Brasília-DF,
22/JUL/2019

Bar se especializa em servir cerveja no cardápio; dono indica combinações

Para Aylton Tristão, do bar Godofredo, para apreciar as cervejas mais elaboradas, é preciso partir das mais simples para acostumar o paladar

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira - Especial para o Correio Rebeca Oliveira Publicação:01/11/2013 06:01Atualização:31/10/2013 13:02

Petisco típico de Minas Gerais, a provoleta é chamada de jorjão no Godofredo (Bruno Peres/CB/D.A Press)
Petisco típico de Minas Gerais, a provoleta é chamada de jorjão no Godofredo

O dono do bar godofredo não se chama Godofredo. Aylton Tristão é o nome do mineiro que comanda as duas casas, na 408 Norte e no Sudoeste, totalmente dedicadas às cervejas. “São mais de 500 rótulos. Busco sempre novidades para oferecer aos clientes”, conta. Aylton ensina que, para apreciar as cervejas mais elaboradas, é preciso partir das mais simples, de baixa fermentação, “para acostumar o paladar”. Um tipo complexo e peculiar de cerveja é a rauchbier, fabricada a partir de cereais defumados. “Ela é mais difícil de harmonizar por ser forte e ter gosto pronunciado”, completa.

Como sugestão para os clientes, ele oferece a provoleta, petisco típico de Minas Gerais, no qual uma fatia de abacaxi cozinha sob o queijo provolone. No Godofredo, a entrada leva o nome de jorjão (R$ 19,90) e é finalizada com orégano. Para quem deseja se aventurar pelas rauchbiers, Aylton tem uma novidade: A Treze Tílias, produzida pela cervejaria Bierbaum na cidade de Treze Tílias (SC). Trata-se de uma série especial, limitada a 5 mil garrafas numeradas (R$ 39,90, 500ml). Outra opção é a Bamberg (R$ 22,90, 600ml), cujo nome remete à região alemã que produz o melhor malte defumado do mundo. “Dizem que é tão defumada que fica com gosto de bacon”, brinca Aylton.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK