. Outra sugestão é o chileno Santa Ema Reserva Merlot 2009, por R$ 82.

Bartolomeu
(409 Sul, Bloco C, loja 32; telefone 3442-1169), aberto de terça a sexta, das 12h às 15h, e das 17h a 0h; sábado, das 12h à 0h; e domingo, das 12h às 16h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK