Brasília-DF,
16/JUN/2019

Restaurante da tia Zélia assume as panelas e cozinha miúdos nas quarta-asfeiras

Na casa, o intestino bovino é cortado em tiras e temperado com alho, cebola e pimenta-do-reino

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira - Especial para o Correio Rebeca Oliveira Publicação:21/02/2014 06:07

Tia Zélia: simpatia e humildade conquistam fregueses fiéis  ( Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Tia Zélia: simpatia e humildade conquistam fregueses fiéis

Das mãos de tia Zélia, cozinheira  “abençoadas por São Jorge”, saem preparos que conquistam  de pioneiros que ajudaram a erguer a capital a funcionários do alto escalão do governo. O ex-presidente Lula é um deles. “Não faço distinção entre meus fregueses. Considero o restaurante como minha casa”, afirma.

Não há cardápio fixo no estabelecimento, localizado entre dois palácios (o do Planalto e o da Alvorada). O menu é decidido todas as noites com a ajuda das filhas, Márcia e Patrícia. Por trás das enormes panelas de alumínio, revezam-se mais nove funcionárias. Mas quando é dia de cozer miúdos, Tia Zélia assume os trabalhos.

Quarta é dia de dobradinha. O intestino bovino é cortado em tiras e temperado com alho, cebola e pimenta-do-reino. Na finalização, entram azeitonas e pimenta calabresa. De todas as carnes que Tia Zélia oferece, apenas a dobradinha e a buchada de bode são vendidas separadamente, a R$ 12 a R$ 50 cada, respectivamente.

Tags: celular

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK