Brasília-DF,
12/NOV/2018

Pimenta ganha ênfase no preparo de pratos tradicionais do cardápio do Fred

O prato, que leva filé-mignon, bacon, pimentão, champignon, molho inglês, molho rôti e páprica é o carro-chefe da casa

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Renata Rios Publicação:27/02/2015 06:04
Picadinho de filé do Fred já é patrimônio da gastronomia da capital (	Bruno Peres/CB/D.A Press)
Picadinho de filé do Fred já é patrimônio da gastronomia da capital
Composta por pimentões e pimentas moídos, a páprica traz um toque de sabor e é bom substituto, de forma mais suave, para a pimenta. O tradicional picadinho do Fred (R$ 89), servido desde a abertura do restaurante, em 1992, é um exemplo de como usar a páprica-picante para temperar carnes.

O prato, que leva filé-mignon, bacon, pimentão, champignon, molho inglês, molho rôti e páprica é o carro-chefe da casa. "A páprica dá um sabor especial ao prato, usamos a variedade picante, que dá um leve ardor ao picadinho", comenta Salmeron Sousa, gerente da casa. O prato é para dois, com direito a repeteco, e acompanha arroz, farofa de pão, banana à milanesa e ovos pochê. “Servimos também picadinho de frango (R$ 64) e de carne suína (R$ 81), mas o de filé é o mais vendido”, complementa Salmeron.

Você sabia?

Os espanhóis foram os primeiros a secar os pimentões que encontraram nas Américas e levaram para a Europa. Atualmente, as pápricas espanholas e as húngaras são as mais apreciadas no mundo. No Brasil, existem apenas dois tipos de variedades de páprica: a doce e a picante.

Fred
(405 Sul, Bloco B, loja 10; telefone 3443 1450), aberto segunda, das 12h às 15h; terça a sábado, das 12h às 15h, e das 19h à 0h; e domingo, das 12h às 15h.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK