Brasília-DF,
15/DEZ/2017

Além dos tiros, Lie to me e Criminal minds inovam dentro do tema policial

A série Lie to me narra um cientista que dedicou a vida ao estudo do comportamento humano. Criminal minds foca mais no comportamento criminal do suspeito do que no crime em si

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Juliana Figueiredo Lucas Lavoyer - Especial para o Correio Publicação:27/07/2014 06:06Atualização:25/07/2014 13:50
Tim Roth na série Lie to me  (Fox Brasil/ Divulgação)
Tim Roth na série Lie to me
Nem só de tiros e perseguições implacáveis vivem as séries policiais. Algumas das tramas buscam resolver crimes a partir de investigações cautelosas, que se baseiam na observação dos suspeitos e dos comportamentos deles. Exibida pelo Netflix, a série Lie to me é protagonizada pelo Dr. Cal Lightman (Tim Roth), um cientista que dedicou a vida ao estudo do comportamento humano.

Lightman lidera uma equipe especializada em detectar mentiras e que presta serviço para diversas entidades, como o FBI e a polícia. A maior parceira do personagem é a Dra. Gillian Foster (Kelli Williams), psicóloga com um talento natural para interpretar expressões humanas. Os dois não se deixam abater pelos policiais que debocham dos métodos usados e continuam desvendando mistérios por meio de detalhes, como uma mão ligeiramente trêmula ou um mínimo movimento do canto da boca.

O que diferencia Criminal minds de outros dramas policias é o fato de a série focar mais no comportamento criminal do suspeito do que no crime em si. Nela, a equipe de elite do FBI analisa as mentes criminosas do país e antecipa os próximos movimentos, antes que eles possam atacar outra vez. Cada integrante usa um dom diferente para solucionar os casos. Criminal minds é transmitida no Brasil pela AXN.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK