Brasília-DF,
20/JUL/2018

Favas Contadas: colunista comenta a trajetória do grupo L'Affaire

Chefs brasilienses Marcello Piucco e Myriam Carvalho retornam à casa após atuar em outros locais da cidade

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Liana Sabo Publicação:22/05/2015 06:10Atualização:21/05/2015 12:45
 (Carlos Moura/CB/D.A Press)
Ao contrário da parábola contada por Jesus, sobre o filho aventureiro que só voltou para casa depois de perder bens e desperdiçar riquezas, há histórias de "filhos" que se afastam, até se dão bem na vida e, mesmo assim, um dia retomam as origens. Coincidentemente, dois chefs brasilienses vivem essa experiência ao mesmo tempo. Marcello Piucco deixou o El Negro e retornou ao grupo L'Affaire assumindo as caçarolas italianas do Fatti a Mano, restaurante que ele ajudou a conceber dois anos atrás no térreo do Hotel Cullinan Hplus.

Da mesma forma, Myriam Carvalho protagoniza o terceiro regresso ao Complexo Brasil 21, desta vez para restaurar a pegada italiana do restaurante Lucca (1º andar do hotel Suítes), que reabre segunda-feira com cardápio totalmente elaborado por ela. Depois de passar por uma reforma que o manteve fechado desde fevereiro, o Lucca funcionará de segunda a sexta, só para almoço, com cardápio fechado no valor de R$ 50, dando direito a entrada, prato principal e sobremesa.

Ragu com agrião
Para a criadora das massas Sanfelice, (o pastifício segue funcionando na 412 Norte), o novo trabalho traz o desafio de fazer "uma comida com o frescor do à la carte e a agilidade de um bufê". Em 30 ou 40 minutos, o cliente poderá degustar uma refeição completa, cujo menu semanal é diferente a cada dia, prevê ela.

Minibrusquetas, torradas temperadas e polenta frita introduzem o almoço, que começa com quatro opções de saladas fixas: Piemonte de folhas com tomate-cereja e nozes ao molho de mostarda; Gênova, com fatias de tomate, muçarela e ninho de folhas ao pesto; e Romana, com gorgonzola, nozes, pera grelhada com redução de balsâmico; além da Ceasar Salad.

No principal, a escolha pode recair numa ave, numa carne ou em massas. Há polpetone (às terças), saltimboca alla romana (às quartas) e filé à parmegiana (às quintas), sem falar nos risotos - um prato que foi ícone da casa inaugurada no fim de 2001. Servidos numa panelinha Le Creuset, cinco variedades do prato foram as estrelas do primeiro festival de risoto realizado na cidade, no começo do século.

Na próxima sexta-feira, o prato será um risoto feito com ragu de carne cozida por mais de duas horas e servido com um macinho de agrião ou sorrentini de calabresa ao molho de tomate - além, é claro, de uma massa vegetariana. De sobremesa, as sugestões incluem frutas, pudim de leite e até tiramisù ou panna cotta com calda de frutas vermelhas. Reservas: 3039-8174.

Mestrado

Já o chef gaúcho Marcello Piucco esteve por quase dois anos fora da "família" L'Affaire. "Eu brinco que ele foi fazer um mestrado em gerência de restaurantes e agora volta mais completo", diz Osvaldo Henrique Sales, sócio-proprietário do Fatti a Mano, cuja cozinha Piucco assume com muitas ideias na cabeça.

Uma delas é promover festivais com um único ingrediente, como salmão, por exemplo, executado em diversas versões e que perdure a promoção por um tempo mais longo, tipo duas a três semanas. A ideia está sendo definida para ser colocada em prática a partir do Dia dos Namorados, explica o chef. Telefone: 3327-0773.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK