Brasília-DF,
01/OUT/2020

Telecine Cult exibe filmes feitos por mulheres para celebrar a semana delas

Telecine faz programação exclusiva com filmes dirigidos, roteirizados ou protagonizados por mulheres

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:06/03/2020 06:06Atualização:05/03/2020 19:53
O documentário 'Varda por Agnès' faz parte da programação ( Reprodução/Internet)
O documentário 'Varda por Agnès' faz parte da programação
 
 
O Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, é uma data marcada pelas reivindicações de igualdade de gênero, de mais espaços de fala, mais respeito e mais consideração com as mulheres. O dia foi estabelecido oficialmente em 1975, mas é comemorado desde o início do século passado, há pouco mais de 110 anos. Para focar na importância das mulheres, o Telecine preparou uma programação especial com mais de 24 horas de filmes que, de alguma forma, apresentam o ponto de vista feminino em relação ao mundo.

Os filmes transitam pelos mais diversos gêneros cinematográficos, seguindo a regra de serem dirigidos, roteirizados ou protagonizados por personagens femininas. Alguns dos títulos selecionados para a maratona são o drama Lady Bird – A hora de voar, o terror Nós, a comédia Mudança de hábito e a cinebiografia Elis.

A programação está dividida entre os canais Telecine Cult, Action, Fun e Touch. A parte principal fica a cargo do Cult, que transmite o filme entre às 22h do dia 7 e às 00h do dia 9. Ao todo, os quatro canais do Telecine exibem 19 filmes.

Esse tipo de iniciativa ganha força e importância com os movimentos de mulheres no meio cinematográfico. Apesar de sempre estarem presentes na frente e por trás das câmeras, elas não possuem a mesma visibilidade que homens na indústria do cinema e acabam esquecidas em premiações de direção e roteiro, mesmo com filmes aclamados pela crítica e pelo público. A causa ganhou ainda mais força em 2020 com a não indicação de Greta Gerwig ao Oscar de Melhor Direção pelo impecável trabalho feito em Adoráveis mulheres.

Serviço

Programação do Dia Internacional da Mulher
Sexta-feira (6/3), a partir das 22h e domingo, a partir das 10h45, na TNT. Classificação indicativa a depender do filme. Confira a programação completa no site df.divirtasemais.com.br
 
 

TV ABERTA


Sexta-feira

Meu passado me condena 2 
(Globo, 15h10)
A vida de casado de Fábio e Miá cai na rotina. Após Fábio esquecer o terceiro aniversário de casamento, Miá decide pedir um tempo. Quando o avô de Fábio, que mora em Portugal, o comunica que ficou viúvo, ele enxerga nesta viagem para o funeral uma oportunidade de salvar o casamento.

Sábado

Jeca e a freira
(TV Brasil, 16h)
No século 19, em um lugar do interior do Brasil, um fazendeiro se responsabiliza pela educação da filha de um de seus colonos. Anos depois, a moça retorna do colégio acompanhada de uma freira e o fazendeiro faz de tudo para que ela não reconheça os pais.


Domingo

Amor custa caro
(Band, 14h)
Miles Massey é um advogado de divórcio excepcional que se especializa em ajudar maridos infiéis. Sem desafios, ele está cansado da vida, até que conhece Marylin Rexroth. Mas Massey é advogado do marido da moça e, por isso, ela acaba saindo sem nada na ação de divórcio. Marylin promete se vingar.


TV FECHADA


Sexta-feira

Em ritmo de fuga
(Telecine Pipoca, 22h)
Baby é um motorista conhecido no mundo do crime por habilidades no volante. Apesar disso, ele deseja sair dessa vida para ficar com Deborah, por quem está apaixonado. Mas, para conseguir o que quer e manter os que ama a salvo, ele terá que realizar um último trabalho.


Sábado

Bingo – O rei das manhãs
(HBO, 20h)
O ator Augusto Mendes enxerga a chance da vida quando é chamado para apresentar um programa infantil na televisão como Bingo, o palhaço. Porém, ele não pode revelar a própria identidade, o que transformará a ascensão na carreira em decadência e vício.
 
Filhas do sol 
(Telecine Cult, às 22h)
Comandante das Filhas do Sol, batalhão curdo formado por mulheres que lutam pela sobrevivência do seu povo, Bahar está prestes a retornar a Gordyene, cidade na qual já foi feita prisioneira. Mathilde, uma jornalista francesa, acompanha o grupo durante o ataque, e a amizade entre as duas muda suas vidas para sempre. Indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes.


Domingo
 
Que horas ela volta?
(Telecine Cult, às 10h15)
A pernambucana Val se mudou para São Paulo para dar melhores condições de vida para a filha, Jéssica. Agora, anos depois, ela lhe telefona dizendo que vai para a cidade prestar vestibular. Porém, o comportamento da adolescente complica as relações na casa de seus patrões.
 
Bao
(Telecine Cult, às 12h20)
Sofrendo com a ausência do filho, uma chinesa volta a ver sentido na vida quando um dos dumplings que preparou ganha vida. Ela então começa a cuidar da criatura dando-lhe todo o amor e carinho. Mas, de forma inesperada, ele cresce e ganha independência, deixando sua "mãe" triste mais uma vez. 
 
Deixe a luz do sol entrar  
(Telecine Cult, às 14h30)
Isabelle é uma parisiense de meia-idade divorciada que sonha em encontrar um amor para sua vida. Nessa busca incessante, a artista plástica acaba lidando com homens de diferentes personalidades, como, por exemplo, seu ex-marido, com quem tem uma filha em meio a uma relação problemática. 
 
Varda por Àgnes
(Telecine Cult, às 16h20)
De mãe da Nouvelle Vague a ícone feminista, a diretora francesa Agnès Varda expõe seus processos de criação e revela sua experiência com o fazer cinematográfico. A cineasta dá um enfoque especial no método de storytelling que ela denomina de "cine-writing", uma espécie de fórmula utilizada por ela na grande maioria de seus documentários e ficções. 
 
Lady Bird - A hora de voar
(Telecine Cult, às 18h30)
Christine é uma excêntrica adolescente que prefere ser chamada de Lady Bird. Almejando alçar voos mais altos, a menina tem dificuldades em lidar com a adolescência: o último ano da escola, o primeiro amor e a mãe com quem tem inúmeras discussões. Indicado a 5 Oscars, incluindo o de Melhor Filme. 
 
O estranho que nós amamos
(Telecine Cult, às 20h15)
Durante a Guerra Civil americana, o soldado da União John McBurney acaba encontrando abrigo em um internato feminino confederado. A presença do estranho desencadeia nas mulheres que vivem ali o medo de um ataque iminente e uma série de emoções em um contexto de isolamento e repressão sexual.  
 
Papicha
(Telecine Cult, às 22h)
Em 1997, a Argélia é controlada por grupos terroristas com intenções de transformar o país em um arcaico Estado Islâmico. Nedjma, uma estudante universitária apaixonada pelo mundo da moda, deseja lutar contra a opressão que o governo exerce sobre mulheres tentando controlar seus corpos e presença em espaços públicos. Determinada em unir as mulheres de seu campus, ela organiza um desfile em protesto, que desafia as regras impostas pela sociedade argelina. 

Sete homens e um destino
(Megapix, 22h)
Após vingar a morte da esposa, o xerife Chris Adams descobre que uma cidade próxima está sendo atacada. Um grupo de saqueadores matou a maioria dos homens e promete voltar para acabar com o resto. Desesperada, uma mulher que perdeu o marido oferece tudo que tem para que Chris aceite enfrentá-los.
 
Tomboy
(Telecine Cult, domingo, às 00h)
Laure é uma garota de 10 anos, que vive com os pais e a irmã caçula, Jeanne). A família se mudou há pouco tempo e, com isso, não conhece os vizinhos. Um dia Laure resolve ir na rua e conhece Lisa, que a confunde com um menino. Laure, que usa cabelo curto e gosta de vestir roupas masculinas, aceita a confusão e lhe diz que seu nome é Mickaël. A partir de então ela leva uma vida dupla, já que seus pais não sabem de sua falsa identidade. 
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK