Brasília-DF,
23/SET/2017

Programas contam e valorizam a história da música nacional e internacional

Entre os exemplos estão Laboratório do som, Hoje é dia de música e Prêmio Multishow

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Irlam Rocha Lima Publicação:30/08/2015 06:01
 (Fabiano Battaglin/Divulgação)

A música e a televisão andam juntas há bastante tempo. Grande parte dos artistas brasileiros foi descoberta e ganhou repercussão graças a atrações na telinha. O cantor Gilberto Gil começou cantando em programas televisivos. Caetano Veloso chegou a ter um programa próprio, o Chico & Caetano, apresentado em 1981 na Rede Globo e que recentemente foi reexibido pelo canal Viva.

O envolvimento dos baianos com a televisão ficará evidente novamente na próxima terça-feira, quando eles serão homenageados no Prêmio Multishow, que será transmitido ao vivo pelo Multishow. E também no programa Hoje é dia de música, da HBO em parceria com a produtora Conspiração. Atualmente, a série está no ar no canal Cinemax.

Além da transmissão de prêmios e de shows, que é também é bastante comum na tevê, a plataforma tem feito programas para explicar melhor o mundo da música nacional e internacional, como a nova websérie do Gshow: Laboratório do som, que será apresentada pelo cantor Rogério Flausino, vocalista do Jota Quest. O programa reúne nomes da música brasileira para que o público possa conhecer um pouco mais sobre eles. Se você é fã da mistura enre tevê e música, o TV + separou uma seleção de programas musicais.

História da música

Lançado em outubro do ano passado, o programa Hoje é dia de música voltou a ser exibido pelo Cinemax em agosto. A atração é uma parceria da HBO Latin America com a produtora de conteúdos Conspiração.

A primeira temporada da atração documental tem 10 episódios que passeiam pela história da música brasileira. A apresentação fica a cargo do músico Ivan Lins e da cantora Mônica Salmaso. Entre os convidados da temporada, estão nomes como Roberto Menescal, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Martinho da Vila e Fernanda Abreu.

 (Conspiração/Divulgação)

Em cada capítulo, são apresentados entrevistas, imagens e convidados que falam sobre momentos da música brasileira, como a bossa nova de 1962; o novo samba, de 1963; os festivais de MPB e tropicalismo, de 1968.

Além disso, há raridades, como a primeira vez que Tom Jobim, Vinicius de Moares e João Gilberto cantaram Garota de Ipanema e o dia em que Carmen Miranda embarcou na Broadway, em Nova York.

Premiação da música

A diversidade da música popular brasileira estará bem representada na 22ª edição do Prêmio Multishow, que será realizada na terça-feira, às 22h, na Arena da Barra, no Rio de Janeiro.

Astros e estrelas de diferentes segmentos da MPB participarão do evento, entre os quais os sambistas Zeca Pagodinho, Diogo Nogueira, Alcione e Teresa Cristina, os representantes do funk Mr. Catra e Ludmila, os rappers Criolo e Karol Conká e os sertanejos Gusttavo Lima e Lucas Lucco. Bell Marques, Durval Lelys e Timbalada são alguns entre os que celebrarão os 30 anos da axé music.

Caetano Veloso e Gilberto Gil serão reverenciados pelos 50 anos de carreira por Gal Costa, Anitta, Ana Cañas, Ana Carolina, Maria Gadu e Ivete Sangalo. A cantora baiana dividirá com o comediante Paulo Gustavo, a apresentação dos vencedores do prêmio, que será transmitido ao vivo pela televisão e pela web no site www.premiomultisohow.com.br.

Compositores em destaque


Rio de Janeiro – Ao perceber a boa recepção do público do Gshow com programas musicais, o site resolveu criar uma websérie exclusiva com a temática. A escolhida foi a atração Laboratório do som, comandada por Rogério Flausino.

A primeira temporada estreou ontem e contará com 12 episódios, sempre disponíveis aos sábados no Gshow. O programa abordará os principais compositores do pop rock dos anos 1980, como Leoni, Humberto Gessinger e Frejat. “Tínhamos uma lista gigante. No primeiro momento, queríamos pessoas que eu tivesse um conhecimento, que eu me sentisse confortável”, explica Flausino.

 (Gshow/Divulgação)

Cada compositor estará em quatro episódios, que são divididos em infância, influência, música própria e inveja branca. A primeira parte consiste no artista contando uma canção que o fez se tornar músico; a segunda é mais centrada nas influências; o terceiro capítulo sobre uma composição que marcou sua carreira; e o episódio de encerramento uma música que cada gostaria de ter escrito.

“São programas pequenos, mas profundos”, completa o apresentador. Uma nova temporada deverá contemplar compositoras. (A repórter viajou a convite do Gshow)

Duas perguntas Rogério Flausino

Como foi estrear no cargo de apresentador?
Já fui muito entrevistado na vida, então fiquei um pouco grilado de ter que entrevistar. Mas eu sempre fui de falar e de ser desinibido desde criança. E como o tema é o meu assunto predileto, juntaram essas duas coisas.

Você participou do processo de escolha dos artistas?
Fizemos tudo muito juntos. Fui tentando ajudar. Foram escolhidos caras que eu tivesse um conhecimento. Mas agora já estou mais seguro e se rolar uma segunda temporada podemos abrir mais esse leque.

SERVIÇO

Hoje é dia de música
Toda segunda, às 18h10 e às 19h30 no canal Cinemax.

Laboratório do som

Todo sábado disponível um episódio inédito no Gshow.

Prêmio Multishow
Na terça (1º de setembro),às 22h, no Multishow.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK