Brasília-DF,
17/OUT/2017

No alemão A onda, o diretor Dennis Gansel coloca a manipulação em prova

Filme aborda conceitos de autocracia e discute regimes fascistas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:08/05/2015 08:08
 (MovieMobz/Divulgação)
Dirigido por Dennis Gansel e ambientado em uma escola de Ensino médio da Alemanha, o filme traz a história do professor Rainer Wenger, interpretado por Jürgen Vogel, que é escalado para lecionar uma disciplina sobre autocracia. Contra sua vontade, o professor, que é um admirador da anarquia, conceito explorado em outra disciplina, encara o desafio.

Na primeira aula, ao perguntar para os alunos se eles acreditam que um regime totalitário poderia existir nos dias de hoje na Alemanha, percebe o descrédito dos alunos. É quando decide realizar um exercício pedagógico para explicar, na prática, como se dá a manipulação ideológica de um conjunto de jovens que sente necessidade de uma liderança forte, formando um governo fascista dentro da sala de aula. Em acordo, eles dão o nome de "a onda" ao movimento, e escolhem um uniforme e até mesmo uma saudação.

O problema é que professor acaba perdendo o controle da situação, e os alunos começam a propagar o movimento pela cidade, tornando o projeto da escola um movimento real. Quando as coisas começam a ficar sérias e fanáticas demais, Wenger tenta acabar com "a onda", mas acaba sendo tarde demais.

A onda

Amanhã, às 23h, na TV Brasil

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK