Brasília-DF,
09/DEZ/2019

Você se lembra do seriado 'The nanny'?

Sucesso na década de 1990, o programa contava a história de uma babá nada perfeita

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ataide de Almeida Jr. Publicação:23/08/2015 07:08Atualização:21/08/2015 16:25

Os fãs podem matar as saudades de 'The nanny' no Comedy Central
 (CBS/Reprodução)
Os fãs podem matar as saudades de 'The nanny' no Comedy Central

 

Para se contratar uma babá, o essencial é pedir referências e avaliar currículos. Mas esse não foi o caso de Fran Fine. Com a característica voz anasalada e o jeito extravagante, bastou bater à porta de Maxwell Sheffield para logo assumir o posto. Claro que tudo não passou de uma confusão, pois Maxwell a confundiu com a babá que havia contratado. Apesar disso, não teve jeito, e Fran foi efetivada. A partir daí, começa uma relação de amor e brigas entre Maxwell e a nova babá. Essa história é o mote da série The nanny, que conquistou milhares de fãs pelo mundo.

Protagonizada pela atriz Fran Drescher, o seriado teve 143 episódios e foi exibida por aqui na TV Record. Como a maior parte dos seriados da década de 1990, como Anos incríveis ou até mesmo Friends, The nanny tinha uma história feita para o público acompanhar a qualquer momento. Não era preciso ter visto o primeiro capítulo para entender que Fran caiu de paraquedas na casa dos Sheffield ou que as crianças, Maggie, Brighton e Grace, envolveram-se com ela, mesmo sabendo que não era a verdadeira babá contratada.

Como um bom sitcom, The nanny trazia personagens secundários que serviam de escada — e por vezes roubavam o protagonismo de Fran — durante a história. Um deles era o mordomo Niles (interpretado pelo ator Daniel Davis), que tem a função de manter a casa limpa, mas que sempre dá pitaco nas situações ocorridas na residência. Logo no começo da série, quando Fran e Niles se encontram, começam uma boa amizade. Com humor mais ácido, as tiradas do mordomo foram pontos altos do seriado em diversas ocasiões.

Além de um elenco fixo, The nanny apostava em participações especiais, algumas frequentes, como Sylvia Rosenberg Fine (Renée Taylor), que vivia a mãe de Fran, sempre querendo que a filha se casasse logo com Maxwell, e a vó Yetta Rosenberg Jones (Ann Morgan Guilbert), que, pela idade, acreditava que a babá e o patrão já tinham se casado e criado três filhos. Fora eles, havia ainda estrelas da televisão, que eventualmente estavam por lá, como Jay Leno, Ray Charles, Elton John, Whoopi Goldberg, Erik Estrada e Elizabeth Taylor.

O seriado foi gravado até 23 de junho de 1999. Há alguns motivos para o fim da série. Além do desgaste natural e da perda de audiência, após seis temporadas, as crianças já estavam bem crescidas. Além disso, Fran Drescher descobriu que estava com câncer. No entanto, foram gravados mais episódios que os exibidos e guardados pela emissora. Para quem sente saudades, o canal de tevê por assinatura Comedy Central ainda leva ao ar alguns episódios da série.


Por acaso


The nanny surgiu por acaso. Segundo o site IMDB, após ter a série Princesses cancelada, a atriz Fran Drescher viajou para a Europa para se encontrar com o antigo parceiro de cena, Twiggy. Durante o voo, ela se sentou ao lado de um executivo da CBS e começou a conversar sobre a ideia. Algum tempo depois, esse mesmo produtor da emissora, entrou em contato com Fran e começou a dar forma ao show.

Amigos

Nos seis anos que ficaram no ar, a atriz Fran Drescher fez questão de contratar vários amigos e parentes para atuar como convidados especiais ou na produção. Quando não era possível convidá-los, Fran fazia questão de mencioná-los ou homenageá-los, como com a personagem Yetta Jones, avó da babá na série, que foi inspirada na avó real da protagonista. Além disso, a série foi uma das que mais duraram sem mudanças bruscas no elenco.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK