Brasília-DF,
28/SET/2021

Conheça algumas dicas para o uso de ervas na cozinha

Especialistas ajudam na utilização dos temperos que dão um toque especial na culinária caseira

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Sara Campos - Especial para o Correio Publicação:26/08/2016 07:00Atualização:25/08/2016 12:50

Equilíbrio é o segredo para aproveitar o potencial das ervas (Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
Equilíbrio é o segredo para aproveitar o potencial das ervas
 

 

O grande leque de ervas disponíveis em feiras e supermercados pode deixar alguns entusiastas da cozinha confusos no momento da compra. Mas qual é o uso adequado do alecrim? Qual tipo de manjericão é o melhor para o preparo de um molho de macarrão? Priscila Avila, da La Pimenteira, explica as diferenças entre cada uma e ajuda o leitor a descobrir a infinidade de possibilidades de ingredientes que garantem um toque de sabor às receitas.

“A palavra-chave para o uso dessas ervas é equilíbrio. Elas não devem se sobressair ao sabor do ingrediente principal”, pondera Priscila. A especialista, que se dedica ao preparo de geleias, chutneys e temperos aromáticos, diz que cada tipo de erva pede cuidados na utilização. “Sempre utilizo ingredientes orgânicos. Além de serem mais saudáveis, têm um sabor incomparável se comparado aos convencionais”, garante.

Alecrim
Está na categoria de ervas com óleo essencial marcante. Pode ser acrescentado em frango, carneiro e carnes assadas. Para utilizá-lo durante marinadas ou preparos ao forno, a recomendação é inserir os ramos e deixá-los por aproximadamente 30 minutos. “Caso contrário, ele vai liberar um sabor muito forte”, pondera Priscila Avila.

Coentro
Usado em peixes, frango e pratos com molho como o ragu italiano. O sabor forte pede parcimônia na utilização. Pode ser cozido ou servido após a finalização do prato.

Louro
O recomendado é utilizar, no máximo, uma folha de louro para cada 200g de feijão cozido. “Se a folha for muito grande, pode utilizar apenas a metade e reservar o restante. Assim o louro não rouba a cena do feijão”.

Manjericão
É um dos grandes ingredientes da cozinha italiana e é a principal matéria prima do molho pesto. Pode ser utilizado aliado ao azeite de oliva em saladas e massas para o preparo ou finalização de pratos. O mesmo vale para o manjericão roxo.

Salsa
É uma alternativa para quem prefere um sabor mais leve em vinagretes e temperos para saladas.

 

Sálvia
Opaca, a utilização é indicada para integrar temperos de carnes de carneiro e porco.

Tomilho
Delicado e aromático, também é utilizado na decoração de pratos e pode ser ingrediente para caldos, peixes e frango.


SERVIÇO
La Pimenteira Priscila Avila 98128-6916

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK